sábado, novembro 01, 2008

O jardim de Rodin # 2 - A auto-finta

Aqui há uns dias, enquanto decorria a segunda mão do Vitória x Portsmouth, tive a oportunidade de mostrar ao kovacevic um daqueles pormenores do futebol em que parece que só nos é que reparamos e que só ganham valor quando partilhados e validados por outros olhos. Andrezinho, o lateral direito do Vitória, quando confrontado com um atacante, não espera pela decisão do oponente e lança-se ao chão, para a frente (quando consegue, porque na maior parte das vezes é mesmo só para baixo), em tesoura (na imagem está apenas o resultado final de um desses lances), dando ao adversário todas as possibilidades de escolher o que pretende fazer com essa informação: tocar a bola para o lado e contornar o defesa caído; ou tocar a bola para o lado e esperar a falta. Como não acreditamos na falta de inteligência do jogador (sem provas científicas consistentes, porque acreditar, acreditamos), até porque, segundo rezam as bíblias do desporto nacionais, o Maestro pensou na sua contratação após a venda de Nélson, vemos neste gesto, tantas vezes repetido, uma jogada psicológica arriscada, uma inteligente transferência de responsabilidade acrescida para um adversário que já tem a mente preenchida com o peso da decisão relativamente ao que executar naquele momento. Deve ser isso, deve.


Mas a incapacidade de Andrezinho para defender, para marcar um adversário convenientemente, não se limita à auto-finta. O seu manancial de truques que desarmam (psicologicamente, porque na bola nem toca) o adversário menos informado estende-se aos voos nas costas dos adversários. Ora vejam este exemplo aqui em cima. Tem lógica, não tem? Não ficamos com a sensação de que Andrezinho vai conseguir ficar com a bola com limpeza? Este movimento é conhecido como o voo 11 (reparem na admirável verticalidade conseguida entre os joelhos e os pés). Mas há mais. E só de pensar que o próximo adversário directo de Andrezinho é um atacante com a categoria, a velocidade, o poder de drible e a vontade de decidir partidas de Jose Antonio Reyes, começo a imaginar que amanhã haverá uma série de episódios extremamente deprimentes em Guimarães.


Se sobreviver a Reyes, Andrezinho ainda vai ter uns minutos finais com o seu oponente desta fotografia, Di Maria (adivinhando-se mais umas aventuras interessantes), em mais um apanhado de uma variação das acrobacias do lateral direito mais aerodinâmico da Liga Sagres: o voo 4. Observem como Andrezinho se esforça para nos provar a sua sobriedade, como que dizendo que ele está bem, que aquilo é mesmo assim. Pois é Andrezinho, o problema é mesmo esse... Mais vai sem medo, Andrezinho. Porque se alguma coisa correr mal, se, por exemplo, fores expulso, não te preocupes, porque temos lá quem te substitua condignamente. O Luís Filipe está sempre pronto para fazer uma perninha (de pau) atrás.
master kodro

7 comentários:

Helder disse...

mk, desculpa o off-topic mas procurei e não encontrei. não há Xanana Cup este fds? (Repara como a dignidade da prova aumenta exponencialmente com o nome em inglês :P)

master kodro disse...

Este fim-de-semana é folga dos concorrentes e minha. Esqueci-me de deixar ali ao lado o calendário, mas a pausa foi (bem) prevista.

Para o ano adopto a tua óptima sugestão. Este ano vai ficar TLX, porque de outra forma tinha que alterar tudo...

Vimaranes disse...

Se o problema a defender fosse só do lado direito...

master kodro disse...

Claro que também temos o grande Gregory com as suas acções decisivas (para o adversário), mas estes gestos são extremamente peculiares, porque repetidos.

Já vi que estás como eu, surpreso com o Luciano Amaral desta época, vimaranes. Onde é que ele andou até agora?

Vimaranes disse...

Não sei francamente. E nisso tirou o chapéu a Cajuda que acreditou em quem eu nunca vi uma ponta de qualidade. Contudo continua a estar longe de ser muito seguro defensivamente e por isso ainda não estou totalmente convencido. Preocupado apenas pelo facto de ser ele o melhor da defesa. É sintomático.

cparis disse...

Foi Reyes que não sobreviveu a Andrezinho. Nem Reyes nem a cara de Suazo. És capaz de ter mais fotos para a colecção.

RA disse...

basta estar conotado com o Maestro e com o SLB, para dar nisto...