segunda-feira, abril 20, 2009

Naval 1 x 0 Leixões

Injusto, injusto, Bruno China tem razão. Várias oportunidades criadas, com paciência, mercê do labor e arte de Diogo Valente e Zé Manel principalmente, perante uma defesa que se fechou assim que Paulão encontrou as redes do leixonenses, na sequência de um canto. Mas falta ali um ponta-de-lança que as transforme em golo. Wesley disfarçava bem, mas já se foi há muito. O Leixões voltou a jogar bem, tão bem como é possível contra uma equipa que defende assim, e continua na luta pela UEFA.

master kodro

6 comentários:

SportBlog disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
SportBlog disse...

Não sei se é injusto ou não, porque só vi os últimos minutos do jogo.

No entanto, pelo que vi e li, acho que o Bruno China tem toda a razão.

As estatísticas mostram que o Leixões teve mais posse de bola, mais ataques, mais cantos e mais remates, o que logicamente dar-lhe-ia um resultado positivo.

Mas toda a gente sabe, que a lógica no futebol não existe e assim sendo, o Leixões sofre mais uma derrota (injusta) e de "sensação" passa a "desilusão"!

Ja agora aproveito para dizer que está disponível no meu Blog uma crónica e um vídeo deste jogo, bem como outras notícias que marcam a actualidade desportiva de Portugal e do estrangeiro.

(http://sportblog.universolusofono.org)

Catarina disse...

quem com ferros mata, com ferros morre. a Naval fez o jogo do Leixões e como não podem ser dois a defender, deu-se melhor quem marcou primeiro.

PS: MK o segundo lugar no blogobola está-me reservado, já paguei ao Da Rocha e tudo, por isso podes esquecer :)

master kodro disse...

Eu só quero a UEFA, Catarina. Este ano não tenho argumentos para lidar com bracarenses, porque vocês estão com muito jogo... ;)

Catarina disse...

eu sou um renteria da vida, falho sempre na hora do remate.

Flip disse...

O Joaé Mota está a pagar as barbaridades que disse no final do Braga-Leixões em que ganhou sem fazer um único remate à baliza (auto golo incrivel do Frechaut)...

Na altura, depois do Braga ter tido 70% da posse de bola e ter feito mais 17 remates, José Mota, aka Zé do Boné, disse:

"demos um banho táctico..."

A partir desse jogo foi sempre a descer e já não fazem sequer cócegas ao Braga.

Para o ano descem.