sexta-feira, abril 24, 2009

Pepe castigado...

...com dez jogos de suspensão. A pena esperada para um comportamento violento e absurdo. Parece-me uma decisão acertada. A irradiação (que foi pedida por alguns) seria um exagero. Mas não havia também motivos para um castigo menos severo (como sugeria por exemplo Juande Ramos). Acabou a época para o central português.

katanec

16 comentários:

Mário Rui Ventura disse...

Permite-me discordar, ou melhor, corrigir: a época não acabou para Pepe. Queiroz conta com ele e há um Mundial para garantir... ou não!

leaoconselheiro disse...

Lembro-me do Kluivert levar 8 jogos por uma agressão grave também. É o peso certo para estes casos. Irradiar é um absurdo e penas de 2 ou 3 jogos uma desvalorização implicita da gravidade dos actos.

Já que andam com tanto gosto para comparar lá fora com cá dentro, eu pergunto:

Quanto levaria Pepe em Portugal?

Para mim, tudo o que fosse mais de 3 jogos era espanto, fosse qual fosse o clube (convém dizer isto, senão acham que eu estou a tentar desculpar derrotas com teorias clubistas e conspirativas num futebol historicamente tão impoluto como o nosso)

Jorge disse...

Concordo com o Leao Conselheiro, acho que infelizmente Portugal e um pais extremamente permissivo e nao e se fosse so no futebol nem seria um grande problema.

Gabriel disse...

Justo.

pitons na boca disse...

10 jogos? Então isto com 500 euros não era suficiente??

São malucos, estes espanhóis. :)

luissm disse...

10 jogos acho pouco.

Tudo o que seja menos de meia época (+- 20 jogos em Espanha) parece-me pouco.

O comportamento dele é simplesmente selvagem.

Mas isto sou eu que, se tivesse sofrido aquela entrada do Keane tinha feito queixa à Polícia. Ainda mais depois dele admitir que tinha sido propositado.

Mr. Shankly disse...

Concordo com o leao, e com o katanec. E com o castigo.
Devo estar cansado, para concordar com todos...

Jorge disse...

Mesmo na selva, a entrada do Keane e de outro nivel, foi premeditada e com a intencao de arrumar com o outro jogador, acabando-lhe mesmo com a carreira se nao me engano.

condor disse...

Aqueles que pediram a irradiação do Pepe ou meia época de castigo,são mais ou menos os mesmos que exigiram castigos semelhantes a um artista que agrediu um árbitro numa fase final de um mundial,e a outro artista que se deslocou propositadamente ao local de estágio da selecção para agredir selvática e cobardemente o seleccionador nacional de então!Homem que tinha idade para ser pai do agressor,de resto!Portanto meus amigos podem ir bardamerda com o vosso sentido de justiça!

leaoconselheiro disse...

Eu por exemplo acho bem mais grave o que fez o Pepe do que o beliscão do João Pinto ao árbitro em 2002. O castigo, esse, foi bem pior, assim como foi o do Sá Pinto, essa sim uma situação mais grave por não ser em contexto de jogo. Quanto à do Keane, estou de acordo com o Jorge...

Já agora, em Portugal só me lembro de 1 sanção mais pesada do que 3 jogos. Foi a do Paulinho Santos. E não faltam casos de agressões graves a merecer perto de 10 jogos. 3 é uma espécie de pena máxima em Portugal.

luissm disse...

Bem, esperem lá... em relação ao Keane, eu não digo que a do Pepe é pior. Longe de mim! Quando digo que fazia queixa à Polícia é mesmo real. Para mim, a do Keane é tão grave que não pode passar apenas pela justiça desportiva.

Mas se o Pepe tem acertado na cabeça do Casquero...

Em relação a outras agressões, a mim faz-me alguma confusão que exista uma diferença tão grande na defesa da integridade física dos vários intervenientes no jogo.

Um jogador dá um soco (na cara?)num seleccionador: 1 ano sem jogar (salvo erro).

Um jogador dá um soco no estômago dum árbitro: 6 meses sem jogar (tb salvo erro).

Um jogador comete penalty, enfia dois pontapés num adversário estendido no meio do chão (e que não esboça reacção de defesa), espeta um soco no maxilar doutro, pisa e esbofeteia o jogador que pontapeou, e ainda ofende a equipa de arbitragem: 10 jogos.

Eu não acho normal. Mas há tanta coisa que eu não acho normal.

Quanto à criança que não sabe discutir sem ofender, volto a dizer: quando perceberes que precisas de ajuda psiquiátrica avisa.

Pipos disse...

O Sá Pinto nem deveria ter sido castigado, ter sido 1 ano foi uma injustiça... A agressão dele nada teve a ver com futebol, logo deveria ter sido decidido em tribunal e se o artur jorge apresentasse queixa.

se o Sá levou 1 ano, o PEPE deveria ter levado 5... selvagem!

Nuno disse...

"Acabou a época para o central português."

Este acto foi a cereja em cima do bolo de uma época absolutamente ridícula do Pepe, com erros atrás de erros. Para culminar esta época, só mesmo sendo o responsável directo pelos dois golos do Getafe na partida, pelo empurrão que permitiu ao Getafe vencer o desafio (coisa que não aconteceu) e pelas agressões descabidas. Além de tudo o que é importante referir sobre este comportamento do Pepe, é importante referir também que acabou por ser o reflexo dele próprio, um jogador que reage intempestivamente a tudo, irracional e imponderado.

Fredy disse...

meu deus..o pepe já saiu do Porto à muito e mesmo assim aidna sofre consequências da sua passagem pro cá!

com pessoas assim (nuno), não admira que mesmo noutros assuntos só digam asneiras.

Littbarski disse...

http://www.ojogo.pt/Imagens/6745.gif

Nuno disse...

Fredy diz: "o pepe já saiu do Porto à muito e mesmo assim aidna sofre consequências da sua passagem pro cá!"

Fredy, eu sei que é complicado e que o ensino do português a norte do Tejo não é grande coisa, mas tenta escrever como deve ser. É "há muito" e não "à muito". Pá, o Pepe não é o Bruno Alves e não é um jogador violento. Penso até que este tipo de castigos deveria ter em conta (e muito) o historial do jogador. O acto do Pepe é indesculpável, mas creio que, por não ter antecedentes, o castigo é excessivo. Agora, a atitude é reflexo do jogador que ele é: alguém que disputa os lances sem pensar nas consequências. É um acto irreflectido, uma resposta a quente à frustração de estar ligado (e de que maneira) à possível derrota da equipa. Sinceramente, Fredy, não entendo por que criticas o meu comentário. Se é por eu dizer que foi uma época cheia de erros e não concordares, é porque não viste os jogos do Real. Pepe esteve directamente ligado a muitos dos golos que a equipa sofreu. E olha, não sou só eu que acho isso. A imprensa espanhola, a meio da época, percebeu o mesmo. O Valdano, por exemplo, escreveu uma crónica em que, apesar de elogiar as qualidades do Pepe, declarava que, por jogo, o Pepe cometia 1 erro grave.