sexta-feira, março 29, 2013

Cantinho do Vitória

Com uma vitória segura no Restelo, o Vitória está bem lançado para mais uma presença na final da Taça de Portugal, o que vem reforçar (ainda mais) a ideia de que não se perdeu absolutamente nada com uma aposta fortíssima na formação, ainda que não tenha sido essa a primeira opção da equipa técnica, que apenas a implementou - com extraordinário mérito - como último recurso.

Ricardo (a bisar!), Paulo Oliveira (o Ricardo Carvalho de Guimarães), Tiago Rodrigues (e os seus pés de veludo) e Amido Baldé (o tratamento que dá à bola é excepcional) são os nossos heróis e só podemos desejar que fiquem cá muito tempo. Pelo meio, nem se nota que anda ali a jogar um alteral esquerdo português de 19 anos, chamado Luis Rocha.

Nesta semana, de mais três rescisões por salários em atraso, que continuam lá, a vitória no campo do excelente Belenenses de Van der Gaag soube bem a dobrar.



3 comentários:

Joao disse...

Grande mérito do clube e da actual direcção que conseguiu aproveitar tudo o que de bom têm sido feito nos últimos anos nas equipas de formação...

A crise pelo menos resolveu o problema de muitos jogadores portugueses que se viram "obrigados" a jogar futebol e vá se lá saber porquê mostrar talento (muito talento) nos relvados nacionais. Resta agradecer à equipa técnica do Guimarães pelo excelente trabalho e já agora estender o agradecimento a outro clube que devia ser o exemplo a seguir pelos restantes - Paços de Ferreira...

PS. Chegamos a esta parte da época em que grande parte dos clubes estão com salários em atraso...

Infante disse...

"são os nossos heróis e só podemos desejar que fiquem cá muito tempo. "


Ok, mas a ideia não é vendê-los? Não é por isso (também) que houve esta aposta na formação, para mostrar e depois vender? Até porque tendo em conta a situação em que o clube está, qualquer oferta minimamente decente será aceite, não?

master kodro disse...

Infante, claro que é. Mas têm que ser todos e já? Se calhar mais vale, antes que rescindam, mas posso desejar que fiquem, vá, mais um ano? :)