domingo, novembro 23, 2008

batalha naval

0. Antes de mais, a academia no site da UEFA: aqui.

1. Sem grande esforço, qualquer sportinguista se lembra de vários jogos nos últimos anos que acabaram com duas ou mais expulsões de jogadores leoninos. De Peixe a levar dois amarelos em quinze segundos na Madeira até Martins dos Santos a amputar paulatinamente o onze de Boloni num clássico frente ao FC Porto, os exemplos abundam. Um exercício de memória mais difícil para águias e dragões, sem dúvida alguma.

2. Tanto Derlei como Caneira foram tolos e puseram-se a jeito para serem expulsos. O problema é que não vamos ver Artur Soares Dias exibir semelhante rigor nos próximos tempos, caso contrário nenhum jogo apitado por ele terminará sem vermelhos. É a eterna questão da coerência de critérios. Ou falta de.

3. Rui Patrício repetiu a imagem de segurança. Até chegar ao total de enterramentos assinados por Ricardo a margem ainda é enorme. E não concordo que tenha culpas no golo da semana passada. Liedson está em forma, o que é sempre meio caminho andado.

4. Acabaram nove, dos quais seis saíram das escolas do Sporting. E deram conta do recado.

5. Pela negativa, o modo como se está a sobrevalorizar uma vitória sobre um adversário chamado Naval. Totalmente desproporcionado.

6. O Sporting alcançou a quinta vitória no campeonato, a terceira por 1-0. Na Taça de Portugal ganhou em Leiria por 1-0. Na Liga dos Campeões tem três vitórias, duas das quais por 1-0. No total da época: dez vitórias, seis vezes por 1-0.

7. Esta é a edição 75 do campeonato nacional. Até hoje, o número de campeões com duas derrotas em casa - tantas como tem o Sporting - é de três.

8. Esforço, devoção e dedicação: esta parte os súbditos de Paulo Bento já aprenderam, reconheça-se. Ninguém pode acusar os jogadores do Sporting, pelo menos nesta época, de não darem tudo em campo.

kovacevic

12 comentários:

ilustre.anonimo disse...

Num post a um jogo em que os 2 primeiros parágrafos são sobre o árbitro... é o chamado efeito Paulo Bento.
Em relação ao jogo o Sporting venceu com toda a justiça, com mais ataque quando 11 para 11 e com muita coesão táctica e abnegação quando 9 para 11.
Derlei e Caneira continuam a fazer do mesmo - Paulo Bento não vê assim - e isso não foi culpa do A. Soares Dias. Como não serão todos os outros casos de indisciplina e falta de profissionalismo.

P.S. A arbitragem não foi ao nivel da de Bruno Paixão (miserável para ambos os lados - Paulo Bento pensa algo diferente! -), Soares Dias cometeu 2 erros graves (expulsão perdoada a carlitos e penalti não assinalado de Polga sobre Marcelinho).

JLC disse...

Há atitudes que marcam. E ver o izmailov ir buscar as forças que ainda tinha, aos 90 minutos, pra mandar um sprint sem ser acompanhado, só para que passassem mais alguns segundos é um deles.

A Liedson falta alguma concentração a passar a bola. O lance a terminar a partida foi muito bom, merecia.

E fico feliz por um post sobre o sporting. Com ironias, com criticas a paulo bento, mas sobre o sporting. Começam a ser raros os posts que não falam do sporting porque, por mero acaso, o paulo bento tem contrato connosco.

Depois de arbitragens polemicas, o arbitro decide dar um amarelo ao patricio, na primeira parte, por fazer o mesmo que todos os gr's. Mostra boa vontade, e mostra que parece que querem atenção.

Leão de Alvalade disse...

2 notas de opinião diferente:

1-Quem viu Liedson na semana passada dificilmente diria que estaria em forma. Ontem foi igual ao que é normal nele. Falta pois continuidade para decretar a boa forma.

2-Na semana passada Patricio ficou mal na fotografia, dando a sensação que a luva estava furada. Perdemos um ponto. Ontem, por ele, ganhamos pelo menos 2.

Quanto aos 6 das escolas parece-me mais um acaso do que resultado de uma estratégia como digo "aqui"

leaoconselheiro disse...

"No total da época: dez vitórias"

Facto.

Sporting: 16 Jogos - 10V Vitórias
FC Porto: 15 Jogos - 7V Vitórias
Benfica: 14 Jogos - 7V itórias

Factos!

O único problema é a valorização que se dá a cada uma das vitórias.

EntradàVirilha disse...

Para mim, o mais estranho mesmo, foi o árbitro mostrar amarelo ao Rui Patrício por perda de tempo e depois não dar tempo de desconto

Virgílio Bernardino disse...

Arre, porra!

Depois de duas expulsões em jogadas que outros cometem em quase todos os jogos e passam impunes, um penalty marcado (again) pelo arbitro auxiliar (pronto a levantar a bandeirola) que o árbitro principal logo se encarregou de confirmar, num tipo de lances passivel de ser interpretado como casual, como de resto, já se viu e reviu em multiplos exemplos, ainda existe o descaramento, o desmplante de virem alegar que o SCP foi beneficiado...

É preciso muito mais que ter lata...

david disse...

"Um exercício de memória mais difícil para águias e dragões, sem dúvida alguma."

Só assim de carola lembro-me da 1ª jornada com o Boavista, Petit, Nuno Gomes e Manu na rua no mesmo jogo, mas isso não interessa nada.

O que interessa é que o Sporting venceu e foi um justo vencedor.

Foram muito bem expulsos, os penaltis só não são estranhos quando são a favor...

conselheiro,

Sporting:
16J 18GM 10GS

Porto:
15J 21GM 16GS

Benfica:

14J 24GM 14GS

A questão do Kovacevic passa mais por aqui.

leaoconselheiro disse...

"Até hoje, o número de campeões com duas derrotas em casa - tantas como tem o Sporting - é de três."

Não fui confirmar todos os anos, mas não duvido que seja verdade. O que falta dizer, no entanto, é que essas 3 vezes foram 1997, 2005 e 2007 (ou seja 2 dos últimos 4). Ou seja, anos recentes. Isto acontece porque hoje o factor casa é muito menor do que no passado.

Isto só para que não passe uma ideia de que será um feito histórico se o campeão (sporting ou não) vier a ter 2 derrotas ou mais em casa.

leaoconselheiro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
leaoconselheiro disse...

David,

Creio que a questão que levantas é a de que o Sporting marca menos e sofre menos.

É verdade e é aí que discordo em absolutos com o Kovacevic (e outras pessoas), quando digo que a única maneira do Sporting poder pensar no título é pensando em primeiro em defender bem. E, para o justificar, levanto aqui uma questão que repetidamente é ignorada nas análises comparativas que se fazem (nomeadamente aqui).

É que para se atacar bem, muito mais do que para se defender, é preciso qualidade individual. Ora, os grandes reforços do Sporting nos últimos 2 anos foram Derlei e Postiga, 2 "rejeitados" nos nossos rivais. O Benfica, por exemplo, está prestes a dispensar um avançado que custou 4 milhões de euros há menos de 1 ano, algo que o Sporting nunca na sua história dispendeu por 1 avançado.

No futebol, não há milagres (ou porque é que os grandes europeus o são?!). É verdade que o Paulo Bento nunca se queixou destas diferenças (ao contrário de outros que passam a vida a pedir tempo quando lhes foi dado tudo), mas se quisermos ser objectivos e rigorosos temos de olhar para as coisas como elas são.

david disse...

conselheiro, já vi que é impossível debater contigo, para ti, mesmo que esteja mal como é o sporting está bem e os outros todos mal.

é muito simples, a taça já era, e no campeonato estão a 6 do 1º.

Isto tendo noção que em condições normais na europa só há mais 4 jogos a fazer.

Mas também sou adepto do 1-0em vez do 1-1, 2-2 ou 3-3.

leaoconselheiro disse...

Boa argumentação, David.