segunda-feira, outubro 04, 2010

Carlos Martins

É um dos meus jogadores portugueses preferidos, sempre foi. Por isso era da opinião que, quando jogava no Sporting ao nível que está a jogar agora no Benfica, não só era seleccionável como tinha tudo para ser, de facto, convocado na altura. Nem me vou dar ao trabalho de recuperar o que foi escrito a esse respeito, porque quem o fez sabe o que escreveu. Vou resumir com a "falta de talento", para ser simpático. Depois passou a maçã podre, dispensável, dispensado, quase oferecido, com uma cláusula de salvaguarda risível e depois ignorada por quem a criou. Foi para o Benfica, onde encontrou o seu espaço, num plantel campeão nacional. Pediram-me um balanço, há uns tempos, em jeito de provocação. Por falta de tempo não o fiz. Tenho dúvidas que mo peçam agora.

A sua ausência da selecção nacional foi um dos maiores erros de Carlos Queiroz dos últimos anos. Claro que não foi titular indiscutível no Benfica, mas na selecção a posição de médio ofensivo, para além de Deco, nunca teve titulares indiscutíveis. Queiroz explicou a sua ausência com a presença de Danny, o que seria defensável, mas que nunca ocupou a posição, sendo sempre utilizado nas alas. Martins devia ter sido o nome. Volta a sê-lo - espero que seja mesmo - com quem um dia o escorraçou com direito a insulto público. A selecção, sempre dependente de talentos (que nem sempre gostam de sujar os calções contra as Arménias e os Chipres), precisa deste tipo de gente, sem medo de arriscar para ser feliz, com garra para conquistar o mundo e capaz de pôr um estádio em delírio com uma bomba de raiva e um festejo a condizer, como o golaço com que Carlos Martins derrotou o Braga ontem.

master kodro

10 comentários:

Mr. Shankly disse...

É verdade. Cada vez que vejo o Martins a arrancar uma exibição como a de ontem (este ano têm sido muitas) penso em ti. É um talento, nunca duvidei. Da cabeça ainda duvido um bocadinho.

Hugo disse...

Mr. Shankly, concordo consigo, sou sportinguista e nunca duvidei da classe do carlos martins. Ainda me lembro do ano em que fomos à final da uefa, nesse ano na 1ª metade do campeonato o carlos ganhou um lugar na equipa, o que não era fácil olhando para a quantidade e qualidade de opções que na altura o sporting tinha no meio campo. Em vários jogos levou a equipa ao colo, vitórias, golos grandes exibições, deposi veio a lesão e nessa época nunca mais voltou a render o que mostrou que era capaz de fazer. E nao tenho dúvidas, o que faltou esse ano ao sporting para ganahr tudo foi o carlos martins da 1ª metade do campeonato. Depois passou as temporadas seguintes a ser cada vez menos uma opção para paulo bento, até que saiu para espanha rotulado de mais um talento sem cabeçinha e capacidade de sacrificio, mentalmente fraco etc etc. Infelizmente agora brilha no benfica, infelizmente para o sporting mas felizmente para Portugal e principalmente para o benfica. Mesmo assim acho que ainda não mostrou tudo aquilo que tanto prometeu e que eu sei que vale como jogador.

José Leal disse...

já eu sempre duvidei do carlos martins. sempre. e sinceramente, acho que o carlos martins pre-benfica legitimou esta minha posição.

mas quando veio para benfica, e como benfiquista, dei o beneficio da duvida e através do trabalho e talento conquistou o meu respeito e admiração como atleta do benfica.

e agora considero-o uma das principais figuras do actual benfica.

miguel_canada disse...

"...mas na selecção a posição de médio ofensivo, para além de Deco, nunca teve titulares indiscutíveis."

De acordo, mas o melhor Carlos Martins que o Benfica tem tido não joga na posição 10. Essa é de Aimar. E não sei se repararam, no jogo da Madeira, que Aimar não jogou, foi Saviola quem ficou com a missão de vir buscar bola atrás e transporta-la para a frente.
Martins tem-se destacado na posição 8, posição onde, ao contrario da 10, há muita e boa concorrência.
O Carlos Martins tem é uma coisa que falta a Meireles, Moutinho, Tiago e companhia... uma certa loucura contida que permite devaneios que acabam em golos brutais, assim tipo Quaresma.

master kodro disse...

Claro, Miguel. Mas sem Deco, não tens mesmo 10. Tens 8's. E dentro desses, há os que têm essa loucura saudável de que falas, como o Martins, e os outros todos que não a têm. Para além de que o Martins é o único a que não é estranha a posição mais adiantada (se for mesmo necessária, afinal de contas não queremos jogar sempre com dois trincos, pois não?)

master kodro disse...

É o mesmo gajo, José Leal. O pré-Benfica e este é o mesmo gajo. Só mudou a camisola.

Pedro disse...

Não bem essa a opinião de Jesus...para ele mudou muito mais do q a camisola...

José Leal disse...

não se trata da camisola, porque durante uns tempos mesmo vestindo de encarnado foi sendo o mesmo martins de sempre, para mim.

na época passada sim, não sei se por influencia de jesus, se por vontade de singrar do jogador, se por ter encontrado no aimar um exemplo, é um martins diferente.

José Leal disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
miguel_canada disse...

Leal... cresceu! Acho que o Carlos Martins cresceu. Não se pode ser um puto irresponsável a vida toda.