quarta-feira, abril 25, 2012

Copa Nostradamus ao vivo RM 2 x 1 BM

8 Juzenani: Real Madrid, A. Madrid, Ronaldo, Falcao
8 José Rialto: Real Madrid, A. Bilbau, Ronaldo, Falcao  
4 Xanana: Barcelona, A. Madrid, Messi, Falcao
0 One 82: Real Madrid, A. Bilbau, Messi, Llorente

20:00 15 minutos de jogo e Cristiano Ronaldo já marcou dois golos. O Bayern ameaça e Ronaldo marca. Não podia começar melhor para o Real...

20:13 Penalty de Pepe e Robben empata a eliminatória...

21:20 Já acabou? Adormeci... ah não, faltam 10 minutos...

21:34 Não!... Prolongamento, não! Mais disto... Socorro!

21:57 Estou a ouvir o relato de ingleses do jogo e a ver  baseball... Cubs x Cardinals... É pelo menos 5 vezes mais emocionante. E está 1 x 5...

22:22 Muito bom! Um Bayern x Chelsea na final! Bravo!

3 comentários:

Filipe disse...

A primeira parte foi agradável de ver, mas o Mourinho percebeu que aquela defesa metia demasiada água, podia ter sofrido golo por várias vezes, e recuou a equipa. A segunda parte foi de facto um bocejo, e o Gomez perto do final bem podia ter-nos poupado ao sofrimento do prolongamento.

O Real pagou o preço da falta de competetividade da liga espanhola. Os defesas estão habituados a atacar, não a defender. O Mourinho teve que abdicar da estratégia muito interessante que vimos nos primeiros 25 minutos.

Liga dos campeões estranha, só falta o Chelsea ganhar a final com golos do Torres.

Infante disse...

"O Real pagou o preço da falta de competetividade da liga espanhola"

Eu diria que pagou o preço da falta da competitividade de 95% das equipas que encontraram até agora, seja em Espanha, seja no resto da Europa. Não tenho aqui os dados à mão, mas acho que o Bayern foi a primeira equipa não-espanhola a vencer o Real Madrid de Mourinho. Se estiver enganado, corrijam-me. Mesmo o Barça do Guardiola perdeu pouquissimos jogos contra não-espanhóis.

A história da "falta de competitividade" da liga espanhola, tem muito que se lhe diga. Continuo convencido de que Real e Barça esmagariam qualquer campeonato onde estivessem, inclu~sive a Premier League. A maneira como Real e Barça tratam Levantes e Osasunas é a mesma como tratam Arsenais, Manchesters e Totenhams: domínio total.

E já vi clubes do meio da tabela espanhola enfrentar Barça e Real com mais "coragem", por assim dizer, do que o Chelsea ontem (o que não invalida que o Chelsea tenha passado com toda a legitimidade; a sério, não há pachorra para os romanticozinhos da bola a chorar baba e ranho com "a morte do futebol").

Na minha opinião, não vale a pena estarmos a fazer teorias sobre a competitividade dos campeonatos. Basta pôr as coisas em pratos limpos: o Real Madrid finalmentou encontrou uma equipa não-espanhola minimamente ao seu nível. Magnífico Bayern!

Infante disse...

Confirma-se: a semana passada em Munique marcou mesmo a primeira derrota num jogo internacional do Real Madrid de Mourinho.

Já agora, o Barça de Guardiola, em 4 anos, só perdeu 4 jogos internacionais: Shakhtar, Rubin, Inter e Chelsea.

Não é falta de competitividade do futebol espanhol; é do futebol europeu mesmo! Estão de parabéns Chelsea e Bayern, o que fizeram foi monumental!