terça-feira, outubro 21, 2014

Ainda a rotatividade

Que, pelos vistos, não existe, segundo nos garante o Maisfutebol, porque Lopetegui não está a fazer nada que os outros treinadores não façam.

Dei-me apenas ao trabalho de comparar com o Benfica, que é o clube que aparece com mais jogadores utilizados, o número de alterações feitas no onze inicial, de um jogo para o seguinte, incluindo as 8 que Jorge Jesus fez, no jogo da Taça contra o Covilhã.

Benfica - 0, 1, 2, 1, 0, 1, 1, 4, 5, 8.
Total: 23, em 10 jogos. Média: 2,3 alterações por jogo.
Onze inicial repetido duas vezes.

Porto - 1, 4, 4, 3, 3, 3, 6, 5, 4, 1, 5.
Total: 39, em 11 jogos. Média: 3,5 alterações por jogo.
Onze inicial repetido 0 vezes.

Estamos a falar de uma equipa com um modelo de jogo consolidado há anos e outra que está a tentar implementar um novo, mas que para além de mudar mais jogadores no onze inicial, por jogo, muda os jogadores de posição e o sistema táctico utilizado.

A rotatividade não é o único problema de Lopetegui, mas é um problema.

1 comentário:

Carlos disse...

Compara pf os últimos 3 'onzes' de Bilbao, Braga, Shaktar

Os 3 dos ultimos 4 jogos que o Lopetegui atribuiu verdadeira importancia

Houve assim tanta rotatividade ?