domingo, agosto 01, 2010

José Carlos Freitas de volta!

Com um texto extraordinário. Reparem nesta passagem:

"O cenário previsível é que as duas entidades (IDP e CD da FPF) proponham a aplicação das penas máximas previstas nos respetivos regulamentos (3 anos de suspensão no primeira caso, 2 anos no segundo), o que servirá de argumento à direção da FPF para desencadear o processo de despedimento com justa causa."

Eu juro que nunca vi nada assim. Se um insulto vale a pena máxima, imagino se agredisse os médicos, lhes partisse os equipamentos de recolha e escondesse os jogadores em abrigos anti-nucleares...

Como diz hoje o chefe da comitiva da selecção de que José Carlos Freitas era o assessor de imprensa: " alguém nos anda a querer lançar uma nuvem de poeira para os olhos". Pois anda e tu és um deles.

master kodro

3 comentários:

Mário Rui Oliveira disse...

nem vou discutir se o Queiroz devia ou não sair ! o processo em si é uma vergonha ! Só por isso o meu total apoio ao homem !

querem despedir cheguem a acordo e paguem ...

Zé Luís disse...

O JCF outra vez? Mas a esse é preciso insultar a irmã, publicamente ainda que na zona mista de Alvalade após o Portugal-Rússia, para se dar bem com o seleccionador? Ou limita-se a servir o chefe, já não o outro que se foi, mas o do pasquim? E vai também rebuscar quadros, tabelas e estatísticas para provar que tem razão ou até disso está dispensado?

Bem lembrado, o assessor que já foi da selecção. Esse e o Boronha é que sabem.

Mais uma vez, apesar do nojo que tal me mete, obrigado mk por trazeres estas pérolas que por via normal nunca leria. E, já agora, adorei o elenco do post abaixo. Só notáveis. Atão o ti Cajuda junta-se ao Manel Zé a suscitarem o interesse da chusma algarvia para o cargo, além do Rascord querer arranjar trabalho ao PBento que bem tentaram meter no Dragão, eles e o CM que viu o PB comprar meia dúzia de casas no Porto e inscrever os filhos em 331 escolas da metrópole...

katanec disse...

Obrigado pelo serviço público, meu caro. Eu se começo a falar deste assunto, nunca mais caro. A falta de vergonha de Boronhas, Freitas e afins não deixa de me surpreender...