segunda-feira, novembro 10, 2014

Quando a equipa cresce, Lopetegui muda-a

Há uma máxima do futebol que diz que em equipa que ganha não se mexe e que faz ainda mais sentido quando aplicada a uma equipa em formação e à procura de consolidação e de estabilidade. O Porto ganhou 4 vezes seguidas com uma fórmula (4x3x3), usando sempre um médio criativo, depois de ter tropeçado nas experiências do treinador. Jogava num campo tradicionalmente difícil, na véspera de uma paragem de duas semanas. Se Quintero não podia jogar de início, jogava Óliver. Simples, mantinha-se a fórmula que tem resultado e ninguém podia acusar Lopetegui de inventar nos momentos mais inapropriados. Assim, perderam-se 2 pontos e regressaram as dúvidas. Sobre tudo: jogadores, modelo de jogo e treinador.

PS - Se o nosso Roberto tem de jogar, que esta paragem sirva para encontrar uma forma de o enquadrar na equipa, sem que pareça que acabou de chegar para passar férias no Porto.

4 comentários:

miguel.ca disse...

Lol, quem é o nosso Roberto? O Lopez?

littbarski disse...

Sim, se no fim da época alguém levar por 11 milhões de euros os 60% que o Porto comprou.

miguel.ca disse...

O Jonas, Segundo "OJogo" e "abola" aponta so bi-campeonato...
O Jonas, a Apaf, ...

TMAT disse...

claro miguel.ca ate já temos o putedo preparado para os próximos árbitros, senão for lá assim mandamos servir o jantar, se é que me entendes!