quinta-feira, abril 09, 2009

Liverpool 1 x 3 Chelsea - O renascimento

Aparentemente, os alarmes soaram em casa de Abramovich na hora certa. No fim da jornada em que o Chelsea empatou em casa com o Hull (o dia em que Roman fez as malas a Scolari), os blues estavam em quarto lugar da classificação, com menos 2 pontos do que o Aston Villa, a 5 do Liverpool e a 7 do United. Pior do que isso, em todos os confrontos com adversários do seu calibre (e tiramos destas contas o Villa por razões óbvias) nunca tinham ganho: 1x1, casa, MU; 0x1, casa, LIV; 1x2, casa, ARS; 0x3, fora MU; 0x2, fora, LIV. Na Europa, para além de vencer em casa os seus adversários, só conseguiu empatar nos terrenos do Bordeaux e do Cluj e trouxe uma derrota de Roma.

Hoje, o Chelsea é terceiro, com mais 12 pontos do que o Aston Villa, menos 3 do que o Liverpool e, na pior das hipóteses, menos 7 do que o United (se os red devils vencerem a partida em atraso). E desde ontem à noite ficámos a saber que é capaz de ganhar fora a equipas "do seu campeonato", dando um passo de gigante para o apuramento para as meias-finas da Champions League (isto já depois de ter empatado no terreno da Juventus, na ronda anterior).

master kodro

2 comentários:

jose disse...

Factos são factos. Quero ver os argumentos que os órfãos de Scolari não deixarão de trazer à discussão.

João disse...

Isto só prova que uma equipa ter um treinador ajuda muito.