domingo, março 01, 2009

Falar dos outros

De um dos clássicos mais aborrecidos de que há memória, acabou por resultar um empate justo. Confirmando o que previ há dias, o FC Porto ficou refém da sua própria indecisão, jogando para não perder quando todavia tinha claras condições para ganhar.

É indiscutível que moram no Dragão jogadores excelentes (Hulk, Rodríguez, Lucho e Lisandro são um quarteto fabuloso), mas estranho a ausência de críticas face ao que Jesualdo não tem conseguido: pôr esta equipa a jogar um futebol atractivo e consistentemente ganhador. Hoje somou o seu quarto empate em casa (apenas 5 vitórias em 10 jogos). Em sete encontros com os rivais directos, ganhou somente um (em Alvalade para o campeonato). E desculpem lá se não participei da orgia colectiva que grassou na imprensa nacional depois de um empate contra o sétimo classificado da Liga espanhola. O avanço pontual e a cultura de vitória acumulada nas últimas duas décadas fazem do Porto o favorito a revalidar o título, mas há efectivamente notas negativas no percurso azul desta temporada.

O Sporting viveu em quatro dias duas experiências funestas. A humilhação frente ao Bayern tornou clara a impotência leonina na grande competição europeia, onde o bom comportamento se tem restringido aos encontros com adversários de média ou baixa dimensão. O encaixe financeiro deste ano foi uma evidente mais-valia, mas ao somar o pior resultado caseiro da história da Champions, o Sporting terá visto o seu prestígio consideravelmente abalado.

É claro que neste quadro o empate no Dragão surge como um resultado interessante, sobretudo a nível psicológico. Mas tal reconforto não apaga uma realidade algo cruel: a quatro pontos do tricampeão, e com desvantagem no confronto directo em relação aos dois rivais, o Sporting tem hipóteses reduzidas de vencer o campeonato nacional, o que concluiria sete anos sem obter o troféu máximo entre portas. Resta todavia uma esperança: que Paulo Bento, à semelhança dos últimos anos, consiga empurrar a equipa para pontas finais de grande classe. Tem seguramente qualidade no plantel para o fazer, mas necessita de reavaliar quem são de facto os elementos que mais o podem ajudar nessa difícil tarefa.

katanec

16 comentários:

rearviewmirror disse...

1) Entrada assassina de Lucho sobre Derlei

2) Cotovelada de Rodrigue nas trombas do boi de preto (para cartão vermelho) sobre caneira

Vergonha!!

Littbarski disse...

O jogo foi muito fraco. O Porto jogou os 30 minutos da praxe, o Sporting jogou os 15 minutos seguintes. Duas oportunidades, uma salva sobre a linha, outra pelo poste, resultado justo. A segunda parte foi para adormecer.

Esperava-se mais do Porto? Sim. Mas, corrijam-me se eu estiver enganado, não foi este Sporting que, há poucos dias, deu um banho de bola ao Benfica e que ficou deveras motivado para o jogo do Dragão? Eu já ouvi sportinguistas a dizer que este resultado era melhor para o Sporting do que para o Porto. Como as coisas mudam!

A verdade é que o Porto entrou para a 17ª jornada, antes dos clássicos, quando ainda os seus rivais dependiam só de si para chegar ao título, com 1 ponto de vantagem sobre o Benfica e 3 sobre o Sporting. Esgotados os confrontos entre os 3 primeiros, 4 jornadas depois, menos 4 para jogar, Benfica e Sporting já não dependem só de si e estão ambos 1 ponto mais distantes da liderança, a 2 e 4 pontos, respectivamente.

Portanto, se alguém pode fazer um saldo minimamente (e é mesmo minimamente) positivo das últimas quatro jornadas, no que diz respeito à luta pelo título, é o Porto. Mesmo sem jogar nada, ganhou pontos à concorrência.

Mr. Blue disse...

É pena ver pessoas que consideram "entrada assassina de Lucho sobre Derlei", quando a frase correcta seria:

"Entrada dura de Lucho sobre Derlei, Lucho que aos 17 min cobrou o penalty correspondente a uma falta de P Silva sobre Rodriguez"

Sobre o jogo em si concordo com o Littbarski.
A única crítica que faço ao Prof Jesualdo é não ter iniciado o jogo com Tomas Costa a lateral direito.

Sobre o post, é óbvio que esta equipa do FCP esta talhada para jogar em contra-ataque, sendo a sua melhor característica as transições ofensivas rápidas. Assim sendo, no Dragão sente, nítidas, dificuldades pois os adversários vão lá jogar para o pontinho. Até o Sporting...que estava/está a 4 pontos de distância. Eles lá sabem porquê.

Bruno Ribeiro disse...

Fico à espera dos sportinguistas que tão depressa criticam a arbitragem se pronunciem sobre o facto de terem sido beneficiados ontem. Ou vão inventar uma nova lei para não ser assinalada grande penalidade?

Quanto ao jogo quando uma equipa não quer jogar (Sporting) e a outra não tem engenho (Porto) dá numa coisa daquelas. O justo seria devolver o dinheiro a quem o pagou a pensar que ia ver um jogo de futebol.

Gabriel disse...

Jogo fraquinho, fraquinho.
Só eu é que vi 1 agarrão do Derlei pra 2º amarelo antes do lance com o Lucho? Um lance exactamente igual a 1 que o Rolando fez a travar 1 contra ataque e que viu amarelo.

Se calhar o problema foi mesmo da televisão pequena em que vi o jogo e que não permitiu ver bem. (não é ironia)

Os outros 2 lances de dúvida eu vi no resumo e acho que é penalti ao Rodriguez e também acho que o Lucho pela imprudencia da entrada devia levar o vermelho.

último! disse...

O Porto com uma vitória ontem em casa e mais descansado como habitualmente foi uma equipa banal, podia estar a 4 pontos do Benfica e a 7 dos lagartos mas há por ai iluminados que ainda dizem que o Porto ganhou pontos!?!
(boa matemático)

Agora pergunto o Porto ou o Proença?

Virgílio Bernardino disse...

Penalty, aquilo???? LOL

Os meninos andam é muito mal habituados... Queriam penaltys oferecidos todas as jornadas?! É só rir... Vão à frente, têm sido claramente beneficiados e ainda se queixam da arbitragem! E os outros é que são CALIMEROS... Impressionante o estado de cegueira a que se chega!

Se alguma equipa merecia ganhar ontem era o SCP. Não me lembro de uma única oportunidade clara de golo do porto. O SCP teve um lance na trave, outro com Liedson isolado que falha o remate. E ainda Izmailov com um chapeu mal medido... Enfim, a V/ sorte é que o 'caça-galinhas' teve desinspirado e o sr. Capitão fez vista grossa a duas expulsões claríssimas aos jogadores da casa. A primeira, ainda durante a primeira parte, ao melhor jogador portista: Lucho e a ultima perdoada escandalosamente ao Rodriguez com uma agressão absurda nas barbas do sr. capitão que observou com um olhar apalermado para toda a cena. Mais apalermada ainda foi a decisão. Só não o expulsa por que é um lambe c*s e não tem personalidade nenhuma! No fundo é só mais um bovino da manada...

Mas pronto, até percebo a frustação andrade. Estavam convencidos que iam golear... Lixaram-se...

Só mais uma coisinha. Vão à frente (sabe-se bem como) mas não jogam a ponta dum c*r*lh*!

Littbarski disse...

Por falar em boa matemático, no campeonato, nos confrontos entre os 3 candidatos ao título, o Porto fez 6 pontos (uma vitória e 3 empates). Não é brilhante, mas é mais do que fez a concorrência: 5 pontos do Benfica (uma vitória e 2 empates) e 4 do Sporting (uma vitória e 1 empate).

Mesmo incluindo a Supertaça e a Taça da Liga e contando como empate a vitória do Porto nos penalties, em Alvalade, que faz com que o Tricampeão Nacional seja o único dos três grandes ainda presente na Taça de Portugal, temos como resultado duas competições perdidas e duas ainda em disputa, por sinal, as duas principais provas nacionais. No fim fazem-se as contas.

Depois há aquela coisa chamada Champions League, quase tão importante como a Carlsberg Cup. E acontece que o empate frente ao sétimo classificado da liga espanhola faz com que o Porto esteja, neste momento, em vantagem na eliminatória e seja o único clube português com hipóteses reais de seguir em frente na prova.

Voltando ao campeonato, o desempenho relativamente fraco do Porto no Dragão (melhor do que o do Sporting, em Alvalade), é compensado com um bom desempenho fora de portas. O melhor desempenho do Benfica, na Luz, é descompensado por um mau desempenho fora de portas, o pior dos 3 candidatos ao título.

Quanto ao futebol espectáculo, sinceramente, não vejo a concorrência a fazer melhor do que o Porto.

Mr.M disse...

São seres como o Virgilio que me enchem a alma de alegria.

Ele não viu nenhuma oportunidade clara de golo do porto?! Obvio que não, porque quando os jogadores portistas se aproximavam da area do sporting ele fechava os olhos de emoção....triste de ti...

A única oportunidade real do sporting foi a bola do liedson ao poste. A do IZ, bem, se rematar 7 metros e 25 centimetros por cima da trave é um lance de "golo eminente"...

Quanto à última que referes, tens de repensar o teu conceito de "isolado com o guarda redes". Olha que da linha do meio campo até à baliza ainda são uns bons 50 metros...

Virgílio Bernardino disse...

São seres como o mr.m que me enchem a alma de compaixão... E mais não digo por respeito aos pobres de espírito. Há que ser solidário e deixá-los viver com a sua árida alma ansiosa por alegrias…

Bruno Ribeiro disse...

"Queriam penaltys oferecidos todas as jornadas?"

Não, que não vos podemos roubar o monopólio. Isso de penaltys por queda causada pela brisa no estádio já nós sabemos que só acontece em Alvalade a vosso favor.

Quanto ao lance do Rodriguez a grande penalidade é evidente e só não a vê porque não lhe interessa.

Quanto às expulsões, faça o favor de rever o jogo de forma isenta - o que compreende ser difícil - e veja bem se o Sporting não deveria ter acabado o jogo com 9 por acumulações de amarelos. Quanto aos lances dos jogadores do FC Porto, o Rodriguez deveria ter sido expulso - obviamente - e a entrada do Lucho é similar à do Derlei sobre o Cissokho. Portanto ou assume que vinham os dois para a rua, ou então não veem nenhum. Por uma questão de coerência, claro - mesmo sabendo que isso não é vosso forte.

Virgílio Bernardino disse...

'Não, que não vos podemos roubar o monopólio. Isso de penaltys por queda causada pela brisa no estádio já nós sabemos que só acontece em Alvalade a vosso favor.'

hahahahaha... Tipo Lisandro com o franciú lampião... Só para não ir mais longe... Ainda fala esta gente em ISENÇÃO e COERÊNCIA!!!! Primeiro vá ao dicionário ver o q significam essas palavras que depois conversamos... Conselho: antes de ir tire os óculos azuis...

Little Phil disse...

É verdade que o Jesualdo ainda não conseguiu por a equipa a render o máximo das suas capacidades, mas queiras o quê? Metade da equipa é diferente do ano passado e falta entrosamento.
Quanto ao "quarteto fabuloso", o do Benfica do ano passado (Rodriguez, Cardozo, Rui Costa, Adu) ou deste ano (Aimar, Reyes, Suazo, Cardozo), não fica nada atrás, pelo menos em potencial, e os resultados são os que se vêem.

Pedro Reis disse...

"depois de um empate contra o sétimo classificado da Liga espanhola"

já agora que venceu 4 dias depois no mesmo estádio o Barcelona, considerado por muitos "a equipa do momento"!

já agora o super Olympiacos, essa super equipa mundial que vos espetou 5 levou agora 3 em casa da não menos super poderosa equipa do "Santo Etiénne". lol

Quanto aos sportinguistas que tanto gostam de penalties, iguais aos que o árbitro não marcou sobre o Rodriguez tiveram só este ano a módica quantia de 3 em Alvalade (a chamada meca dos penalties) contra o FCP. Memória curta?

Bruno Ribeiro disse...

"Ainda fala esta gente em ISENÇÃO e COERÊNCIA!!!! Primeiro vá ao dicionário ver o q significam essas palavras que depois conversamos... Conselho: antes de ir tire os óculos azuis..."

Nós se tivemos 1 mal assinalado é muito; vocês só contra nós já levam 3! Mas já sabemos que calimeros não vão longe...

Virgílio Bernardino disse...

tsss tsss tsss...

Não tiraste os óculos azuis...