quinta-feira, julho 17, 2014

Tello com opção de compra

Válida se o Barcelona quiser. E, como não sabemos o que o Barcelona vai querer, no final da época, está garantido, para já, o empréstimo de um ano, tal como acontece com Oliver Torres.

Ambos têm qualidade para ajudarem o Porto no imediato a atingir os seus objectivos desportivos. E isso é bom. Mas quando, no próximo Verão, a SAD portista tiver de fazer face ao crónico desequilíbrio das suas contas, serão mais dois jogadores para substituir e menos dois entre os que podem ser vendidos, com tudo o que isto implica, desde o desmembramento da equipa até ao caminho tapado a quem poderia continuar cá a valorizar-se desportiva e financeiramente.

Parece-me que se está a olhar demasiado para o presente, sem pensar muito no que virá depois. Mas, pelo menos, está a haver um pouco mais de critério nas aquisições, embora neste momento haja gente a mais para o meio-campo e ainda não saibamos quem (e de que forma se) vai substituir Fernando. E Jackson, se ele sair.

3 comentários:

DC disse...

A probabilidade do Barcelona o querer tendo Neymar, Pedro, Suarez, Deulofeu, Rafinha e putos como Adama ou Munir é muito baixa.
A minha única preocupação é aparecer uma 3a equipa a querer contratá-lo e o Barça o fazer regressar para o vender depois.

Para Jackson há Ghilas, Gonçalo e Adrián. Estou pouco preocupado.

Joao disse...

Se os que vem emprestados derem muito à equipa é natural que o resto da malta se valorize o suficiente para equilibrar as contas...

miguel.ca disse...

Se houver um minimo interesse de fazer explodir o Gonçalo, era fundamental mante-lo no plantel e deixá-lo jogar. Vai haver dezenas de jogos em casa contra os Aroucas, Penafieis e Boavistas desta vida onde o Gonçalo pode e deve ser titular ou no minimo entrar assim que o resultado o permita.