domingo, janeiro 01, 2012

Ano novo, vida velha

Prossegue a busca pela parcela estatística mais rebuscada para enquadrar o próximo artigo... Há pouco tempo havia uma a repetir que só duas equipas europeias ainda não tinham sofrido derrotas em todas as competições. A especificidade da variável era tal que obrigava a que se escrevesse uma frase assim (para se poder dizer o início):

"O Benfica e o “todo-poderoso” FC Barcelona, campeão europeu e espanhol em título, são as únicas equipas invencíveis em 2011/2012, entre todas as que estão, ou estiveram, na presente edição das taças europeias de futebol."

Não foi sempre assim apresentado, mas era preciso dizer isto tudo (para sser verdade, pelo menos). Ontem apareceu uma nova. Uma luz divina de fim de ano iluminou alguém na redacção de Record:

"O Benfica é a quarta melhor equipa nas provas da UEFA nesta temporada. À frente dele só três colossos (em termos futebolísticos e financeiros), Real Madrid, Barcelona e Bayern Munique. A generosidade de um orçamento é muito, muito importante, mas está longe de constituir uma sentença de morte para os emblemas menos poderosos a nível económico."

O título? Claro: Águia no topo da Europa. Descobriu-se uma nova maneira de dizer que o Benfica foi a quarta equipa a fazer mais pontos na fase de grupos da Champions. E para quê? O ranking anual não serve para nada, isoladamente. No ranking a 5 anos, o que conta para alguma coisa - posição nos potes, quando é caso disso, por exemplo - o Benfica está em 13.º, atrás do Shakhtar (já eliminado das competições europeias este ano) ou do Porto (8.º). Para quê repetir o óbvio?

Vinte minutos depois chegou a resposta com novo artigo:

"Jorge Jesus é o artífice desta ascensão do Benfica no ranking da UEFA e, claro está, disso retira dividendos. A cotação dele tem vindo a subir em flecha, sendo já um nome incontornável no panorama do Velho Continente."

Claro, é incontornável.

master kodro

17 comentários:

Joao disse...

Enfim...

Deixa-os lá com estas estatísticas. No final de contas a coisa bate quase sempre mal!

Mas esta do Jesus ser um figura incontornável do futebol europeu...

Fredy disse...

pois..quase ninguém deve saber quem ele é lol

Rearviewmirror disse...

É tudo dor de corno??

Pedro Almeida disse...

Enganaste-te no título do post, é
"Ano novo, Azia velha".

Não precisas de agradecer.

Zé Luís disse...

Cahadelas de Pombo, partantos...

N. disse...

Ano novo, posts velhos.

Feliz 2012.

Rearviewmirror disse...

Temas para escrever posts actuais não faltam.
Mas aí estaria-se a falar de um clube sagrado para o dono do Blog, e quando se entra por esse campo, é complicado criticar o que quer que seja.
Mesmo tendo a certeza que isto vai cair em saco roto, aqui ficam umas ideias para o MK dissecar (se quiser, é claro)

- Rescisão de um jogador que custou 4M€ e nem meia dúzia de jogos fez pelo clube que pagou. (E não é o Stepanov)

-Empréstimo de um jogador que custou 6M€ por 75% do passe

- Negociata Moutinho.

-O "desparecimento" de 10% dos passes de Mangala e Defour para parte incerta, como tão está aqui exemplificado e está a causar mau estar no seio da comunidade portista, pelo menos daqueles que têm um pouco de inteligência nas suas cabeças

http://reflexaoportista.blogspot.com/2011/12/compras-vendas-percentagens-e-comissoes.html

- os 5% do passe do Hulk oferecidos á sociedade MAxtex, por parte do FCP devido a (e aqui faço copy/paste do comunicado da CMVM)

"2)- A sociedade Maxtex, SA aconselhou a FC Porto – Futebol, SAD na estratégia negocial com a entidade desportiva CA Rentistas e convenceu este clube a aceitar os termos contratuais propostos por esta sociedade desportiva e a não optar por outras alternativas que lhe surgiram.

3) Como contrapartida pelos serviços prestados, acima referidos, a FC Porto – Futebol, SAD atribuiu à Maxtex 5% sobre o valor líquido da transferência de Hulk para um terceiro clube."

OU então cagamos nisto tudo e vamos é falar do Enzo Perez, do Ruben Amorim, ou da renovação do Saviola.

Sérgio_alj disse...

A verdade MK é que desde que o Jesus tomou conta do Benfica na Europa (3 temporadas), os encarnados têm o 8º melhor coeficente.

http://kassiesa.home.xs4all.nl/bert/uefa/data/method4/trank2014.html

Não fosse o desastre do Quique e o Benfica estaria melhor na soma dos 5 anos. Agora é esperar mais 2 anos para ver o coeficiente "made in Jesus".

Ah pois disse...

Desastre do Quique? Esqueceram-se rapidamente os 3-0 em Gelsenkirchen, os 3-0 em Lyon, o 1-0 em casa com o Schalke e o 3-0 fora com o Hapoel.

Grande memória a do benfiquista.

O rearview deve querer que o pessoal fale do dinheiro desaparecido do Mantorras ou do porquê da contratação do Capdevilla. Isto para não falar na venda absurda do Roberto.

Ah pois disse...

Correcção: foi 2-0 fora com o Schalke e Lyon e 1-2 em casa com o mesmo Schalke.

Visão Desportiva disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sérgio_alj disse...

ah pois, chamas desastre a chegar às meias finais da Liga Europa? O desastre foi na Champions, mas depois o Benfica foi despromovido para a Liga Europa. Blame UEFA!

Nuno disse...

"OU então cagamos nisto tudo e vamos é falar do Enzo Perez, do Ruben Amorim, ou da renovação do Saviola."

Ou então do Brasa Clube...
Queres falar destes assuntos,cria um blogue,palhaço!

Nunca mais levas na pá para desapareceres durante uns tempos ó palhaço!

Ah pois disse...

Foi (des)promovido para a Liga Europa graças a um golo no último minuto do Lisandro contra o Hapoel. Convém não esquecer isso.

Depois chegam às meias tendo colossos como o Estugarda ou o PSV pela frente, enquanto Braga elimina Liverpools e Dinamo Kievs (que despacharam o Man City).

Rearviewmirror disse...

"Foi (des)promovido para a Liga Europa graças a um golo no último minuto do Lisandro contra o Hapoel. Convém não esquecer isso."

Mentir não vale

Ah pois disse...

Então não mintas.

N. disse...

Rearviewmirror, o teu último comentário foi genial. :)