quarta-feira, dezembro 03, 2008

Play it again, Sam # 9 - Interpol

Não, não escolhi a banda para voltar a falar de Veiga, nem o título da música é dedicado ao coitado do Joaquim, até porque há quem, por ali, tenha mãos, ou o dedo, pelo menos, bem rápido (sabemos de fonte segura que o Rui só queria um donut). Não é nada disso, é só música da melhor. Sabem que eu gosto de vos dar música, não sabem?

Tema: "Slow Hands"
Álbum: "Antics", 2004
Interpretação: Interpol



master kodro

11 comentários:

galvao99 disse...

Um grandissimo som de uma das boas bandas da década.

O Rui estava so a apontar uma coisa na parede. Já no Bessa, a época passada, as paredes tambem estavam sujas.

JNF disse...

Ainda bem que o Cajuda não vocifera na cara dos 4ºs árbitros.

Uf...

Littbarski disse...

Também podia ser o Wrecking Ball. Embora, pessoalmente, goste mais desta.

master kodro disse...

É uma tendinite já dos tempos de Florença, galvão.

JNF, não sei se o Cajuda gosta de donuts, nem me vais ver a defender ninguém que goste de donuts. Só sei que nunca gostei dele, embora lhe reconheça os méritos do que fez nas duas últimas épocas, que foi bom e magnífico, respectivamente.

E as ligações possíveis ao nome da música, littbarski? Tinha que ser esta.

Pedro disse...

Sim...se fosse umas lambadas como noutros tuneis mais a norte é q estava bem...

Pedro Santos disse...

Muito bom. Quanto ao dedo, penso que é uma lesão antiga. Ficou assim, a apontar... Não vamos deixar de acreditar que o Costa é um poço de virtudes!

pitons na boca disse...

A melhor desse álbum é sem duvida o Evil (ok, a melhor na minha opinião).

Uma coisa há que reconhecer, o frango do Quim fez com que se branqueasse o que aconteceu naquele minuto 79, e que poderia ter mudado de forma cabal o jogo. Se fosse do outro lado da 2ª Circular nem quero imaginar como teria sido aquela conferencia de imprensa de pois do jogo.

Se num passado recente se andou a enviar DVD's aos órgãos "superiores" do desporto português, este ano parece estar mais calmo, talvez por acção do tão mal-amado (por aqui e por outros lados também) Rui Costa ou por causa das posições dos eternos adversários...

Littbarski disse...

Tens razão, master kodro. O Joaquim não tem as costas tão largas (nem as mãos tão lentas - as bolas é que são muito rápidas). Além disso, talvez fosse um pouco exagerado comparar a delicadeza com que o Deus Rui se dirige aos árbitros, nos túneis, com uma bola de demolição ou associar de alguma forma a palavra obstáculo ao ex-aliado 1 de LFV. Mas que queres, a "tua" já estava escolhida. E muito bem escolhida.

master kodro disse...

Nice, littbarski. Tens mail?

Littbarski disse...

Enviei para e-mail do 442.

master kodro disse...

Boa, já lá vou ter.