segunda-feira, outubro 20, 2014

Os problemas de Lopetegui

Rotatividade A rotatividade tem a vantagem de poupar fisicamente jogadores, dando oportunidades e ritmo competitivo a outros, mas sem um modelo de jogo estabilizado e funcional, com alterações sem critério e em número exagerado, acaba por se tornar contraproducente.

Ausência de jogo interior Basicamente, como o blogue Tactical Porto explica, Lopetegui resolveu abdicar de um dos corredores (o central), tornando todo o processo ofensivo, inclusivamente a saída de bola, mais previsível e fácil de anular, para além de comprometer o processo defensivo, potenciando os erros individuais que temos visto repetidos.

Erros de casting Mas se a intenção de Lopetegui é criar desequilíbrios a partir das alas, não se compreende que lá coloque dois médios (Óliver e Quintero) para desempenhar essas funções, deixando o meio-campo privado de criatividade. Se a intenção é criar jogo interior a partir das alas, Brahimi e Tello também sabem fazê-lo e são mais fortes nos duelos individuais, para além de acrescentarem uns metros de profundidade ao ataque. Também não se percebe que Lopetegui continue a desperdiçar tempo de jogo e substituições com abordagens erradas aos jogos.

Bolas paradas Diz-se que as bolas paradas são um barómetro do trabalho que é feito durante a semana. Este Porto de Lopetegui não só aproveita poucas vezes este tipo de lances como permite, com regularidade, que o adversário crie perigo na resposta.

Discurso Lopetegui tem algumas ideias interessantes, mas o seu discurso tornou-se repetitivo - quantas vezes já ouvimos falar de protagonismo? - e pouco entusiasmante. Nos últimos dias, responsabilizou os jogadores pela derrota contra o Sporting e deu a entender que nada de estrutural irá mudar, reclamando apenas tempo para implementar o seu estilo de jogo. Sinais pouco tranquilizadores.

3 comentários:

Zé Pelé disse...

Concordo com a análise. O Vítor Pereira já tinha alertado para muitos desses problemas, o que lhe valeu críticas de muitos portistas. Mas lá está, o pior cego é o que não quer ver.

Fredy disse...

Os portistas já tinham visto isto, tinham era a esperança que o Lopetegui também visse e mudasse.

Mas pelos vistos não muda...parece um novo Paulo Fonseca :/

Esperemos que não...vamos ver como corre hoje! Não faço ideia do que esperar..

JON disse...

Fredy, eu faço ideia do que esperar. Mais do mesmo.

Esperem até Fevereiro para o mandar à vida outra vez, esperem...