quinta-feira, março 15, 2012

Manchester quê?

Decorre A Norte de Alvalade uma interessantíssima conversa em torno da frase que o treinador do Legia proferiu, logo após ser afastado da Liga Europa: "Sá Pinto pode ser o Guardiola do Sporting".

Mais coisa menos coisa, todas as opiniões convergem no mesmo ponto: a identidade do futebol leonino.

Desde o início da época que nos dizem que o Sporting está de volta. E agora que Sá Pinto pegou no leme, parece haver mais gente a acreditar: o coração de leão, o regresso da mística -- a identidade.

Atrás do Sporting de hoje há uma história mais do que centenária, um conjunto de valores partilhados no tempo. Alguns ex-dirigentes acham que não. E são capazes de jurar que mais importante do que o código genético do clube é importar conceitos do mundo das finanças ou da prática de ligas estrangeiras. Conceitos que levaram Peixe e Moutinho ao Porto, quase destruíram a escola de formação verde branca e colocaram Domingos no banco de sonho de qualquer sportinguista.

Esses dirigentes estavam, e estão, enganados. Se alguma chance cabe ao Sporting na partida de hoje, em Inglaterra, ela tem tudo a ver com alma, história e identidade. E por aí podemos estar descansados: Sá Pinto é o nosso Guardiola e os jogadores já perceberam a mensagem.

kovacevic

»» Fazendo de Rui Oliveira e Costa no Trio de Ataque, quase me sinto tentado a sugerir um regresso ao losango: Patrício; Pereirinha, Xandão, Polga e Insua; Carriço; Schaars e Izmailov; Matias Fernandez; Capel e Carrillo. Com Carriço a colar aos centrais para libertar as subidas dos laterais e Capel e Carrillo jogando com total liberdade no centro do ataque

10 comentários:

Rearviewmirror disse...

Há um ano atrás se alguém me dissesse que o Sporting iria jogar uma eliminatória contra o City com Patricio, Pereirinha, Carriço e Polga a titulares, e com reais possibilidades (ou pelo menos convicção de) passar, eu chamaria essa pessoa de maluco.

Atitude e confiança.
Neste momento o Sporting tem isso
mas para mais logo vai ser preciso algo mais.
Boa sorte e que passe o Sporting.

J. disse...

E ainda falta aquele Renato Neto.
Que mau jogador!!!

Mas lá está, estamos lá
Agora que venha o Bilbao, essa sim uma verdadeira equipa de cantera que soube importar o que é bom ( Bielsa).

RJP999 disse...

Sa Pinto tem grande merito. Faco mea culpa porque fui contra o despedimento de domingos. Carrico, Polga, Pereirinha...quem diria ? A confiança numa equipa faz milagres... Grande Czar como sempre, espero que nao tenha mais lesoes. Espero que nos lembremos em todos os jogos do proximo campeonato deste dois jogos com o City. Sa Pinto tem agora o desafio de conseguir que na proxima epoca entremos em todos os jogos com esta confianca , alma e organizacao e estaremos certamente mais perto de ser campeoes ! PS. benfiquistas cheira-me que vamos dar o titulo ao porto....

kovacevic disse...

A confiança faz milagres, é verdade.

JL Martins disse...

Este jogo vai ficar conhecido como “A Chacona de Manchester”! Fds, estou tão contente!!!

http://bancadadeimprensa.blogspot.com/2012/03/chacona-de-manchester.html

Das equipas que restam o Bilbao é a melhor. De longe.

Férenc Meszaros disse...

Quem tem medo de vender o João Pereira?

Leão de Alvalade disse...

Kovacevic,

O Pereirinha foi e continuará a ser um dos jogadores mais injustiçados pelos adeptos leoninos. Basta olhar para o comentário do J para o perceber, isto depois da exibição que o jogador fez, no estádio que foi, contra a equipa que foi, sem minutos nas pernas.

Obrigado pela referência ao "ANorte".

kovacevic disse...

Não podia estar mais de acordo, LdA.

Tem futebol mais do que suficiente para estar no plantel e ser utilizado com frequência. Percebe o jogo e decide com inteligência.

joao disse...

estou muito contente com a passagem e até já tinha deixado de acreditar que o Sporting me havia de dar alegrias assim.

mas, e quem me conhece sabe que não sou velho dos restelo, para mim ficou óbvio que o Sá Pinto não tem ainda capacidade para ser treinador do Sporting. só perdemos o jogo porque as substituições foram uma lástima e se tivéssemos sido eliminados (o que não este tão longe de acontecer como os 2-0 ao intervalo antecipavam) o único responsável teria sido o treinador.
estados de alma são muito importantes mas não duram. é fácil uma equipa transcender-se num jogo ou num curto período de tempo mas não é possível viver assim. muito menos ganhar títulos.

temo que esta vitória, por muito saborosa que esteja a ser, venha a transformar-se na razão de muitos desgostos no próximo campeonato.

joao disse...

pereirinha é um jogador extremamente útil e concordo inteiramente com os comentários acima.
infelizmente, para nós darmos valor aos produtos da nossa formação tem que ter a qualidade pelo menos do moutinho.