quarta-feira, fevereiro 25, 2009

Para quê jogar com onze?

No regresso do intervalo, o Arsenal deixou dois nos balneários e começou mesmo a jogar sem Gallas e Touré. Face à superioridade (não materializada em golos, no plural) perante a Roma, seria mesmo preciso jogar com todos?

master kodro

2 comentários:

Jorge disse...

Nao sabia desse pormenor do Arsenal, mas ja sabia que os jornalistas portugueses nao sabem as regras de futebol, o arbitro nao tinha que esperar.

Offshore disse...

Curioso que o Arsenal tenha apresentado frente à Roma 6 titulares da equipa de juniores que trouxe ao Dragão. Além dos 3 suplentes ontem utilizados tenham também jogado no Dragão.

Parece que o Arsene não aposta na LC.