segunda-feira, maio 07, 2012

Um título desconsolado

Hulk voltou a ser a principal figura de um jogo que, de resto, teve poucos motivos de interesse. Um remate perigoso de Lucho, outro de Polga ao poste (ainda não foi desta que marcou na baliza certa), uns pozinhos de Carrillo e muito pouco mais. A entrada de Janko, na segunda parte, soltou Hulk e este apareceu no jogo. Hulk na esquerda, Hulk na direita, duas assistências perfeitas para Janko desperdiçar. Da sobra da primeira, resultou o penalty sobre James (e o injustificado vermelho a Polga) que Hulk converteu. E foi de novo o Incrível, após correr meio campo e deixar três adversários para trás, que fechou as contas do jogo e as portas da Champions ao Sporting. Para o Porto era dia de consagração. A festa de um título desconsolado.

littbarski

12 comentários:

Joao disse...

Para a próxima época o Porto apenas precisa de um ponta de lança capaz e fazer regressar pelo menos Castro e Souza...

Sem Hulk talvez Iturbe seja a nova grande figura.

Fredy disse...

e precisamos de um treinador!

miguel_canada disse...

Não percebi o "injustificado vermelho a Polga"!!!
É que se o James tivesse passado pelo Polga tinha apenas o Rui Patrício pela frente, como tal, clara oportunidade de golo= cartão vermelho directo.
Eu percebo a tua dinâmica de tentativa de não agressão ao adversário mas, Littbarski, nem tanto ao mar nem tanto a terra.
Freddy, subscrevo.

littbarski disse...

Miguel, há 3 jogadores do Sporting entre James e a baliza, um deles (Elias, salvo erro) em posição de disputar a bola. Por isso, acho que o vermelho foi mal mostrado.

E digo isto, não para ser politicamente correcto, mas porque acho que se devem distinguir as queixas legítimas de erros de arbitragem do habitual choradinho do campeonato roubado pelos árbitros, a que agora, como sempre que não é campeão, o Benfica se juntou.

Por vezes, ponho-me a imaginar o que diria João Gabriel se, na mesma época, o Porto tivesse 11 penalties a favor, e jogasse mais de 1/3 dos jogos em superioridade numérica, e tivesse na Liga alguém que arranjasse maneira de castigar o melhor jogador do Benfica com 4 meses de suspensão, como aconteceu da última vez que o Benfica foi campeão, não com 21 pontos de avanço, como o Porto da época passada, em que, invariavelmente, para a nação benfiquista, a classificação foi uma mentira, mas na última jornada do campeonato. A sério que não consigo imaginar. Acho que as consequências seriam maiores do que o mundo.

Invicta disse...

Littbarski, não entendo como se pode adjectivar o título de campeão de desconsolado.
É uma injustiça para os profissionais do FC Porto que Portistas o caracterizem dessa forma.
Pelo contrário, este título é justo e um dos mais saborosos dos últimos anos.

joao disse...

que é isso do politicamente correcto? pensava que factos eram factos. claro que uns se vêem e outros não se querem ver. por exemplo, alguém viu o empurrão do hulk ao pereirinha que permitiu a jogada do penalty, indiscutível, seguido de expulsão, ridícula?

cincoAzero disse...

alguém viu o Pereirinha a protestar alguma coisa ?

um tributo ao joao gabriel
http://youtu.be/XtrXXoTb5Io

Pedro disse...

Lit a partir do momento em que insistem na palermice de falta sobre o Pereirinha (que perde o ombro a ombro com o Hulk), eu e a maioria dos portistas estão se cagando para o choradinho dessa malta.

De nós portistas só merecem uma coisa: desprezo.

Antonio Silva disse...

É a pretensa falta do Hulk sobre o Pereirinha e o "abalroar" do Maicon sobre o Witsel que antecede o contra-ataque que deu o segundo golo ao Porto na Luz.

joao disse...

palhaços

G. disse...

O James, passando o Polga - que já tinha passado - ficaria a 2 metros da baliza com possibilidade de rematar tendo apenas dois jogadores em cima da linha de golo numa largura de 7.32m. Se isto não é uma oportunidade clara de golo, não sei o que será.

GOD disse...

Claro que não é uma oportunidade tão "clara" como a do Liedson no ano passado que resultou na expulsão do Maicon....Lool..acho que a azia ao VP está a toldar um bocadinho o raciocínio ao Litt. Para mim foi espectacular ver e ler a manada encornada a espumar.