terça-feira, junho 21, 2011

Novo treinador do Porto

José Peseiro, Jorge Costa, Leonardo Jardim, Vítor Pereira, Domingos, Paulo Bento, Rui Faria, Carlos Queiroz. São estes os nomes que li, a correr, nos desportivos, ou seja, ninguém faz a mínima ideia de quem seja.

master kodro

36 comentários:

Nuno disse...

Eu apostava no Vitor Pereira mas para comer a cabeça aos lampiões ia buscar o Jorge Jesus,só para vê-los a fumegar lol

Mas sinceramente prefiro o Vitor Pereira,já conhece o balneário e gostei do trabalho dele no Santa Clara.


Saudações

Ricardo disse...

Antes de imaginarem o próximo treinador, façam este exercício: imaginem que era o treinador do Benfica a sair desta forma, pouco tempo depois de ter dito que estava na "cadeira de sonho". Imaginem que tinham sido os benfiquistas os que pulularam por essas caixas de comentários em elogios notáveis ao clubismo do seu treinador aliado à competência. Iamginem agora que era em caixas de comentários nos blogues benfiquistas que se passavam as cenas escabrosas que desde ontem se podem ler nos sites de adeptos do Porto, desde ameaças à integridade física, insultos, maledicências, pobreza de espírito. Enfim, tudo isto que se está a passar mas do lado do Benfica.

Já imaginaram? Agora façam esta pergunta: aqui no 442, em dois posts sobre o assunto, haveria direito a umas indirectas pelo meio ou não? É que, se repararem (e têm de reparar nisto, para entender o todo), em dois posts sobre Villas-Boas/Porto/situação fodida, o escriba limita-se a debater o assunto. Sem ironiazinhas, sem análise idiossincrática sobre os portistas, sem referências humorísticas à "cadeira de sonho".

Já perceberam? Pronto, é só para não virem depois dizer que nós imaginamos coisas. O rapaz tem direito a ser parvo? Claro que tem. Se nós temos, ele não havia de ter? A questão não é essa. É ele querer fazer-nos de parvos. Acho que o portismo (ou, se quiserem, o anti-benfiquismo) do Kodro fica assim demonstrado à saciedade. E à sociedade.

Quanto a nomes, já disse que acho que o Salvador vai abrir a perninha e deixar sair o Jardim. José Peseiro, Vítor Pereira e Rui Faria, Domingos acho que seriam boas apostas, logo espero que não aconteçam; gostaria de ver Jardim, Jorge Costa ou Queiroz no Porto. E Paulo Bento nunca sairia da Selecção neste momento.

Joao disse...

Não deixa de ser certamente a cadeira de sonho para Villas Boas.

Estar em Portugal é bastante apetecível, onde temos este futebol sem público, desorganizado, cheio de violência, sem grande retorno financeiro a não ser para os intervenientes directos (direcções, jogadores, técnicos e empresários...), com imensos problemas financeiros, etc...

OS portistas só têm de agradecer a Villas Boas pelos extraordinários resultados, pelos 15 milhões que entram nas contas do Porto, pela valorização de todos os jogadores que compõem o plantel..

master kodro disse...

Ricardo, se quiseres eu mando-te um poster de mim, queres?

Nuno disse...

Eu compreendo a opção de AVB,quem no seu perfeito juizo não aceitaria uma proposta do Chelsea?
Ver o seu ordenado ser multiplicado por quatro ou por cinco?
Ir treinar para a liga mais mediática do Mundo?

É que um comboio destes não passa duas vezes.

Aceito a sua decisão e desejo-lhe a melhor sorte no Chelsea(tirando os eventuais jogos contra o FCP).



Saudações

Ricardo disse...

Demasiado pornográfico. Envia só o cartão de sócio.

Joao disse...

Este Porto dos últimos dez anos é absolutamente impressionante, entre técnicos, jogadores, títulos...

N. disse...

O Vítor Pereira não é já o treinador do Porto?

Joao disse...

Pep Guardiola é a minha escolha...

Pedro disse...

A mlata não saber quem será o próximo treinador dos corruptos é o menos...o problema, para eles, é se o corrupto mor não sabe quem será o seu próximo treinador...

Ricardo disse...

A história é simples e conta-se assim:

Villas-Boas: Estou numa cadeira de sonho! Nem todo o dinheiro do Mundo me tira daqui. Só se for para a América do Sul daqui a muitos anos...

Pinto da Costa: Estão a ver? Este jovem tem uma vantagem clara sobre o Mourinho: para além da paixão pelo futebol, é portista como eu!

Villas-Boas: Pois sou. Estou numa cadeira de sonho. E daqui não saio!

Pinto da Costa: este nosso rapaz é inegociável. Se querem comprá-lo, tem uma cláusula de 15 milhões. mas mesmo que a batam, ele não vai querer sair.

Villas-Boas: Pois não. Estou numa cadeira de sonho.

Dias mais tarde, Abramovich contacta o rapaz. O rapaz avisa o clube por fax que vai sair e Pinto da Costa, em frente aos jornalistas, recusa-se a falar no assunto.

Ouro. Isto é ouro. Material para longos Villas-Boas reports, insinuações, piadinhas, análises identitárias aos adeptos portistas, gozação ao extremo. Tem de tudo. O que escreve o nosso herói dos posters?

"Agora é que o mercado começou a sério... Se for, quem vai com ele e por quanto? Quem o substitui?"

e depois

"José Peseiro, Jorge Costa, Leonardo Jardim, Vítor Pereira, Domingos, Paulo Bento, Rui Faria, Carlos Queiroz. São estes os nomes que li, a correr, nos desportivos, ou seja, ninguém faz a mínima ideia de quem seja."

O respeitinho é muito bonito.

Virgílio disse...

Daúto Faquirá...

Joao disse...

Ricardo, mesmo assim não vimos um André Villas Boas a auto-convidar-se para treinador do Chelsea...

Nem sequer vimos um Villas Boas a elogiar o seu próprio trabalho...

Já agora nem sequer vimos Villas Boas a insinuar que era o melhor do mundo, ou que era um catedrático do futebol, ou mesmo chamar a si toda e qualquer responsabilidade pelos exitos da sua equipa...

já agora se te oferecem-se 10 mil contos por ano, passavas a apoiar por exemplo a equipa do Porto?

Filipe disse...

João é verdade, mas por outro lado o Pinto da Costa não admite um treinador que não agradeça primeiro à estrutura. No FCP o JJ não teria andado a arrotar postas de pescada.

Eu percebo bem o VB. O homem tinha a supertaça frente ao barça. Uma goleada e lá se ia a reputação. Idem para uma champions league que corresse mal. Se a época até corresse bem não acredito que a oferta fosse muito além dos 5 milhões que vai levar. Para quê correr riscos?

Ricardo disse...

João, das manias imbecis do Jesus, já estamos todos a par. Aqui não se pretende um concurso de imbecilidades e/ou frases que se voltam contra o falador. Disse apenas que este episódio dá panos para mangas, especialmente para um escriba tão dedicado quando o assunto é Benfica, em que se dedica em longos posts ao achincalhamento de adeptos, treinadores, dirigentes do clube. Quando se trata do Porto - vá lá saber-se porquê!? -, este herói dos posters trata tudo muito pela seriedade e respeito. Começa aqui a incongruência deste bípede. E a razão pela qual este é um blogue anti-Benfica, quando podia ser um excelente blogue de futebol. São opções.

Se me oferecessem 10 mil contos por ano eu apoiaria o Porto? Que raio de pergunta é essa? Podia ficar com o dinheiro, dizer que apoiaria e não apoiar? Não percebi o que querias dizer.

master kodro disse...

Eu mando-te um poster de mim, Ricardo.

Pedro Reis disse...

Tanta dor de cotovelo...
15 MILHÕES por um treinador que esteve cá apenas 1 ano e que tem só 2 anos de carreira... E que vos humilhou só 3 ou 4 vezes este ano. Dói não dói?
Eu estou sereno, outro treinador virá e continuaremos a ganhar, mas "sentados em cima de 15 MILHÕES!"

Pedro Reis disse...

Já agora dos nomes que vi só um escolheria para treinador do FCP: Paulo Bento! Mas não será fácil...
Outros 2 (Vitor Pereira e Rui Faria) deixam-me um ponto de interrogação. Todos os outros não me convencem...

Ricardo disse...

Obrigado, Kodro. Envia para:

Rua dos Plácidos, nº3, r/c dto, Campo de Ourique, Lisboa

(com a mão direita a segurar o comprovativo do Dragon Seat)

O número de telemóvel já tens.

Calço 43, caso queiras fazer uma surpresa em termos de calçado.

Filipe disse...

Pronto, já se sabe.

Nuno disse...

O meu desejo foi cumprido,escolha acertada,o melhor para o FC Porto.

littbarski disse...

O problema não é Villas-Boas ambicionar treinar um clube como o Chelsea. O problema é aceitar o convite, a poucos dias do começo da nova temporada e depois de dar a entender aos portistas que iria continuar pelo menos mais uma época, independentemente dos convites que lhe pudessem surgir. Não o fez e isto é, na minha opinião, uma traição a todos aqueles que o idolatraram e acreditaram na sua palavra. Uma oportunidade destas surge uma vez na vida? Não concordo. Quando alguém é mesmo bom naquilo que faz, tem certamente mais do que uma oportunidade para dar o salto na vida. Pelos vistos, a cadeira de $onho de Villas-Boas é a mesma que seduz a esmagadora maioria dos treinadores. Não tem mal nenhum. Escusava era de ter passado a época tentando (e conseguindo) transmitir a imagem de que era uma pessoa diferente. Fazia o seu trabalho (e fez, com enorme competência, justiça lhe seja feita) e quando tivesse de sair, saia. Sem juras de amor e afins que agora o colocam, por culpa própria, como persona non grata entre os adeptos portistas.

Vítor Pereira é uma incógnita. Mas a aposta tem alguns pontos positivos. Foi uma decisão rápida, como se exigia, com a nova época à porta (Pinto da Costa diz que estava previsto - vale o que vale...) em alguém que já fazia parte da equipa técnica e que, por isso, tem boas condições para dar continuidade ao trabalho da época anterior. Faz sentido, se a SAD do Porto conseguir segurar a estrutura base da equipa. O que não será fácil.

low desert puke disse...

Està descansado Littbarski. Jà quase todos os tubaroes da Europa apresentam os planteis completos, o que quer dizer que ninguém virà buscar figuras importantes como Falcao, Moutinho, Hulk, Benquerença ou Xistra.
Assim sendo a estrutura manter-se-à.

Mas por favor, respeitem um pouco o homem e arranjem-lhe uma cadeira. Ao menos durante os jogos televisionados nao o deixem ali ao pé da linha de còcoras..

Joao disse...

Low, pelo menos temos a certeza que não precisamos de andar de cócoras (com a mão estendida) para nos comprarem as vedetas...

O Caçador disse...

Este verme é só dor de corno, deve sair ao JJ e ao LFV.

Ricardo disse...

Littbarski em ácidos. O que quer dizer: Littbarski no seu melhor.

Tudo dito. De forma, como direi?, brilhante.

cc disse...

Littbarsky,
Por uma questão de justiça, ou relação posts/qualidade, muda por favor o nick para Deco, ou Lucho, ou porque não Madjer. Alenitchev tambem, mas isso é por mania minha.

Ricardo: O grau de antibenfica que atribuis ao MK, começa a ficar no patamar do teu "Anti Master-Kodronianismo". O que é uma pena. Porque o que vocês escrevem demonstra qualidades acima da mé(r)dia que se vai lendo na "blogo". especialmente nas caixas de comentários. E sim, sou portista e leio os teus posts anti-porto... Nevertheless, qualidade na escrita tens, e como tal, "perdoo-te" pecados da bola. Paixões dão merdas destas.

Master:

Moro na zona de Joane (VNFamalicão) que tem uma impressionante mancha adepta do Vitória. Acresce ainda que o meu (recentemente falecido) sogro é(ra) Vitoriano. por isso
ALLEZ VITORIA!
E resolve lá as merdas com o (Darth) Ricardo (Vader)...

Grilo Falante disse...

Ricardo dixit...
"Quanto a nomes, já disse que acho que o Salvador vai abrir a perninha e deixar sair o Jardim." Se o ridículo matasse...

Grilo Falante disse...

Ingratidão, falta de princípios, enfim, tudo de mau que pode descrever a personalidade do rapazote que foi para inglaterra encaixa-se no seu perfil. Espero que seja infinitamente infeliz na sua vida profissional. Quanto ao mais continuaremos a ganhar, contra ventos e marés.

Infante disse...

"O problema não é Villas-Boas ambicionar treinar um clube como o Chelsea."

Ah, vá lá...

Quem lê alguns dos comentários em blogues do género "pesetero, o dinheiro fala mais alto", fica a pensar que o Villas Boas foi para o CSKA de Moscovo ou para um clube do Qatar. A verdade é que ele assinou pelo vice-campeão da melhor liga do mundo (e ex-campeão da mesma), e por um dos grandes favoritos a vencer a Champions. Dar a entender que isto foi um "retrocesso na carreira", como alguns dizem, só pode ser para rir...

Um jornalista do Record estava a dizer que o Porto é imensamente superior ao Chelsea. Eu cá duvido muito que haja alguém fora de Portugal que considere o Porto (ou o Benfica ou o Sporting) maiores do que o Chelsea. O Abramovich comprou a dimensão do clube? Sem dúvida, mas essa dimensão existe de qualquer maneira e internacionalmente é uma dimensão muito superior à de qualquer clube português.

Em Inglaterra discute-se se será um risco apostar num treinador com pouca experiência. Aqui dizem que ele deitou fora a carreira e só foi pelo dinheiro. Perspectivas...

Infante disse...

E agora já sabem o que sente um adepto dum clube pequeno/médio quando os "grandes" portugueses vão buscar os seus craques. É lixado, não é? Gostem ou não, não é só "o malvado dinheiro"; é também a dimensão e treinar um dos principais clubes daquela que é quase unanimemente considerada a melhor Liga do mundo é um enorme apelativo.

Ou acham que os Falcões e Villas-Boas querem ficar aqui a jogar contra os Rio Aves e Navais perante públicos de 2 mil pessoas até apodrecerem? A sério, larguem lá a megalomania parva. Estamos num campeonato-trampolim,, o que até já é muito bom.

(o texto do MST na Bola foi particularmente ridículo, isto além de termos ficado a conhecer a sua costela Le Pen, nas considerações sobre a selecção francesa).

Ricardo disse...

CC, tens toda a razão, o anti-benfiquismo do Kodro está a criar em mim um anti-kodronianismo que não nos leva a lado nenhum. Prometo abdicar desta pequena quezília, embora preferisse que o Kodro assumisse de frente a sua questão com o Benfica. Tudo seria mais simples. De qualquer forma, aceito a tua ideia. Falemos de bola.

Grilo, o facto de não ter acontecido não quer dizer que não possa ter sido pensado. Pinto escolheu Vítor Pereira. Quanto a mim, como adepto, bem; como benfiquista, mal.

Mr. Shankly disse...

"Espero que seja infinitamente infeliz na sua vida profissional. "
Vai ser, vai. Se for despedido amanhã, tem mais dinheiro do que eu (e tu provavelmente) faria em 10 vidas de trabalho. Vai ser muito infeliz.

littbarski disse...

«E agora já sabem o que sente um adepto dum clube pequeno/médio quando os "grandes" portugueses vão buscar os seus craques. É lixado, não é?»

Sim, mas não é de agora e os portistas já estão de certa forma habituados a que assim seja. O Porto vende os seus craques há muito tempo. Há uns anos houve um miúdo chamado Anderson que por cá jogou pouco mais de meia época. Deu nas vistas e foi imediatamente «pescado» pelo MU. Eu entendo isto. Compreendo que o Porto não tenha forma de segurar os seus melhores jogadores (e treinadores) e, assim sendo, que se adapte à realidade do mercado e tente tirar partido dela, algo que tem conseguido fazer com êxito. Compreendo que há propostas muito difíceis de recusar para qualquer jogador/treinador e a que o Chelsea fez a Villas-Boas é uma delas. Mas, Infante, Villas-Boas conhecia perfeitamente esta realidade. Sabia que qualquer jogador ou treinador que se destaque no Porto é imediatamente cobiçado pelos principais emblemas europeus, clubes que facilmente podem pagar-lhes muito mais do que o Porto e colocá-los num campeonato melhor e com muito maior projecção do que o português. Ele sabia-o, quando repetidamente disse que estava na sua cadeira de sonho e que não abdicava dela por nada. O problema é este. Villas-Boas deu a entender aos portistas que era diferente e que resistiria, pelo menos esta época, às propostas que lhe pudessem surgir. Mesmo as chamadas irrecusáveis, que não o são, embora sejam, de facto, muito aliciantes. Não resistiu e, no fim, foi-se, como todos os outros. Isto, sim, é lixado. É uma enorme desilusão. But life goes on...

Infante disse...

Littbarski, compreendo perfeitamente o sentimento de traição, não estava a contestar isso.

Só estava a dizer que acho um bocado ridícula a ideia que anda a ser transmitida - não por ti, eu sei - de que ir do FCP para o Chelsea é um "passo atrás" na carreira, como se o tipo tivesse ido para a Ucrânia ou para o Qatar.

Aliás, houve um comentador que andava mesmo a comparar a saída do Villas Boas com a nega do Guardiola a um clube do Qatar, como se ir do FCP para o Chelsea fosse o mesmo que ir do Barça para o Qatar.

O Chelsea pode ser o clube do "dinheiro sujo", o que quiserem, mas é para todos os efeitos um dos maiores clubes europeus neste momento, com uma dimensão muito superior à de qualquer clube português.

(e o MST veio outra vez com a história do Maldini como exemplo de amor à camisola, como se o facto de ele ser italiano, jogar num dos maiores clubes do mundo e receber ordenado milionário não interessasse para a questão...)

camarao disse...

Ricardo,

O Kodro também não sabe quem é a Mamers B.V., a Gol Football Luxembourg e a Pearl Design Holding Ltd, e quem são os seus patrões.

Em contrapartida, "sabia" todas as empresas de que supostamente o José Veiga era dono.