sexta-feira, junho 11, 2010

Jogo #1: África do Sul 1 x México 1

Para começo, não esteve nada mal. Jogo com ritmo, segunda parte emotiva e um golaço de Tshabalala (que tem futebol para clubes europeus). Pareceu-me o México globalmente mais capaz, com um meio-campo bem organizado e um tridente atacante inspirado (belo jogo de Giovani dos Santos). Mas sem um finalizador nato e com uma defesa permeável (tanto espaço nas costas!), revela-se uma formação algo frágil. Ainda deu para buscar o empate, mas vai ter muitas dificuldades para se apurar.

A África do Sul respondeu apenas em contra-ataque, mas fê-lo com competência q.b., e esteve bem próxima de ganhar a partida (bola no poste no último minuto). Beneficiou de uma excelente actuação do seu guarda-redes e do movimento inspirado de Tshabalala para disfarçar alguns problemas evidentes: defesa medonha, meio-campo apenas esforçado, entrosamento duvidoso. Mas surpreendeu-me pela positiva.

Notas adicionais: o som das vuvuzelas chateia, mas não é tão mau como cheguei a imaginar. A transmissão televisiva foi cheia de mariquices (uns slow-motions que não serviam para nada), mas falhou no que mais importa: não mostrou a repetição do golo da África do Sul (para evitar polémica?), que me pareceu derivar de manifesto fora-de-jogo.

katanec

5 comentários:

BAD-RELIGION disse...

O som das vuvuzelas parece que estamos a ver a formula 1 ou as motas...

Hugo disse...

Bom jogo onde o México entrou muito melhor faltando-lhe frieza na finalização.
Espero que passem as 2

... disse...

bom lateral esquerdo ofensivo, salcido, parece um clone do maxi pereira.

kovacevic disse...

Pareceu-me que o México tem um guarda-redes ao nível de uma selecção do Médio Oriente... Devia ter estudado melhor o caso antes de fechar as apostas...

Jorge disse...

As vuvuzelas sao pessimas, nao ha qualquer som do publico a nao ser um constante zumbido irritante. Nao se houve a reaccao do publico as jogadas, o apoio a equipa, nao havera distincao entre jogos da Inglaterra, do Brazil ou da Coreia do Norte em termos de apoio do publico, nem havera percepcao da festa nas bancadas dos campeonatos do mundo, apenas o zumbido irritante.