terça-feira, novembro 25, 2014

Herrera

Num jogo em que Brahimi e Quaresma não conseguiram desequilibrar nas alas e em que faltou uma dinâmica ofensiva capaz de compensar a ausência das principais individualidades, foi Herrera quem desbravou o caminho, com um golo e duas assistências. Espero que este jogo sirva para elevar os níveis de confiança do mexicano e aproximá-lo do rendimento evidenciado no Mundial.

PS - Boa notícia: com a vitória do Athletic na Ucrânia, o Porto garante o primeiro lugar do grupo. A última vez que isto aconteceu foi há 6 anos, quando Jesualdo venceu um grupo com Arsenal, D. Kiev e Fenerbahce. Uma eternidade.

Sem comentários: