domingo, janeiro 19, 2014

Uma roubalheira como nunca se viu na história do futebol

Razão tem Jorge Jesus que diz que "isto está a ultrapassar todos os limites". Se não fosse o futebol absolutamente espectacular que o Benfica joga, que deixa os adversários de rastos, as vergonhosas exibições dos árbitros, sempre a prejudicar o Benfica, não deixariam os encarnados na liderança. É à benfiquista, em especial a invocar o jogo anterior.

ps - proposta de exercício: vejam a expulsão de Rojo, nesta jornada; a seguir vejam a expulsão de Danilo, na jornada passada. Façam-me um sumário executivo, por favor.

7 comentários:

Tasqueiro Ultra-Copos disse...

o grande problema da maior parte dos benfiquistas é só verem aquilo que lhes interessa, o que não interessa não se fala. ainda bem que a barracada do defesa do maritimo deu para ocultar o fora de jogo escandaloso do rodrigo no segundo golo. querem falar disso tb já agora só naquela???

Sentinela um Estremecer disse...

"vejam a expulsão do Tinoco"

Estás munta forte a não comentar arbitragens.

O Anti Lampião disse...

http://oantilampiao.blogspot.pt/2014/01/prosseguem-as-homenagens-eusebio.html

Ribeiro dos Santos disse...

Ultra-Copos, por acaso não deves ter estado atento á conferência de imprensa de Jorge Jesus. Mas devias.

Se calhar é mais difícil um fiscal de linha descortinar a 30m de distancia quem tocou ou não na bola, no meio de 3 jogadores, do que o Hugo Miguel marcar simulação no lance do Markovic.
Ou do jogo de andebol de Mangala. Dois lances nas barbas dos árbitros.


E enquanto uns esperneiam sem razão, outros (LFV, Rui Costa) estão caladinhos, à espera mais do mesmo.

.:GM:. disse...

Ou do penalty do Garay sobre o Quaresma.

Ou do lance do Jackson isolado para ser interrompido deliberadamente.

Ou do lance do Danilo que sem discutir se seria penalty ou não, nunca seria simulação.

Ou do lance do Siqueira parecido com o do Danilo que não foi considerado simulação nem merecedor de amarelo.

Quatro lances em que o árbitro estava em posição privilegiada para fazer uma melhor análise dos mesmos.

Ribeiro dos Santos disse...

Na primeira parte houve 2/3 contra-ataques perigosos parados em falta, e os cartões ficaram no bolso.
A tal arbitragem "à portuguesa", onde se diz "calma" que para a próxima levas amarelo, mas que depois na segunda parte, já é igual para as duas equipas.

Também poderia falar do fora-de-jogo do Jackson não marcado, na unica verdadeira ocasião de golo do FCP em toda a partida.

Do penalty escandaloso de Mangala (e aqui até se poderia discutir se era amerelo ou vermelho), nas barbas do árbitro (e neste não há desculpa nenhuma que tinha sido uma bola parada, e o árbitro estava a 5/6 metros do lance, ao contrário dos lances que apontas)...

Não jogaram nada, mas vieram logo fazer o choradinho...

Engraçado que quando foram beneficiados com o Belenenses, Paços e Vitória (lembro-me destes de cabeça) ficaram calados, e ái poderiam muito bem ter ido 5 pontos ao ar...

ps. Vitor Pereira não veio dar mais 4 entrevistas esta semana? Ou só aparece a pavonear-se antes dos jogos com o Benfica?

.:GM:. disse...

Ribeiro, contra mentiras não há argumentos. Mas isso é precisamente aquilo a que vocês estão habituados pois sempre seguiram a máxima do Goebbels.