quarta-feira, junho 25, 2014

Bento, o reformador

Paulo Bento garante que não se demite, aconteça o que acontecer. Logo a seguir, o comentadeiro de serviço na TVI fala da renovação da equipa principal e lembra que os sub-21 estão a fazer uma excelente campanha. Quase ao mesmo tempo, na RTP, o jornalista Nuno Dias elogia os bons resultados das selecções jovens, atribuindo a Paulo Bento o mérito pela coordenação e nomeação da actual estrutura técnica. Coincidências? Alguém a soprar ao ouvido? É que nem se trata de uma verdade. Dos seis treinadores da FPF, três já lá estavam (Peixe, Hélio e Ilídio Vale), outro trabalhou na FPF entre 2000 e 2009 (Edgar Borges) e só dois podem ser associados, com propriedade, ao reinado de Paulo Bento. Os arranjos do actual seleccionador nacional na estruturação do departamento de futebol jovem resumem-se a Rui Jorge e Filipe Ramos, e este último pode muito bem nem ser ideia dele. Quem é que anda a passar soundbytes aos amigos?

1 comentário:

Joao disse...

Tanto tempo para organizar um campeonato do mundo e só nos resta uma cambada de incompetentes...

Já agora era bom perceber se nos cursos de treinadores acontece o mesmo que nos cursos de certos "políticos", é que olhando assim por alto não me parece que alguns destes tipos tenham formação suficiente para serem treinadores de futebol...