sexta-feira, fevereiro 28, 2014

Eintracht Frankfurt 3 x 3 Porto

Na roleta de Frankfurt, onde a emoção foi inversamente proporcional à qualidade do futebol praticado, foi mais feliz o Porto. Continuam a existir coisas inexplicáveis: a equipa defende mal, permitindo repetidamente ao adversário situações de igualdade ou de superioridade numérica; Jackson não consegue sequer dominar bolas fáceis; Carlos Eduardo fica 90 minutos fora do jogo (com Josué no banco e Quintero na bancada). Demasiadas coisas sem sentido. Pela positiva, destaca-se a crença portista, a exibição (ofensiva) de Mangala e um golo decisivo que saiu do banco de suplentes.

5 comentários:

Joao disse...

Neste momento o Porto não tem equipa de futebol!

J. disse...

Segue-se o Nápoles e o Benfica pela luta das Taças.
Que resposta dará este Porto?

DC disse...

Os golos sofridos são todos ridículos mas o primeiro acho que nem em jogos da distrital vi tal coisa.

PF não é só muito pior que o antecessor, é provavelmente o pior da história recente do Porto.

.:GM:. disse...

Não percebi o que se festejou. Termos conseguido empatar duas vezes e sofrido 5 golos com o 13º classificado do campeonato alemão? Que está apenas 3 pontos acima da linha de água?

miguel.ca disse...

Da história recente? Eu arriscava-me a dizer que é o pior treinador de sempre da história do FCPorto