quarta-feira, março 11, 2009

Coincidências

Aqui há uns anos deixei de acreditar em coincidências. Jogava Rui Carlos no Vitória de Setúbal, na altura a extremo esquerdo. Salvo qualquer erro provocado pela natural erosão da minha memória, marcou quatro golos numa época. Divididos por dois jogos. Os dois jogos contra o Braga. Nos dois jogos tinha como adversário José Nuno Azevedo. Há coisas assim. Estranhas. É mais ou menos como na metade da equipa defensiva apresentada por Paulo Bento nos três jogos europeus do Sporting que resultaram em goleada para o adversário. Há lá um único ponto em comum. Aceito que o achem uma coincidência. Eu, que já não acredito nelas, depois do jogo de ontem, passei a acreditar ainda menos.

Sporting 2 x 5 Barcelona Patrício, Caneira, Grimi, Carriço, Polga, Veloso
Sporting 0 x 5 Bayern Tiago, Abel, Caneira, Tonel, Polga, Rochemback
Bayern 7 x 1 Sporting Patrício, Silva, Veloso, Tonel, Polga, Adrien

master kodro

8 comentários:

João disse...

Não é coincidência, mas também não acredito muito que, se os nomes tivessem todos sido iguais nos três jogos, os resultados tivessem sido muito diferentes. Polga é um jogador com algumas qualidades, mas não é um grande central. Não tem a classe e a leveza de Luisinho. Não tem a seriedade e a concentração de Stan Valckx. Não tem a contundência e a coragem de Naybet. Não tem a liderança e a decisão de André Cruz. E ao Sporting falta claramente um patrão da defesa com a qualidade destes quatro que citei.

Mas não é só isso que falta ao Sporting. Falta um guarda-redes que defenda bolas impossíveis. Faltam dois laterais com um mínimo de qualidade. Falta um trinco que meta medo aos adversários. Falta um número 10 a sério, um senhor que mande naquele meio-campo. Falta um avançado "panzer" num ataque que quase só tem levezinhos. Por fim falta um treinador que faça esta equipa dar o salto qualitativo que se exige. Paulo Bento teve muito mérito no que fez no Sporting, mas em quase quatro anos já mostrou que lhe falta qualquer coisa para chegar ao topo. Talvez uns dois anos de estágio com os melhores treinadores do mundo, já que ele praticamente não teve formação para o cargo.

PS - Por falar em guarda-redes que façam a diferença, a Marca afirma que se não fosse Casillas, o resultado ontem em Anfield teria sido 8-0. Por falar em centrais, o que dizer da exibição patética de Pepe no mesmo jogo?

Peyroteo disse...

João, faltou aí o Marco Aurélio

pitons na boca disse...

Eu vi o jogo de Anfield, João (até prestava mais atenção a esse que ao de Munique).
O Liverpool deu um autentico banho de bola à moda antiga.
E sim, o Casillas tirou de lá pelo menos 4 golos quase cantados.

Pepe não ficou muito atrás dos outros merengues. Por momentos ainda pensei que ele e o Heinze não chegassem ao fim do jogo.

Foi incrivel ver a entrega dos jogadores do Liverpool, durante o jogo todo.
E Gerard provou (se é que ainda era preciso) que é um Senhor médio.

Ps - vi o jogo pela net e numa definição muito pequena, por isso não consegui ver se há ou não falta sobre Pepe no 1º golo e se há ou não braço para penalty. Mas a sensação com que fiquei é a de que não há, nem num nem noutro, qualquer erro do arbitro... mas posso estar enganado. Isso não invalida o banho de bola que os reds deram.

Pedro disse...

Torres toca no ombro do Pepe. Se o árbitro assinala-se falta era aceitável pois não temos "intensitometro". Aceita-se tb a não marcação.

Já o penalty de Heinze é inexistente pois ele joga a bola com o ombro.

A primeira parte do Liverpool foi demolidora, a pressão e velocidade q eles colocaram em campo...brutal. Casillas safou o Real de uma goleada histórica. E o Chelsea despachou a Juventus. Não sei como vai ficar o jogo de hoje do United-Inter mas o futebol inglês continua a dar cartas...

Jorge disse...

Eu nao vi um toque do Torres mas um puxao rapido e executado no momento exacto que fez o Pepe perder o pouco equilibrio que tinha naquela situacao.
Acho que foi crucial para a perda de bola ou melhor para que o Pepe nao cortasse a jogada.
O Penalty e ridiculo, o Heinze mexe o braco mas joga a bola claramente com a parte superior do peito e esta de frente para o fiscal de linha.
Tenho pena que ate a este nivel os arbitros nao tenham qualidade.
Parece-me que tanto a UEFA como a FIFA precisam de uma limpeza a nivel directivo.

Mr. Shankly disse...

Acho exagero culpar o Polga. Se foi titular nos 3 jogos é porque é o melhor central do Sporting. Também foi titular na vitória com o Benfica (por acaso ofereceu um penalty, não ajuda a minha tese), no 0-0 do Dragão, nas vitórias da Champions...não vale?

master kodro disse...

O post é um exagero. Eu assumo, aproveitei a "coincidência". Mas apenas sobre a exibição de ontem, não há exagero nenhum.

Agente Duplo disse...

Eu tenho outra teoria. Repararam na exibição de Pedro Silva? A quantidade de vezes que deixou os jogadores do Bayern sozinhos nas costas na 2ª parte? Fora as vezes que foi "papado"? E a tesoura que ele fez (típico deste caceteiro) era para vermelho?