quinta-feira, dezembro 27, 2012

Premier a mil

O golo salvador de Chicharito Num jogo louco, em que o United teve sempre que batalhar para recuperar de desvantagens no marcador, o mexicano acabou por ser o herói de uma partida em que esteve particularmente inspirado para o disparate. O prémio final teve especial sabor, depois da derrota do City.

Bale x 3 Show de bola do Tottenham na visita ao Villa Park, com um domínio avassalador até ao golo de Defoe (na segunda parte, a estatística chegou a estar 15x0 em cantos e 11x0 em remates à baliza) e um recital de contra-ataque depois deste, com Bale a mostrar a sua velocidade e a pontaria do seu remate cruzado. Mas o Everton e o West Bromwich não vacilam.

Player Exchange Fui desalojado do primeiro lugar nacional, depois de uma brilhante ultrapassagem pela direita do Manuel Barbosa, com os seus TheLabialickers, graças a uma aposta de 106 acções em Victor Anichebe, o avançado do Everton que fez uma assistência para golo (+ 3 pontos). O "meu" golo de Berbatov (+ 4 pontos) não chegou, por causa do amarelo do búlgaro (-1 ponto), por mostrar uma camisola a dizer "Keep calm and pass me the ball", nos festejos. Não podia ter escolhido outra altura para estas manifestações de classe cantonesca?

master kodro

2 comentários:

Riga/V-1-Boy disse...

o chicharito safou-se á terapia do secador.

teve em sempre em desvantagem, mas vendo os jogos de ontem( vi esse do united com zapping nos outros 2 e o do tottenham) começo a achar que os arbitros em Portugal sao muito bons.

Jogo do United: 2º golo do Newcastle, um avançado dos gajos em fora de jogo que atrapalha o evans, um penalty do Coloccini que se havia duvidas o ar de comprometido do moss denunciou tudo

no outro jogo: cruzamento para a area, na pequena are o holmam dá um empurrao no lloris e o arbitro marca canto

Joao disse...

Villas Boas consegue acabar o ano de forma tranquila. O Tottenham têm vindo a subir de forma, sobretudo em termos de qualidade de jogo. O principal handicap têm sido a defesa (perderam pontos nos minutos finais de alguns jogos) e alguns erros individuais têm comprometido o trabalho colectivo.

Vamos lá ver se o Villas Boas não vêm "pescar" alguma coisa em Portugal...