quinta-feira, abril 29, 2010

Foi lindo, ca-ra-lho!

Apesar do que o título do post possa aparentar, estou desiludido e triste. Estou desiludido porque me foi vendida a ideia de que este futebol colectivo - diria mesmo, orgânico - do Barcelona, que à partida era lindo, depois passou a arte e que acabou como o objectivo do futebol em si mesmo, era uma revolução que marcaria o futebol até ao fim dos tempos. E mais um bocadinho. Ousaram mesmo dizer que era quase tão bom como o rolo compressor de Jorge Jesus. Defendeu-se que, neste ser divino, não eram as qualidades físicas e técnicas dos jogadores que faziam a diferença, mas sim uma estrutura sobre-humana omnipresente em cada gesto de um qualquer Lionel. Aqui, confesso, a surpresa e a desilusão foram menores, porque já desconfiava que havia algo de profundamente colectivo de cada vez que via uma abertura de Xavi a isolar alguém por entre dez adversários, de cada vez que Iniesta fazia uma veloz arrancada em drible curto ou sempre que Messi ultrapassava quatro adversários para marcar um golo, quando tinha companheiros em melhor posição para finalizar.

A desilusão foi maior porque do outro lado estava um representante dessa escola de vícios, de defesa cerrada, músculo e anti-jogo em que se transformou o futebol italiano, que apenas conseguira marcar três golos em casa à melhor defesa colectiva - sempre colectiva - do mundo, na partida da primeira mão. Ainda para mais reduzido a dez durante 60 minutos, depois daquela agressão bárbara de Thiago Motta. Repare-se que nem sequer temos que recorrer a figuras de estilo se dissermos que se trata de uma equipa que não consegue fazer três passes seguidos, pois nos 96 minutos que o jogo durou apenas conseguiu completar 67 passes (é fazer as contas), face aos mais de 500 - todos eles belíssimos - dos catalães.

Mas havia o factor Zé. Quando parece que mais nada pode ser inventado, aparece sempre um português com truques na manga para perveter o sistema. Dizia-me o kovacevic durante o jogo que parecia que Mourinho tinha preparado este momento desde a época passada. De facto, naquela organização defensiva não havia um pêlo púbico fora do sítio, o que é deveras impressionante. Foi ultrapassada uma vez, é certo - em mais um vibrante momento colectivo em que um defesa central roda sobre si mesmo para driblar um adversário e deixar o guarda-redes batido, algo muito comum em defesas centrais sem recursos técnicos assinaláveis -, mas não deixou que, em 90 minutos, o futebol colectivo de Messi produzisse mais do que uma paralela à linha frontal da grande área, seguida de remate para defesa fabulosa de Júlio César.

Se o futebol ofensivo do Barça de Guardiola era a revolução messiânica, Mourinho marcou pontos para uma contra-revolução pragmática. Encontrou o antídoto. Não inventou a cura para o cancro mas desconfio que já foram atribuídos prémios Nobel por menos do que o que se viu nesta eliminatória.

ps - E o Chelsea foi vingado.

master kodro

52 comentários:

Sérgio_alj disse...

Deixa-me dizer que este texto está fantástico!

Agora não sei se é ao nível do Barça de Pep ou do Inter de Mourinho...

Infante disse...

"A desilusão foi maior porque do outro lado estava um representante dessa escola de vícios, de defesa cerrada, músculo e anti-jogo em que se transformou o futebol italiano, que apenas conseguira marcar três golos em casa à melhor defesa colectiva - sempre colectiva - do mundo, na partida da primeira mão"



Ahahaha, em grande!

Parabéns, Inter e Bayern. Lixou-se a "melhor equipa de todos os tempos", blá blá blá. Não há pachorra para finais por decreto...

Da maneira como se falou deste jogo, antes e depois do dito, parecia uma batalha do Bem contra o Mal. O super-fabuloso-ultra-orgásmico-Barça contra o malvado-defensivo-italiano-retranqueir-Inter (juntar 500 clichés sobre o calcio). Só faltava chamar o Son Goku!

Não sou o maior fã do homem, mas Mourinho fez o que tinha a fazer e mais nada! Queria ver o "super-Barça" em San Siro, com dois golos de vantagem e menos um jogador durante 60 minutos. Devia ser só "futebol espectacular", claro!

Rearviewmirror disse...

"Ousaram mesmo dizer que era quase tão bom como o rolo compressor de Jorge Jesus"

(...)


Quando uma equipa precisa de marcar 2 golos e dá-se ao luxo de tirar o Ibrahimovic...
Quando uma equipa precisa de marcar 2 golos e acaba o jogo com 4 defesas...
Quando uma equipa precisa de marcar 2 golos e acaba o jogo com 4 jogadores de 1.70m no ataque...
Quando o Busquets joga 63min, num jogo em que o Inter não passava do meio campo..

Quando tudo isto acontece, parece-me a mim que o Barcelona perdeu grande parte da eliminatória nas decisões do seu treinador.
Mourinho deu 15 a zero a Guardiola.


O Barcelona fez o seu jogo, de pé para pé, mas não souberam achar alternativas á teia montada pelo nosso compatriota.
Com tanto jogador na área e á frente da baliza, porquê que o Barcelona só faz 3/4 remates fora da área o jogo todo?
Se eles começassem a rematar fora da área, não obrigariam os jogadores do Inter a subir as linhas, e a tentarem defender nos 30m em vez de defenderem tranquilamente nos 20?

Este jogo foi um mimo para o Walter Samuel e para o gigante Lucio, em que só são traidos pelo jogador mais burro do planeta (Muntari) ao por em jogo o Pique no lance do golo.

A beleza do futebol não está só no saber atacar, o saber defender também é uma arte.
A super-potencia do futebol mundial obrigou Julio CEsar a fazer uma unica defesa de grau elevado em 90 min.
É obra.

Ricardo disse...

Excelente texto.

Fredy disse...

lindo o texto ;')

mas por acaso eu acho que o barcelona (com o inesta) é sem duvida uma das melhores equipas de sempre, e pelo menos a melhor que eu já vi jogar!

mas o Mourinho é o Mourinho! o melhor treinador do Mundo que deu uma grande lição! se bem que se revelou muito conas a 10 min do fim quando nem era preciso e podia ter-lhe saído o tiro pela cultera!

td disse...

Excelente post.Se me permites,eu acrescento ao post a vantagem de ter Etoo em vez de Ibra !Etoo é avançado,médio,defesa e tudo o que Mourinho lhe pede.Ibra é um jogador principalmente muito caro em relaçao ao seu rendimento.É só um exemplo da visão e mestria do Mourinho.

Mr. Shankly disse...

Muito bom.

Mas muda lá o acento de cancro, faz-me fernicoques.

Pedro disse...

Grande post mk...tens estado afastado destas lides mas fizeste bem para ganhares esta inspiração...muito bom.

Engraçado é q o super Barça o ano passado só ganhou pq roubaram a bem roubar o Chelsea em Londres...

Ninguem nega q jogam à brava mas q são levados ao colo tb é uma verdade.

pitons na boca disse...

Antes de mais deixo logo um apontamento: não suporto Mourinho.

Não quero dizer com isto que não seja dos melhores treinadores de todos os tempos, que não seja inteligente na abordagem ao jogo, etc e tal.
Que é. Mas não o suporto.

Ainda por cima sou acérrimo defensor do futebol bonito e espectacular, vibrante que por norma joga o Barcelona.

Quero com isto dizer que não vou apontar muito do que se passou neste jogo, visto as condicionantes (vantagem de 2 golos e menos um jogador a partir dos 28 minutos).

Mas recuso-me a prestar vénias a alguem que na primeira mão e ainda na 1ª parte desse jogo consegue meter Eto'o a lateral direito, Pandev a lateral esquerdo e Maicon e Zanetti a fecharem junto aos centrais, mais 3 medios centro com um (Sneijder) a aparecer nas costas de um avançado (Milito).
Vindo de alguem que tem esses nomes todos no plantel, metê-los a jogar assim é coisa que eu não consigo idolatrar, e quanto a isso peço desculpa aos que ficarem indignados com as minhas palavras.

Para mim (e compreendo que a vossa bajulação a Mourinho vos impeça de ver assim) foi uma magnifica vitória do anti-futebol.

;)

rui disse...

"O Barcelona fez o seu jogo, de pé para pé, mas não souberam achar alternativas á teia montada pelo nosso compatriota."

Eu diria que o Barcelona "nao sabe mais"...a grande força do barça é ao mesmo tempo a sua grande fraqueza...o futebol do barça é unidimensional...estao de tal maneira programados para aquele tipo de jogo que não conseguem e sobretudo nem querem!!! jogar um futebol alternativo...um futebol "mais feio"...esquecem-se que o objectivo do futebol é marcar golos seja de que forma for e nao fazer posse...


ruibonga

João disse...

e o mourinho tal como sempre fez a partir do FC Porto, primeiro arruma a casa, contrata jogadores "medianos" e a partir dali faz uma extraordinária equipa de futebol...

Miguel Pereira disse...

Ontem estava mais nervoso do que quando joga a minha equipa,

Realmente irrita a forma como se pinta tudo de forma a fazer parecer o Barça (que é uma grande equipa mas está a anos-luz do ano passado) o futebol-pefeito e Messi o deus e profeta, e o Inter os sujos que nem merecem pisar o mesmo relvado. Azaritos.

O Mourinho deu um show ao Pep que mostrou estar muito verde. Tacticamente foi um show e começou em Milao. O Inter hoje podia ter defendido o que quisesse, o baile ofensivo já tinha dado em Milao. Foi muito superior em tudo o que significa o futebol (defender, atacar, marcar, ocupar espaços, contra-ataque, esforço colectivo, iniciativas individuais).

Vai ser uma final diferente da que estamos esperados mas adivinho um optimo espectaculo. Dois grandes treinadores com péssima imprensa. Assim sabe bem melhor!

um abraço

td disse...

Quem se limita a bajular o futebol bonito nunca perceberá a beleza que é um sistema defensivo coletivo a funcionar na perfeiçao.Eu tambem gosto do Barça e do Guardiola mas ver o Inter de Mourinho a anular os melhores do mundo é um grande gozo.O Guardiola tem a melhor equipa do mundo para jogar no campo todo mas o Mourinho obrigou-os a jogar em 35 metros e aí Mourinho domina como ninguem.Isto não é anti futebol,isto é adaptar-se as circunstancias e ser mais inteligente que o adversario.Isto é sobreviver no meio ambiente em que se está inserido.Se fosse fácil fazer o que Mourinho faz,qualquer um fazia e o Barça não ganhava tanto mas isto não é para quem quer ,é para quem sabe e o Mourinho sabe.

Interior-Direito disse...

pitons, na primeira mão, o inter esteve melhor que o barça, a defender e, principalmente, a atacar - marcou três golos...

pitons na boca disse...

A contra-atacar, queres tu dizer.

Mas se deres o plantel do Inter ao Inacio ele se calhar também consegue metê-los a jogar assim.

Em momento algum eu digo que o Mourinho não foi inteligente, não montou bem a estratégia (coisa que aí talvez o Inácio não conseguisse tão bem).
Mas os nomes também fazem a diferença.
A Académica na Luz jogou contra o Benfica da mesma forma que o Inter o fez em Milão... não tem é aqueles monstros sagrados no plantel, para o contra-ataque.

Apenas digo que não sou adepto desse tipo de futebol.

Parabéns a ele e a quem gosta deste tipo de "futebol".

Eliminou a melhor equipa destes últimos 2 anos, apesar de estar em clara perda, como se pode ver pelo ultimo mês e meio (em que mesmo assim consegue arrancar 2 ou 3 exibições magnificas para a liga espanhola).

MB disse...

Querem ver que o foi o Mourinho que inventou a roda (para o autocarro que pôs em campo). É o que parece, slendo alguns comentários que estão aqui

Vimaranes disse...

Excelente texto, master.

Virgílio disse...

O texto está muito bom, sim senhor!O MK inspirado é um Messi da literatura blogueira... ;)

Agora vou ser claro, curto e grosso:

Não suporto o Zé.

O Zé é um arrogante de m*erda.

O Zé não sabe ganhar. Mesmo dps de tantas vitórias, ainda não aprendeu a respeitar os adversários.

O Zé é um provocador barato.

O Zé até pode ser português (desde qd a nacionalidade de alguém é uma qualidade ou defeito?), até pode ser uma grandíssimo treinador, como pessoa (nomeadamente enquanto figura pública) é uma belissíma m*rda de exemplo.

E as equipas treinadas pelo Zé, produzem um futebol à imagem do Zé: insuportável, apesar de eficaz.

Não gosto do Zé nem do futebol do Zé.

SL!

atribodofutebol disse...

Este é, provavelmente, dos melhores textos que li aqui no 442. Parabéns.

Nuno disse...

O louvor à passagem do Inter e as insinuações de todo o texto revelam o pouco que sabes de futebol, Master. É por isso que ficas contente com a passagem do Inter. Para ti, era importante uma coisa monstruosa que não compreendes ser derrotada. Serviu para poderes dizer que a vidinha que ostentas ainda tem algum sentido para ti e para justificar, no fundo, que faças o que fazes aqui. Parabéns! Tens razões para continuar a ser o "bicho pequeno da terra" que és. Tu e todos os que pensam como tu, diga-se. É a esses que devem ser endereçados os parabéns pelo jogo de ontem.

rui disse...

Olhó o "ai se o guarda redes defende um penalti por se deixar estar n meio da baliza, é pk é estúpido..."...que comentário tão ( )...outra coisa nao seria de esperar de alguém assim...


ruibonga

Fredy disse...

Pitons, eu concordo na parte que dizes "Ainda por cima sou acérrimo defensor do futebol bonito e espectacular, vibrante que por norma joga o Barcelona." eu também sou adepto disso, por alguma coisa sempre fui contra a vinda do jesualdo, porque futebol bonito, bem jogado ou de ataque ele não tem nada.

mas já não concordo quando falas do plantel do inter..não acho que ele tenha assim nada de especial. é um plantel perfeito para ganhar em itália (porque tacticamente são perfeitos) mas aquele meio campo por exemplo (fora o sjneider)para a champs não serve para muito, e só mesmo o mourinho para finalmente os levar à final.

e se comparares com o plantel do barça..a diferença é bastante. por isso esta era a unica opção.

imagina esta analogia (estupida mas prontos)

vais andar à porrada com 2 gajos, qual das 2 opções achas que pode ter mais sucesso?

1- partires para cima dos 2 ao mesmo tempo ou 2- ficares quieto e defenderes os golpes deles?

para mim é a 2ª, porque na 1ª ou vais-te cansar rapido ou enquanto bates num, o outro vai por trás e tás tramado. na 2ª defendes os golpes, quem se cansam são eles e só tens que esperar para dar o golpe final :) foi o que o Mourinho fez lol

enfim, mas apesar de gostar do futebol bonito, gosto mais do Mourinho por tudo que deu ao FCP:) por isso fiquei feliz hehe

JNF disse...

É, de facto, um belíssimo texto. Tens de deixar de falar de futebol português.

pitons na boca disse...

Bem, alguém que quer ter uma conversa como deve de ser. :)

Fredy,

como disse (se calhar com algumas palavras demasiado fortes), compreendo quem goste do Mourinho. E acima de tudo se forem portistas, depois de tudo o que o homem lhes deu naqueles anos (ainda mais) magníficos que tiveram.

Mas não concordo com a analise que fazes à força do plantel do Inter. Não estará assim tantos furos abaixo do Barcelona e acredito que se fossem jogar de peito aberto contra eles teriam todas a possibilidades de discutir à mesma a eliminatória, e convenhamos, teria sido muito mais atraente para quem gosta de futebol.

O barça disfarça bem algumas lacunas com um colectivo excelente, mecanizado quase ao pormenores com alguns jogadores capazes de desequilibrar com uma finta ou um passe que ninguém espera.

Se metade dos jogadores do Barça teriam lugar no Inter o contrário também não será mentira.

Julio Cesar, Maicon, Cambiasso, Sneijder (ou lá como se escreve... a porra dos nomes holandeses), Milito, Eto'o não ficam atrás. E no banco ainda Stankovic. Os centrais estão praticamente na mesma valia, de um lado e de outro, a meu ver - apesar de eu não gostar minimamente do Walter Samuel.

Aliás, a troca do Eto'o pelo Ibra foi para mim a maior burrice que fizeram. Eto'o é uma máquina autentica.


Como já disse, parabéns a quem passou e a quem puxava por eles.
Eu preferia que o resultado da eliminatoria tivesse sido 8-7 (fosse para que lado fosse).

Se podia ter sido uma eliminatória espectacular, com futebol fenomenal dos dois lados? Poder podia... mas não foi (de nenhum dos lados, em grande parte por "culpa" de uma pessoa). ;)

kovacevic disse...

o inter de mourinho não precisou de posse de bola em milão para marcar três

e ontem a estatística de passes completos diz tudo -- bola para quê?

como alguém já escreveu aqui, trata-se de interpretar as circunstâncias: adaptação ao meio ambiente.

também gostei que no meio da revolução conceptual do barça tenha sido um defesa-central a marcar quando já actuava como avançado centro

melhor só se fosse o valdes

atribodofutebol disse...

E eu que pensava que o objectivo do futebol era ganhar. Pelos vistos, a julgar por alguns, é trocar muito bem a bola, sem ser capaz de fazer grande mossa. Se eu prefiro que a minha equipa jogue um futebol bonito? Claro, e ainda mais se ganhar. Agora, de que serve jogar bonito e perder? No final, o que interessa é levantar o caneco.

O que muitos gostavam é que o Mourinho fosse jogar de peito aberto para Camp Nou e acabasse por sair de lá com 4 no bucho. Sobretudo jogando mais de uma hora com 10 jogadores. O homem nunca fui estúpido e é por isso, goste-se ou não, que está novamente na final da Champions.

Interior-Direito disse...

No futebol jogado, o Barça não conseguiu quebrar o muro do Inter, ponto final parágrafo.

Sobre a arbitragem, os lances mal ou bem assinalados são os que são, as equipas têm de dar de volta a isso. Se quisermos falar de arbitragem, podemos dizer que, se não tivessem invalidado, mal, um lance de fora-de-jogo ao Milito, que poderia dar o 1-0 em Milão, se calhar teria ficado na mesma 3-1 em Milão (descontando o 3.º do Inter, porque o penálti é polémico mas não é certo que seja penálti).

E o 3-1 da primeir mão foi um jogo em que o Inter ganhou de forma justa, porque foi melhor, tanto a defender como a atacar. Não esquecer que o Milito falhou duas grandíssimas ocasiões de golo em Milão, se calhar, muito mais oportunidades do que aquelas que o Barça teve ontem...

Ontem, na segunda mão, o Inter foi brilhante de tão antifutebol que foi.

Não tenho dúvidas que o Mourinho é muito maior estratego que o Guardiola, e eu acho o Guardiola um senhor, concordando que mais vale morrer com as suas ideias que viver com outras ideias, aí até concordo com o Nuno. Mas, por exemplo, se vamos falar de estratégia, o Mourinho é o único treinador que já vi colocar as suas equipas a jogar de formas diferentes, consoante o jogo e/ou os jogadores à disposição: ganhou a Taça UEFA a jogar muito à bola (em 2003); um ano depois, quase com os mesmos jogadores, mudou o perfil da equipa e ganhou uma Liga dos Campeões com uma equipa mecânica e pragmática (2004); ganhou o título inglês a jogar bem no chelsea (2005) e depois a jogar pior futebol (2006); e este ano tanto joga muito o futebol (o Inter deu show ante o Chelsea, em Londres) como mete a equipa a dar um massacre de futebol defensivo (ontem), porque era a única forma de parar o Barça rolo compressor.

Se isto não é um grande treinador, então...

Interior-Direito disse...

(este de cima é basicamente que fiz no entredez, daí a referência ao Nuno...)

master kodro disse...

Quem é o Nuno?

Deko disse...

O Olarápio Benquerença tem assegurados bilhetes para a final de Madrid para toda a familia !!

E que bem os merece...
Foi um bom investimento dos italianos.

Afinal o Barça não é assim tão forte...
Basta um 'portuguesito de leiria' e máquina emperra logo...

pitons na boca disse...

atribodofutebol,

"Se eu prefiro que a minha equipa jogue um futebol bonito? Claro, e ainda mais se ganhar."

Discordo completamente.

Se quero que a minha equipa jogue bonito? Quero, claro que quero. Mas ANTES DE TUDO quero que ganhe. Se for a jogar futebol bonito, melhor.

NÃO SE TRATANDO DA MINHA EQUIPA, sendo 2 outras equipas quaisquer, peço desculpa se prefiro ver futebol bem jogado.

E ao contrário de ti, acho que o Inter tem plantel (e até treinador, vê lá tu) para jogar sem medo contra qualquer equipa do mundo.

Pedro disse...

"Se quero que a minha equipa jogue bonito? Quero, claro que quero. Mas ANTES DE TUDO quero que ganhe. Se for a jogar futebol bonito, melhor."

Então e não foi isso que o Mourinho fez? Ele está lá para agradar ao Inter e aos seus adeptos e não aos adeptos do bom futebol. Não faz sentido julgares o jogo por esse prisma qd assumes q se fosse o teu clube tu querias q o Mourinho fizesse igual e com os mesmos resultados.

td disse...

Carissimo Kova,como eu disse e tu realçaste,fica como moral da historia quem melhor interpreta as circunstancias e se adapta rapidamente ao meio ambiente.Qual a melhor tatica para vencer?Qual o melhor meio para chegar ao objetivo?Quando o Guardiola tiver a experiencia do Mourinho pode ser que se adapte melhor e mais rápido.

pitons na boca disse...

Deixa ver se percebo, Pedro.

Eu tenho de ver o jogo pelo prisma dos outros e a minha opinião tem de ser baseada nisso?

Eu, que não sou adepto do Inter (muito menos doente pelo Inter) tenho de gostar do jogo que ele fez por causa dos outros, os que viram o jogo por esse prisma??

Mas isso faz algum sentido???

Epah, se eu fosse nerazurri, ou se tivesse sonhos molhados com o Mourinho, ou se fosse um anti-Barcelona ferrenho, ou se fosse apenas adepto daquele tipo de "futebol"... podes crer que tinha ficado contente com o jogo que fizeram.

O resto já escrevi ali em cima, acho que em português minimamente correcto e perceptível. Quem não quer perceber, olha, paciência.

Pedro disse...

Mas ó pitons como é que tu podes criticar uma postura de um treinador/equipa qd assumes q se fosse a tua equipa estarias totalmente de acordo???

É esta dualidade q, para mim, não faz sentido.

José Leal disse...

Master Kodro,

Como tu dizes bem, o Mourinho não inventou nada. O que ele fez este ano fez o Hiddink o ano passado. O método de vencer (não é parar é vencer) este Barcelona já percebemos na teoria como é. Mas conseguir aplicar essa teoria na pratica, preparar e treinar os jogadores e a equipa para essa exigencia é que está ao alcance de poucos.

pitons na boca disse...

Pedro, não sei como mais hei de explicar do que já escrevi em todos os meus comentários.

O meu clube tem para mim um "dever" de me dar alegrias com resultados, mais do que exibições. Se eu não me importasse com os resultados então deixava de ser o meu clube e seria apenas mais um que eu me sentaria no sofá apenas para (tentar) ver um bom jogo de futebol e mais nada.

Os clubes de ontem não são os meus clubes (apesar de ter muito mais apreço pelo Barcelona), logo não me sento para ver um resultado mas sim um espectáculo de futebol (ainda por cima com os jogadores que há de um lado e do outro).

A obrigação que os treinadores têm com os clubes e com os seus adeptos isso é lá com eles, que para mim não dizem nada.


Sentar-me a ver o jogo que o Inter praticou ontem é quase como ir ao cinema todo contente de ir ver um filme que dizem ser o melhor filme de acção de todos os tempos e depois deparo-me com um musical ainda pior que uma mistura de Mamma Mia com Evita...

Bruno Pinto disse...

Para mim, este Barcelona é a equipa com o futebol esteticamente mais bonito de todos os tempos. O tipo de futebol que joga, tanto ofensiva como defensivamente, roça a perfeição. Nunca vi uma equipa jogar tão bem como o Barcelona.

No entanto, o Inter, particularmente José Mourinho, foi mais competente, alcançou o objectivo: GANHAR. Conseguiu anular o jogo do Barcelona, percebendo que não o poderia fazer tentando jogar de igual para igual. Resistir a este Barcelona fantástico, a jogar com 10 durante uma hora, em Camp Nou e com o Barça a precisar de marcar golos, foi soberbo. A posse e circulação do Barça foi o costume, abismal, mas a turma de Guardiola não foi capaz de chegar a zonas de finalização com perigo muitas vezes. Isso deve-se à capacidade estratega que o Inter denotou.

O Barcelona pratica o melhor futebol de todos os tempos, pelo menos o mais atractivo. Mas esta eliminatória serviu para demonstrar que há mais fórmulas de chegar à vitória (embora a que eu mais aprecie seja a fórmula-Guardiola). O Barcelona não foi a equipa competente que costuma ser no último terço do campo. E porquê? Não, não foi porque Xavi ou Messi ou Ibra estiveram desinspirados, foi simplesmente porque o Inter não deixou que isso acontecesse. O Inter foi mais competente, por isso vai à final e o Barcelona, apesar de jogar melhor futebol, fica em casa.

PS: E também ainda vai a tempo de perder a liga espanhola!

Sérgio_alj disse...

Pumba! Cottagers na Final!

atribodofutebol disse...

Acho que me perdi aqui algures: a equipa do anti-futebol que "na primeira mão e ainda na 1ª parte desse jogo consegue meter Eto'o a lateral direito, Pandev a lateral esquerdo e Maicon e Zanetti a fecharem junto aos centrais, mais 3 medios centro com um (Sneijder) a aparecer nas costas de um avançado (Milito)", foi aquela que ganhou 3-1 à melhor (sem ironias) equipa do Mundo, tendo mais oportunidades de golo do que aquelas que o Barcelona teve ontem? Foi a equipa que resistiu às investidas da melhor equipa do mundo (mais uma vez sem ironias), a jogar no seu estádio, num ambiente impressionante, com 10 jogadores no campo adversário, a jogar com menos uma unidade desde o início? De facto, sobreviver assim, naquelas condições, defendendo com todas as energias uma vantagem conseguida na primeira mão, é altamente criticável. Onde uns viram um futebol espectacular a esbarrar num muro, eu vi uma equipa que troca muito a bola sem realizar grandes movimentos de ruptura, ser vencida por uma grupo de jogadores que deram tudo o que tinham para chegar a uma final da Champions. Altamente criticável, de facto. Mas, vá lá, que já percebemos que, para as nossas camisolas, a bitola é diferente. Confesso-me culpado de ontem ter torcido para um treinador português atingir a final da Champions. E espero que, em Espanha, seja outro português a levantar o caneco. Mesmo que não seja o melhor do mundo.

littbarski disse...

E o 10º classificado da liga espanhola, orientado pelo mal-amado Quique, lá chegou à final da Liga Europa, depois de ter eliminado um dos maiores clubes do mundo (logo a seguir ao sacrossanto Benfica de Jesus). Vá-se lá perceber isto.

luis disse...

Desde que o Mónaco foi a uma final dos campeões europeus que deves ter deixado de perceber isso, não?

jose disse...

Pois, o Atletico ate luta pelo titulo e tudo. Acho que ganharam 1 jogo este ano na Europa, nao foi?

Portanto, boas hipoteses de ganharem o caneco.

Embora o Fulham se calhar (por ser menos "comercial" e ate jogar um bocadinho a bola) mereca mais o titulo.

littbarski disse...

Não. O At. Madrid é uma boa equipa, com um ataque forte, com um jogador fora de série, e que em dia sim pode surpreender os melhores clubes do mundo (embora o que aconteceu ontem em Liverpool não seja propriamente uma surpresa). Em dia não, é goleado pelo Porto. Mas não deixa de ter uma certa ironia, esta presença dos espanhóis de Quique, de Simão e de Reyes na final europeia que o Benfica há tanto tempo ambiciona.

littbarski disse...

Mas sossega lá, que no Domingo o Benfica já é campeão. Se não for neste, é no próximo.

Fredy disse...

ninguém se lembra de fazer comentários em relação ao benfica como fizeram em relaçao ao real madrid? tipo, mandam embora o reyes e o reyes vai à final que o benfica falhou haha

ps. tou na tanga! lol

low desert puke disse...

A final da Liga europa nao é jogada em Lisboa, a da Champions sim. Nao mandàmos o Reyes embora, estava emprestado e nao renovaram o empréstimo, pois a direcçao em conjunto com a equipa técnica decidiram que o dinheiro que ele ganhava devia ser investido na compra de um jogador.

ps: E o link que te pedi para veres e comentar?

Petinga disse...

Realmente... o Atletico que era uma merda eliminou o Liverpool que era a melhor equipa que restava na Liga Europa porque tinha cilindrado os Invenciveles.
E o Kick Flowers mostrou como sendo um treinador muito mediano se pode chegar a uma final de uma competicao europeia.
Notavel.

Fredy disse...

low, não tinha reparado no link e fui lá a ver agora.

1º um link da benfica tv não me merece credibilidade nenhuma. já bastou dos tuneis manipulado (e com sito não tou a inocentar o hulk ou isso)

2º o que disse no post acima do katanec aplica-se bem a isto. nem a propósito lol

3º de qualquer forma queres um comentário? digo-te que por mim, e apesar de lhe tar muito grato, o PC já tinha saído da SAD à muito, sempre me recusei a assinar aquelas petições para a sua re-eleição e tudo. mas infelizmente há muita carneirada que ainda o adora. enfim.

low desert puke disse...

Alguém na Benfica tv treinou entao durante anos até conseguir fazer uma imitaçao perfeita (Jim Carrey olha para isto, pah), do pinto da costa. Desde a cadencia no falar ao sotaque de bimbo. Tao perfeita que enganou o pròprio valentim loureiro, enquanto escolhia e controlava arbitragens etc e tal.

Com tanta hipocrisia devias ir para a politica, fredy.

Fredy disse...

hipocrisia? mas tu sabes o que significa essa palavra?? meu deus! parece que tou a falar com uma parede!

low desert puke disse...

Meu, nao sei se é por teres um tijolo em vez do cérebro, mas a ideia generalizada é que tu és a parede.