sábado, março 07, 2015

Se fosse ao contrário?

Se fosse ao contrário, Sérgio, o Alex Sandro via o cartão amarelo. O Braga fez um remate com perigo. Um. E foi oferecido. O Porto dominou o jogo em todas as vertentes e, embora não tenha conseguido criar muitas situações de golo, foi a única equipa que justificou a vitória. O golo de Tello é uma cópia dos 3 marcados ao Sporting, com a diferença de ter sido Aboubakar a fazer de Jackson (ou de Herrera), na assistência. A lesão do colombiano é a má notícia depois de uma série de obstáculos que o Porto ultrapassou, nas últimas semanas. Falta o Basileia. Uma oportunidade para Lopetegui mostrar a utilidade da rotatividade que aplicou, no início da época. E para inverter o saldo, que ainda é negativo.

3 comentários:

miguel.ca disse...

Penso que os comentários infelizes do Sérgio prendem-se mais com a necessidade de se querer afastar de qualquer análise jornalística que lance a habitual suspeição de que o Braga facilita a vida ao Porto.
Apesar de não ter sofrido um irrealista 5-0 de uma qualquer equipa banal, o Braga fez de facto um jogo bastante abaixo do que pode e deve mas sinceramente, aqui acho que a culpa foi todinha do Porto.

miguel.ca disse...

5-0 não.....! 6-0. Assim é que foi.

Gabriel disse...

O Porto esteve seguro quase a 100%... uma equipa que passa o jogo todo a defender e a mandar bolas pra bouça não pode ter a veleidade de dizer que merece mais do que perder... Já o Maritimo tinha sido a mesma coisa.

Eu até acho que o lance do Alex Sandro com o Pardo é penalti. Maaas, e há um grande mas, uns segundos antes, no lance do Tello com o mesmo Pardo (em que ele mergulha e esbraceja), o arbitro deveria parar jogo, marcar falta e dar o respectivo amarelo ao Pardo e ai já não haveria o 2º lance.