quinta-feira, novembro 20, 2008

Dúvidas de quem quer atirar pedras, aparentemente

Está aqui, lonstrup. E fui eu que o escrevi, não o katanec.

ps - para quem quiser fazer mais comparações para atirar pedras, informamos que não escrevemos absolutamente nada na sequência do jogo particular em que Portugal perdeu na Dinamarca por 4x2, disputado a 6 de Setembro de 2006. No 0x3 caseiro contra Espanha, em 2003, ainda não havia blog. Pode ser que assim tenham mais matéria para fazer comparações entre as críticas que se fazem agora com as que se fizeram antes, em circunstâncias semelhantes (esta palavra vai causar problemas, aposto).

master kodro

25 comentários:

JABT disse...

Então e onde andam as críticas ao seleccionador nacional que costumávamos ver por aqui?

Atenção que eu sou contra a demissão do seleccionador nacional. Contrataram-no, têm que lhe dar tempo de mostrar o que vale.

master kodro disse...

Onde, JABT? Estás mesmo a perguntar "onde?"

Vamos por partes. Post:

"Mas não há como disfarçar o desastre. Desde 1955 que Portugal não sofria seis golos numa partida. Os desaires sucedem-se de forma preocupante. A prestação defensiva foi patética, com exibições catastróficas de Bruno Alves e Paulo Ferreira. Ronaldo não existiu. Aqui e ali, salvaram-se Deco e Simão. Porém, este jogo e esta exibição foram estupidamente penosos."

Não como disfarçar o desastre. Os desaires sucedem-se de forma preocupante. Este jogo e esta exibição foram estupidamente penosos.

Tu perguntas "onde?". Mas há mais.

master kodro disse...

Comentário meu:

"fiquei a perguntar-me porque é que a ganhar 1x0 e com um avançado móvel, era o Brasil que conseguia jogar sistematicamente em contra-ataque. Queiroz está a falhar completamente na gestão da atitude geral da equipa, mesmo quando consegue pô-la a jogar como quer. O que é pior ainda."

E tu perguntas "onde?".

Nem sei o que te dizer, sinceramente, depois dessa intervenção. Não há como qualificá-la.

JABT disse...

Desculpa a intervenção inqualificável, mas não me parece que o post do Katanec seja uma crítica que chegue aos calcanhares das que já vi noutros tempos por aqui. No post encontro críticas à defesa e alguns jogadores.

Quanto ao teu comentário, não o tinha lido, não tenho tempo para ler todos os comentários. De qualquer forma não me referi a críticas em comentários, referia-me a posts.

Inqualificavelmente, continuo com a mesma opinião.

master kodro disse...

Agora que já leste o comentário, não o comentas e continuas com a mesma opinião.

"Por aqui" é só posts, não é? Mesmo que já tenhas lido o comentário. É só para ficar a saber.

E continuas com a mesma opinião sobre a nossa opinião, o que me parece muito importante.

leaoconselheiro disse...

A burrice da Selecção na primeira parte foi primária. O Brasil não marca 1 golo a equipas fechadas e nós resolvemos ser o Xanax canarinho. Pegamos na bola e, sem pensar, demos-lhes jogo que eles queriam. (MK, fez-me lembrar o jogo recente do vitória com o benfica em que o vitória ofereceu o mesmo doce).

Mas a goleada só surge pela atitude da segunda parte em que o Brasil trocava a bola como lhe apetecia que ninguém metia o pé.

Mk,
O que ainda não se viu aqui foi o que é que se acha que ele devia fazer (para além das criticas à última convocatória)

master kodro disse...

Exactamente, leão conselheiro. Na primeira parte (o resto não vi), aconteceu exactamente o mesmo do que no Vitória x Benfica. Dar ao adversário, que é teoricamente mais forte, a possibilidade de fazer um jogo que devia ser o nosso. Para perder já bastava a qualidade das equipas, num e noutro caso, escusava-se de potenciar as diferenças com uma estratégia táctica deprimente e preocupante.

JABT disse...

mk, não tenho comentários a fazer ao teu comentário. Concordo com ele, embora me pareça que a resposta ao Yazalde, mais não é do que querer desculpar este seleccionador com os maus resultados do anterior.

O comentário que tinha a fazer era sobre a diferença de acutilância entre os comentários de hoje e os de outrora, no que ao seleccionador diz respeito. E é nisso que mantenho a minha opinião.

Filipe disse...

A segunda parte foi pior, como aliás se viu pelo resultado (levámos 4-1).

A diferença entre Scolari e Queiroz é que o Scolari apesar de também ter levado uma cabazada ou duas, às vezes ganhava uns joguitos. O Queiroz não tem nenhum resultado para contrapor aos empates com a Albânia e à goleada face ao Brasil.

O Bruno Alves é claramente um caso de estudo. Face ao Arsenal e agora face ao Brasil foi patético. Tenho curiosidade em vê-lo em acção novamente frente ao Arsenal para percebe se é apenas um jogador para consumo interno.

master kodro disse...

O Yazalde quer fazer uma comparação. Fala nos 4 jogos sem ganhar que não aconteciam antes. Aconteceram. O que merece reparo é o que eu escrevo, porque estou a desculpar o presente com o passado.

O Yazalde critica o presente em comparação com o passado, passa uma esponja na realidade do passado e a minha frase é que merece reparo.

Já percebi que não interessa o que eu escrevo, que foi "Queiroz está a falhar completamente na gestão da atitude geral da equipa".

O que interessa é a tua opinião sobre o que eu escrevo, seja o que for. Começo a ficar um bocado cansado de dar para esse peditório.

Yazalde74 disse...

MK,

Tens toda a razão em teres referido que com Scolari também estivemos 4 jogos sem ganhar. Erro meu! Quanto aos 6 golos sofridos, é incontestável...

Infelizmente, mantenho todas as observações que tenho feito. Os meus piores receios sobre a selecção pós-Scolari parecem estar a confirmar-se. Mas espero que seja só uma fase de transição má e possamos recuperar... Porque a verdade é que mais um mau resultado na qualificação, praticamente tira-nos do Mundial.

Aproveito e cito comentário que me parecem expressar muito bem o que me parecia ser o absurdo de certas críticas que se faziam a Scolari e da sobrevalorização irrealista dos nossos jogadores e selecção: "O que vale é que para os Anti-Scolari que tanto barulho faziam, qualquer treinador era campeão da Europa e campeão do mundo com estes jogadores." ou "Nós temos 1 jogador que pode ser o melhor do Mundo - CR. E o Brasil? E quantas vezes colocam jogadores nas primeiras 3 posições neste tipo de votações? E nas primeiras 5, 10? Há Selecções que como equipa e individualmente nos são superiores."

Pois... É isso mesmo. Como sempre disse, temos sim alguns dos melhores jogadores do mundo e podemos formar uma das selecções mais fortes, mas sempre, sempre, numa segunda linha depois de países com muito maior tradição, palmarés, quantidade e qualidade à disposição.

Daí que valorize ainda mais o trabalho de Scolari que, os factos demonstram, foi o único seleccionador a colocar-nos consistentemente nas grandes competições com resultados de óptimo/bom nível. Parece que as pessoas têm memória curta e muita falta de humildade... Espero que não seja preciso estar novamente fora de umas quantas competições para se aperceberem disso!

Filipe disse...

Mk, os 4 jogos aconteceram antes, mas aí o Scolari tinha margem de manobra devido a resultados anteriores. Tínhamos o muito mau mas também tínhamos o muito bom.

O Queiroz tem uma qualificação falhada na passagem anterior pelos séniores, e nesta passagem vitórias face a Malta e ilhas Faroé.

Apesar disso acho que deve ficar até que a qualificação seja matematicamente impossível.

master kodro disse...

Tanto é incontestável que não o contestei, yazalde. Tal como todas as críticas que agora fazes (e que eu faço) têm o mesmo intuito que as críticas que se faziam antes: pôr a selecção a ganhar e a jogar bem; tirar o melhor rendimento do excelente naipe de jogadores que temos.

JABT disse...

mk, mais uma vez, parece não teres percebido. Não é a minha opinião sobre o que escreves que interessa. No caso, a minha opinião foi sobre o que não escreves hoje e o que escreveste antes.

Sobre a tua opção de responderes ao Yazalde, também não tenho comentários, apenas disse a minha interpretação à tua resposta.

Como já estás a ficar um pouco cansado desta discussão, o que considero natural visto que te deve ser incómoda, não vou insistir mais no assunto.

No entanto, fico a aguardar as críticas incisivas ao seleccionador, como tem sido apanágio deste Blog.

master kodro disse...

JABT, o único problema desta conversa é que estás à espera disto:

"Queiroz está a falhar completamente na gestão da atitude geral da equipa, mesmo quando consegue pô-la a jogar como quer. O que é pior ainda"

E isto já foi escrito e tu continuas a não querer ler.

O resto das críticas que se fizeram a Scolari vais continuar a ter que esperar, em princípio (nunca se sabe, cá estaremos se for caso disso), porque Queiroz não me parece ser gajo para agredir um jogador adversário, dizer que um comentador é uma bosta ou insinuar que os jogadores de outra selecção se doparam para explicar um resultado menos simpático.

José Leal disse...

Kodro,

Só para dizer que o lonstrup sou eu.

A minha curiosidade estava relacionada com a estrutura da análise, não com o conteudo.

Se havia análises tácticas, críticas específicas a algum jogador etc.

Aquilo ontem, sinceramente nem merece análise. Uma equipa desorganizada e que aparentemente foi apanhada de surpresa pelo sistema de jogo brasileiro. Existem escolhas/exibições individuais que concorreram muito para o resultado.

Acho também que não vale a pena falar do Scolari, porque concerteza ele não anda a ver jogos de Portugal nem está preocupado connosco.

Importa sim perceber de uma vez as limitações da nossa selecção, enfrentar a realidade ainda que dolorosa, que temos cada vez menos inspiração e mais transpiração.

Se continuarmos a viver no mundo da fantasia vamos levar mais socos destes.

Devo confessar que não acompanho a selecção com entusiasmo. Não reconheço capacidades ao Queirós, apesar de ainda ter chegado a ter a esperança de ele operar importantes mudanças. Prevendo o descréscimo de qualidade e experiência da nossa selecção desejava que ele tivesse tentado um novo esquema táctica, de modo a "criar" novas soluções para os nossos problemas.

Mas mais do mesmo tacticamente.

galvao99 disse...

MK, a pior crítica que posso fazer a Queiróz, é que jogou da mesma forma contra Albania e Brasil. E para isso, temos treinador para quê? A responsabilidade é dele, a 100%.

Quanto ao resto é tudo óbvio, mantem o seu toque de midas ao contrário. Faz tanta aflição, que às vezes preferia que ele não fosse tão educado. É que nem vontade dá de o críticar, tal a falta de atitude.

Esta selecção mais do que exasperar, constrange. E, mais do que isso, consegue transformar bons jogadores em jogadores banais.

Pepe fez o pior jogo que já lhe vi fazer; Bruno Alves nem cotoveladas deu para intimidar; Deco faz 2 passes para golo, mas pouco mais; Maniche viu-se ultrapassado pela esquerda e pela direita; Simão, um dos melhores, teve que saír, estou para saber porque; Cristiano Ronaldo é um anuncio publicitário a fingir que joga futebol; e os outros, de Quim a Paulo Ferreira, passando por Nani e Tiago, creio que não se podia esperar muito mais.

Depoi há Manuel Fernandes, que de titular passou a bode expiatório nao convocado; Makukula joga na intercalar; Patricio começa a ser alternativa a Quim, e isso nao me acalma o espirito.

Enfim, dias melhores virão...

david disse...

"fiquei a perguntar-me porque é que a ganhar 1x0 e com um avançado móvel, era o Brasil que conseguia jogar sistematicamente em contra-ataque"

E a culpa é do Queiroz? Eu vi o jogo e vi-o muitas vezes a dar indicações lá para dentro, já te perguntaste se foi aquilo que ele pediu para fazerem ou será que eles não foram capazes de fazer o que lhes foi pedido?

david disse...

"O Bruno Alves é claramente um caso de estudo. Face ao Arsenal e agora face ao Brasil foi patético. Tenho curiosidade em vê-lo em acção novamente frente ao Arsenal para percebe se é apenas um jogador para consumo interno."

Mas há dúvidas? Esse aqui pode fazer o que quer, lá fora baixa os cornos porque sabe que à mínima vai tomar banho.

katanec disse...

Caro JABT, o que disseste é motivado ou pelo desconhecimento deste blogue ou por má-fé. O post que escrevi é obviamente crítico de Queirós, como já tinha sido o que escrevi depois do 0-0 com a Albânia, em que responsabilizava Queirós por muito do sucedido.

Além disso, repito pela milésima vez, acho imbecil esta barricada ideológica que Scolari deixou e enquanto continuarmos a ler comentários do género "e o burro sou eu?" não vamos lá.

Poderei criticar Queirós por ser uma idiota como treinador, mas como terás reparado, muitas das críticas que aqui se fizeram a Scolari não está directamente ligada a questões técnicas, tácticas ou sequer futebolísticas. Considero-o uma pessoa mal-educada, com pouca ou nenhuma cultura democrática, e que fez muito mal ao futebol português a vários níveis.

Já sei que agora vão-me chatear com os resultados, mas repito: Scolari fez mal ao futebol português, a níveis psicológicos e técnicos (vejam a balbúrdia que anda pelas camadas jovens) que vão deixar marcas. E teve condutas inaceitáveis como seleccionador nacional, a meu ver.

Podemos agora começar a falar de Queirós e do futuro da nossa selecção? Já era hora...

luissm disse...

Katanec,

Não, por favor não!

Falar de Queiroz e do futuro da nossa selecção A, não!

Com Queiroz a nossa selecção A não tem futuro.

O tipo que continue a reorganizar as camadas jovens que para isso ele parece bom.

PS: É mesmo a única forma que encontro de o ligar à selecção A. É através dos jogadores que ajude a formar.

nm disse...

Eu, sinceramente, acho que já é altura de deixar de comparar o Prof. Queirós com Scolari, até porque me parece demasiado lisonjeiro comparar o agora seleccionador com um treinador campeão do mundo e vice-campeão europeu, só para citar uma parte do palmarés. A verdade nua e crua é que há muito tempo que a selecção não transmitia sensações tão más aos portugueses. Até por isso, seria mais justo compará-lo com o Oliveira, mas esse ao menos levava as equipas às fases finais. O tempo dirá se se pode dizer o mesmo de Queirós, mas, por este andar, nem com a Senhora de Fátima com a Senhora de Caravaggio como adjunta lá vamos.

nm disse...

"O resto das críticas que se fizeram a Scolari vais continuar a ter que esperar, em princípio (nunca se sabe, cá estaremos se for caso disso), porque Queiroz não me parece ser gajo para agredir um jogador adversário, dizer que um comentador é uma bosta ou insinuar que os jogadores de outra selecção se doparam para explicar um resultado menos simpático".

MK, queres mesmo falar da "bosta"? Não foi o Prof. Queirós que se queixou da "merda" depois de falhar uma qualificação e acabou por aceitar, ao que se parece, quando a "merda" é a mesma? E, sim, o Queirós é muito diplomático, sim sr., capaz de reconhecer que se excedeu a insultar o presidente do Sporting quando não era seleccionador, mas também capaz de desconsiderar muitos dos que antes muito deram à selecção (Ricardo e Scolari, por exemplo).

master kodro disse...

nm, vou deixar de comentar comentários destes. Comparar o que escrevi com o que tu escreveste é falar línguas diferentes e não temos dinheiro para contratar um tradutor.

Interior-Direito disse...

Queiroz consegue bater recordes negativos atrás de recordes negativos e, a mim, parece-me que há uma questão de que ainda ninguém se lembrou: onde está Nelo Vingada? Foi com ele que Queiroz conseguiu ganhar algo palpável (não tacitas e supertacitas). Que tal uma petição para que o grande adjunto volte ao lugar que sempre foi seu?