quarta-feira, fevereiro 18, 2015

Um Chelsea qualquer

Sou um admirador de Mourinho, mas confesso que é uma desilusão ver uma equipa que tem Fàbregas, Oscar, Willian, Hazard e, mais recentemente, Cuadrado, ser incapaz de construir uma jogada ofensiva com princípio meio e fim. Especial, só Courtois e, mesmo assim, a determinada altura, aquilo foi tiro ao boneco. Para ganhar a Champions à Di Matteo, é preciso esta dose de sorte em todos os jogos, o que não é fácil. Para ganhar com mais mérito do que sorte, é preciso muito mais do que o Chelsea fez em Paris.

2 comentários:

Joao disse...

Tenho saudades do Mourinho.

Tenho saudades do tipo que pegou em gajos tão banais como Ricardo Fernandes ou Marco Ferreira e os pôs a festejar uma Liga dos Campeões...

js disse...

O comentário do Hazard no final do jogo diz tudo:"Empatámos, foi bom porque foi para isso que jogámos". Um enorme desperdício de talento e a opção pelo resultado com recurso à opção defensiva. O Mourinho que fez as delícias dos amantes do futebol deploraria este Mourinho "boring"