segunda-feira, agosto 29, 2011

Leão sem cabeça

Vejo Domingos e interrogo-me: este homem foi mesmo apanhado desprevenido? Quer dizer: o timoneiro a quem os sportinguistas, eu incluído, entregaram todas as esperanças, descobriu, a três dias do fecho do mercado, depois de dois meses de treinos, que a época está perdida com este plantel? Olho para o esgar de ansiedade de Domingos, aquele trejeito de quem respira à beira de um ataque de nervos, e concluo inevitavelmente que não lhe resta discernimento algum. Um leão sem cabeça perdido na arena. E, sem presença de espírito, como é que vai controlar os acontecimentos no terreno de jogo?

Não é com cheques e limpezas de balneário que se faz uma equipa. É com tempo, inteligência e capacidade para extrair o melhor de cada jogador. Continuo a acreditar em Domingos e no grupo, mas parece-me que eles próprios, treinador e atletas, foram os primeiros a perder a confiança. O que é inacreditável, se pensarmos que só se cumpriram cinco jogos.

O Sporting prepara uma última investida ao mercado, ficando com oito médios-centro, quatro extremos, quatro avançados, seis laterais e cinco centrais. De falta de soluções Domingos não pode queixar-se.

kovacevic

5 comentários:

miguel_canada disse...

Era de certa forma previsível que o Sporting patinasse neste inicio de campeonato. Nova direcção, novo treinador e uma panóplia de novos jogadores são o combo perfeito para um mau arranque, mas, sinceramente, nunca achei que pudesse ser tão mau até porque acho o Domingos um treinador competente e com provas dadas.
Penso que o maior problema do Sporting estará relacionado com o falhanço total e completo que foram a esmagadora maioria das contratações e uma das provas de isso mesmo é que uma nulidade absoluta como o Yannick Djaló continua a ser titular.
Quanto ao jogo com o Marítimo, já tive a oportunidade de constatar que a maioria dos Sportinguistas que opinam na internet seguem pelo habitual caminho da choradeira compulsiva contra a arbitragem, algo em que o Sporting se tornou num expert a nível mundial.
Houve de facto erros na arbitragem do Pedro Proença, o tal que não viu 3 (TRÊS) penalties contra o Guimarães na supertaça Cândido de Oliveira. Há um penaltie claro a favor do Sporting e um golo mal anulado mas, mesmo assim, o Sporting meteu dois golos!!! O problema é que também sofreu 3 golos em casa de uma equipa como o Marítimo e nenhum deles foi de penaltie inventado, em fora de jogo por assinalar ou com a mão e disto, o arbitro não tem culpa nenhuma!

low desert puke disse...

Jorge Coroado:
"Não houve qualquer infracção. Na procura da bola, os jogadores entraram em contacto, próprio e natural, não havendo motivo para castigo máximo."

Pedro Henriques:
"Rafael Miranda coloca o braço sobre Schaars, acabando por puxá-lo e derrubá-lo."

Paulo Paraty:
"Schaars força a passagem entre dois jogadores do Marítimo. Há movimento de braços de todos os jogadores e Schaars acaba por se deixar cair."


Miguel, Isto é o que os teus amigos d'o jogo dizem sobre o penalty claro. Ring a bell?

miguel_canada disse...

Limitei-me a opinar pelo que vi nos highlights postados no tvtuga. Não li as opiniões dos ex-árbitros. Achei que foi penaltie...se calhar não foi, tudo bem, não foge daquilo que é o centro da questão. Foi o arbitro o culpado pela derrota do Sporting? Não.

low desert puke disse...

Concordo, nao foi culpa do àrbitro. E peço desculpa pela lateralizaçao do argumento, mas foi sò para te apresentar as palavras dos mesmos ex-àrbitros que hà uns dias defendeste com unhas e dentes.

Afinal também tu tens uma visao diferente da deles...

Rearviewmirror disse...

As opiniões desses árbitros valem o que valem. Pra mim são zero.

Quando um é para sempre lembrado por ter expulso o Cannigia ventriloquo, outro ficou marcado por ter anulado um golo ao Cardozo por marcar mão de Miguel Vitor, estando ele no chão e de costas para o lance. Por isso faço como o Miguel, penso por aquilo que vejo. Não há penalty nenhum. Há é um golo mal anulado ao Evaldo, mas o fiscal deve ter marcado fora-de-jogo ao Postiga, e como estavam os 2 na mesma zona de acção... É muito á queima, mas tambem era quase um crime ver o pioer lateral esquerdo a jogar em Portugal a marcar golos em dois jogos seguidos.


Não percebo que Domingos queira ganhar o jogo e nunca deixe de jogar com 2/3 médios centros nos ultimos 15 minutos de jogo.
Parece-me que ele ainda não se apercebeu que está a treinar o Sporting, e fazer 1 ou 0 pontos é quase a mesma coisa.

E ainda estou a pensar, que se naquele golo de canto fosse o Roberto o guarda-redes, o que é que se dizia por aí...
Anda o Patricio a defender a baliza da nossa selecção...