sexta-feira, dezembro 26, 2008

Uma nova visão do lance

Do site do Benfica, sobre o jogo com o Nacional:

"Argumentou Pedro Henriques que Miguel Vítor (a actuar, então, como avançado), ajeitou a bola com a mão. Nada mais errado, pois o central nem viu a bola bater-lhe (nas costas) antes de sobrar para Cardozo."

ps - este é um bónus. Um bónus histórico: "Assim, Cléber recuou no terreno para marcar Suazo, enquanto Halliche não largava Cardozo, sobrando Fellipe Lopes quase como um extinto libero."

master kodro

6 comentários:

Pedro disse...

Sempre é melhor do que as declarações do próprio gatu...Pedro Henriques q diz q não lhe interessa que antes tenha existido falta sobre Miguel Vítor pq o q quis saber era se a bola tinha batido ou não nas mãos do Vítor...

:)

pitons na boca disse...

Uma coisa é puxar a brasa à nossa sardinha, outra diferente é desvirtuar a realidade para se ter razão.
Se não gosto que o façam noutros clubes (normalmente acontece mais a norte) detesto que o meu o faça... e nesta jogada nem é preciso desvirtuar nada para se ter razão, basta ler as regras.

Gomez disse...

- Caros senhores .... o que eu vi foi o Miguel Vitor com as mãos a enviar a bola para o Cardozo ... (depois é que acabou de cair e levou as mãos à cara)... será que a minha televisão mostrou outra coisa diferente do que vocês viram????????

jose disse...

Sei que é chover no molhado, mas a verdade é que o Cardozo recebe a bola passada com a mão, o que contraria as leis do jogo. Só não vê quem não quer.

pitons na boca disse...

Dois pontos:

- há diferença entre "passar a bola com a mão" e "a bola bater na mão";

- a "lei" em causa tem lá uma palavrinha muito bonita e fácil de perceber que é "intencional" (e até acredito que esta palavra tenha ido lá parar de forma "intencional").

Só não vê quem não quer.

Marco Lopes disse...

Com as costas!?!?!?!? Pensei que tinha sido com o pé!