sexta-feira, outubro 12, 2012

A derrota na Rússia

Miguel Veloso: "Era um jogo importante, mas não decisivo".

Não perdemos tanto por causa do Micael, o relvado ou as oportunidades falhadas, mas sobretudo porque esta "mensagem" se apoderou da Selecção por estes dias. O que é um erro de avaliação crasso. O nosso grupo é muito desequilibrado, e depois da vitória da Rússia em Israel (por 4-0!), a hipótese de que o nosso adversário directo perca pontos com as equipas "pequenas" tornou-se muito improvável. Além do mais, nas provas da FIFA é a diferença de golos (e não o confronto directo) que serve de critério de desempate. O duelo com os russos não era apenas importante. Era decisivo. E perder em Moscovo deixa Portugal em situação muito delicada: necessita de vencer todos os jogos (incluindo contra a Rússia), ganhar no desempate por golos (onde estamos em clara desvantagem) ou esperar por um improvável deslize russo (na Irlanda do Norte ou Azerbeijão...). Claro que teremos sempre os "play-offs", mas num grupo destes essa alternativa é pouco mais que os serviços mínimos exigíveis. Lamentável.

P.S. Acabo de ouvir Ribeiro Cristóvão a dizer na SICN que este "não foi um mau resultado". A indigência dos comentadores desportivos nunca deixa de me espantar.

katanec (brevemente ressuscitado)

4 comentários:

miguel_canada disse...

Questão:
Qual é a primeira forma de desempate em termos de goal-average? Os golos entre ambos ou o quadro geral?
Porque se em primeiro lugar contar a diferença entre ambos, no confronto directo, ai ate acho que o resultado não foi propriamente desolador. Acho perfeitamente possível bater a Rússia em Portugal por mais do que 1-0.
Se a coisa for contabilizada em termos gerais, ai a diferença parece ser irrecuperável porque a nossa selecção não é propriamente uma força demolidora virada para grandes cabazadas.

Hugo disse...

De acordo. Pensava que um desempate se faria pelo confronto directo mas as regras mudaram e as perspectivas nao sao famosas . Ja desperdicamos um jogo com o Luxemburgo ...

Sérgio_alj disse...

As regras não mudaram. A FIFA sempre teve o critério de diferença de golos como 1º factor de desempate. Na UEFA é diferente.

Rearviewmirror disse...

Ou seja, a Russia tem um GA de +7, e o nosso é de +3 (e com menos 3 pontos) e ainda vamos jogar duas vezes contra Israel, teoricamente a terceira selecção do grupo.

Agora é esperar para ver...