quarta-feira, julho 09, 2014

Meio a zero, dizia eu...

Procurem, está para aí. Eu ainda ando a ver se consigo contactar o Mulder e a Scully...

4 comentários:

Joao disse...

Qual é a supresa? Scolari continua ser um incompetente do caraças...

Gabriel disse...

Eu não gosto do Scolari, nunca gostei e nunca gostarei mas tal como Portugal, esta geração do Brasil é uma das piores de sempre.
Se em 2002 ele tinha Kaka, Rivaldo, Ronaldinho e Ronaldo para fazer a diferença, actualmente só mesmo o Neymar que para mim não tem o nível de Rivaldo, Ronaldo ou Ronaldinho em 2002.

Mr. Shankly disse...

O Gabriel disse tudo. O talento é curto, e chegar às meias só por ter jogado em casa. E depois, culpar o treinador por levar 7, só por embirrância.

littbarski disse...

Eu aceito que o talento individual seja mais curto do que em 2002 (e sem Neymar nem Thiago Silva ainda mais curto ficou), mas não foi só isso que falhou ontem. Ontem falhou tudo: falharam as individualidades que poderiam fazer, mas não fizeram, a diferença (Hulk, Oscar, Bernard); falhou a organização que fez, por exemplo, com que David Luiz ficasse bloqueado, enquanto Muller avançava sozinho para o sítio onde a bola ia cair, no lance do primeiro golo; falhou a parte emocional, a partir do segundo golo. Foi um jogo em que tudo correu horrivelmente mal ao Brasil e quase na perfeição à Alemanha.