quarta-feira, dezembro 26, 2012

25 de Dezembro, dia de... NBA

Steve Nash, o equilíbrio que faltava É verdade que os Lakers já tinham começado uma série de vitórias (contra Washington, último do Este, Philadelphia, nono do este e Charlotte, 13.º do Este), mas com Nash já dá para ganhar a Golden State (quinto do Oeste) e New York (2.º do Este). E com números mais do que decentes: 12-3-9 contra Curry; 16-6-11 contra Felton.

James vs Durant Os Heat continuam a ganhar aos Thunder, Lebron continua a reinar: fez menos 4 pontos do que Durant (29-33), mas o resto da festa foi dele, em ressaltos (8-7), assistências (9-3), steals (2-0) e blocks (1-0).

Clippers 14.ª vitória consecutiva, graças a um banco de luxo (Jamal Crawford 22 pontos, Matt Barnes 20 pontos, Lamar Odom 10 ressaltos), mesmo com Chauncey Billups e Grant Hill de fora. Com a equipa toda, temos candidato.

442 NBA Fantasy Reduzo-me à minha insignificância perante a arte do bi-campeão e do rookie a quem "ofereci" meia equipa (Harden e Duncan). Olha o luxo das duas centésimas que separam os dois primeiros...:

4312.6 Setúbal Salmonetes 32.18
4246.1 Promett Team 32.16
4014.4 Bosnia Mk's 30.41
3954.4 Team Infante 29.51
3879.0 Sumol FC 29.61
3837.7 Team Riga 28.01
3777.3 Coimbra Lions 27.98
3597.5 Aljezur Hornets 27.88
3393.4 Mr Blue Team 25.51

O Comissário

2 comentários:

ChuckE disse...

"steals" e "blocks" é "roubos de bola" e "blocos". "pimbolim" é matraquilho.

master kodro disse...

Chuck, ainda tens o rookie, se fazes questão. Agora um desafio: adivinha quem escreveu estas frases?

"Uma das minhas baladas preferidas (sério!...), mais conhecida por ser a música do casamento do Otto, o condutor do autocarro da escola dos Simpsons, tocada por uma banda mais conhecida pelos penteados que pela música, escrita por um tipo mais conhecido por ter feito uma sex-tape com a Pamela Anderson."

"Uma banda, dizem por aí, muito subestimada, atingiu o auge em termos comerciais com este som que pretende fazer pouco dos one-hit-wonders. Ironias do destino... Procurem aqui o refrão mais meaningless e viciante de sempre."

Só tu é que podes? Oh caraças, começa por casa...