sábado, maio 19, 2012

As fontes e a independência

Dois anos depois continua o ajuste de contas com o ex-seleccionador. Sim, porque isto de deixar de ter exclusivos pode ser muito complicado para quem está habituado a fazer e receber favores na área da comunicação. Nada é deixado ao acaso:

"Desta vez não se ouviram gritarias, muito menos insultos aos responsáveis da Autoridade Antidopagem de Portugal (AdOP) quando, ontem de manhã, uma brigada desta instituição se deslocou ao hotel de Lisboa onde estava instalada a Seleção Nacional. Pelo contrário, tudo decorreu dentro da normalidade, tendo os médicos trabalhado à vontade no 14.º piso do hotel durante mais de uma hora, o tempo necessário para realizarem as recolhas de sangue e urina aos 16 jogadores concentrados.

A ação da brigada da AdOP, constituída por um coordenador, quatro médicos responsáveis pela recolha de urina (entre eles uma médica) e um técnico de laboratório para a colheita de sangue, começou às 8 horas da manhã. A iniciativa aconteceu a pedido da própria Federação Portuguesa de Futebol (como sempre, desde 1996, com exceção de 2010) mas nem por isso deixa de ter caráter oficial, no caso de um eventual resultado positivo e consequente castigo para o futebolista."

É a defesa do ponto de vista da acusação ao anterior seleccionador: "decorreu dentro da normalidade, tendo os médicos trabalhado à vontade". Como se os de 2010 não tivessem feito exactamente a mesma coisa e se os incidentes os tivessem impedido de fazer fosse o que fosse.

Felizmente que tudo voltou à normalidade.

ps - também me parece determinante indicar, a seguir à expressão "recolha de urina", que um dos quatro médicos é uma médica. Não consigo imaginar informação mais útil.


master kodro



4 comentários:

GreenMan disse...

A informação relativa à médica prende-se com o facto de a recolha de urina ser feita com observação. O que isto explica é o facto de o Rolando ter tido dificuldades em urinar, pois devia estar a ser observado por uma menina o que o perturbou e lhe prendeu as águas...

Riga/V-1-Boy disse...

greenMan.lol

Pedro disse...

O Correio da Manhã só é sério quando lança farpas aos azuis. Nada de novo.

p.s. José Carlos Freitas é mais puta que a Maria Porto

dragaovenenoso disse...

Então... a médica esteve a segurar no instrumento que orienta a urina para o recipiente, porque os jogadores têm dificuldade em apontar.

Por isso é que é relevante.