quinta-feira, março 27, 2014

Soube a pouco

Enzo Perez, Gaitan, Markovic e Lima tiveram o privilégio de ver no banco um Porto que ainda não se tinha visto esta época. O início dos Dragões foi arrasador e o golo de Jackson foi curto para expressar um domínio tão evidente. O Benfica só nos últimos 15 minutos assustou verdadeiramente, mas foi também nessa fase que o Porto teve oportunidades para levar uma vantagem mais confortável para o jogo da Luz (aquela perdida de Quintero...). Enquanto Jesus pensa no campeonato, Luís Castro vai revitalizando a sua equipa e põe os portistas a sonhar com mais jogos assim nas outras competições.

2 comentários:

miguel.ca disse...

Digam o que disserem, o trabalho que Luis Castro tem desenvolvido na recuperação daquela equipa que foi desvastada a todos os niveis pelo mais incompetente filho da mãe que alguma sentou o cu naquela cadeira de sonho, tem sido a todos os niveis, notável.
Claro que irão aparecer aqui alguns adeptos do visitado a dizer que ganhamos contra a equipa b e tal mas para mim, facto inegável é que o Porto do Sr.Fonseca nem para a equipa D do benfica chegava e neste momento já nos podemos dar ao luxo de ficarmos desapontados por só termos ganho por 1-0.

Joao disse...

A equipa b foi sensivelmente a mesma que foi a Londres dar recital de bola à coisa de duas/três semanas...

Finalmente temos o Porto a jogar futebol!

Pena tanto desperdício, aquela do Varela na primeira parte e do Quintero na segunda...

A ver vamos como estão ambas as equipas para a 2ª mão!

P.S. Espero que Luís Castro continue a treinar o Porto! É o homem ideal para o fazer. Excelente profissional, discreto, larga experiência, discurso correcto e em bom português, já com muitos anos de casa e com responsabilidades na formação, etc...