quarta-feira, janeiro 22, 2014

Montero, o sapo que o Bruno não engole

As análises ao futebol do Sporting de Leonardo Jardim continuam a desafiar novas fronteiras. Ontem, no programa Grande Área, para justificar os seus próprios erros na avaliação da qualidade de Freddy Montero, no início da época, o jornalista Bruno Prata não hesitou em afirmar que o próprio jogador deve estar surpreendido consigo mesmo, com o desempenho de leão ao peito, pois nunca tinha marcado tantos golos numa temporada. De facto, é um argumento invulgar.

Montero está surpreendido? Está mesmo? Não sabemos nem interessa. Já o Bruno Prata devia prestar mais atenção aos jogadores que o Sporting contrata antes de abrir a boca para os 'matar' à nascença. É que marcar mais golos em Portugal do que em toda a carreira nem sequer é raro. Ora vejamos:

Montero: melhor época 18 golos, primeira época em Portugal 16 golos.
Jackson: melhor época 22 golos, primeira época em Portugal 31 golos.
Falcao: melhor época 19 golos, primeira época em Portugal 34 golos.
Cardozo: melhor época 21 golos, primeira época em Portugal 22 golos.
Wolfswinkel: melhor época 23 golos, primeira época em Portugal 25 golos.

Existem dezenas de jogadores que provam o contrário, mas há pelo menos uma coisa que o Bruno Prata pode aprender com estes números do zerozero.pt: quem vem para Portugal jogar num grande, arrisca-se a marcar muito golos. Até se arrisca a fazer o que nunca tinha feito em toda a carreira.

4 comentários:

Zé Luís disse...

Mas agora que o BP está no Rascord é Montero, e não Jackson por exemplo, o potencial beneficiário da lesão de Falcao...

Ace-XXI disse...

Jackson tinha o lugar no mundial garantido nao percebo a tua duvida...

Zé Luís disse...

Nunca se sabe... até porque nem sempre quem ganha mais tem prémio. De resto, basta começar uma campanha nova e vão muitas certezas, além de palpites, pó galheiro...

Ribeiro dos Santos disse...

É beneficiado porque poderá ser convocado.
E Jackson poderá ganhar a titularidade (foi titular em 2 jogos da selecção, nos últimos 10), se o seleccionador decidir juntar este a Teofilo Gutierrez.
Ou então adianta James.

Mas é inegável, que os dois colombianos que jogam em Portugal só têm a lucrar com esta lesão (infeliz9 de Falcão.