domingo, outubro 12, 2008

Suécia 0 x Portugal 0

Um resultado positivo contra um adversário muito difícil, seguramente o mais forte que Portugal enfrentou numa fase de qualificação desde que encontrou a Holanda, em 2001. Na primeira meia-hora os suecos superiorizaram-se, com a defesa portuguesa algo desorganizada. Felizmente, Elmander esteve com pontaria desafinada e Ibrahimovic pouco se viu na finalização. A subida de produção da dupla Meireles/Moutinho coincidiu com o crescimento da selecção nacional, que se libertou de um nervoso miudinho evidente, tendo então partido para uma exibição agradável.

É verdade que dispusemos de poucas oportunidades (contei três), mas na segunda parte não existiu Suécia, com excepção de um remate bem defendido por Quim. Portugal controlou o jogo, exerceu pressão alta com eficácia e fez boa circulação de bola. Mas faltou objectividade nos últimos trinta metros e alguma ambição para tentar chegar à vitória. Queiroz não ajudou neste aspecto, cometendo três erros: não deveria ter retirado Almeida; nem anulado Ronaldo (obrigando-o a jogar entre os centrais); nem retardado a entrada de Danny, um jogador a atravessar um momento de forma excepcional.

Notas positivas para Pepe, Ronaldo e Moutinho. Quim mostrou segurança q.b., tal como Paulo Ferreira. Meira foi muito útil, resolvendo lances difíceis por via de um bom posicionamento. Achei Bosingwa demasiado displicente. Nani e Quaresma fizeram exibições pavorosas. Espera-se que melhorem contra a Albânia, na próxima quarta-feira, em jogo que Portugal é obrigado a ganhar tranquilamente.

katanec

5 comentários:

Littbarski disse...

É impressionante esta aversão ao Quaresma... Ontem, passados 10 minutos de o Quaresma ter entrado, já o comentador do jogo gracejava, dizendo que ele era um bom candidato à saída. Quaresma entrou mal no jogo, Quaresma tomou a opção errada, Portugal precisava de um Quaresma em melhor forma, são coisas que vamos ouvindo. Parece que o Quaresma tem de fazer, em 20 ou 25 minutos, muito mais do que todos os outros no jogo inteiro. O que fez Portugal para merecer ganhar o jogo? Qual a distância entre a exibição agradável de Portugal, mas que cometeu os mesmos erros defensivos que contra a Dinamarca (que a Suécia fez o favor de desperdiçar) e foi muito menos ofensiva, e as exibições pavorosas de Nani e de Quaresma?

ChuckE disse...

Epa, foi um pessimo jogo para quem se quis manter acordado... O Ronaldo n tá bem, e mesmo assim é titular indisc... por mim começa logo aí. O Nani foi, a meu ver, titular justo, numa relação de continuidade com os jogos anteriores, mas produziu mto pouco para justificar o lugar para o próximo jogo, que deve ir para o Quaresma, ainda que a entrada deste não tenha sido feliz. Isto claro, prevendo que o Danny entre pró meio campo, notou-se q andavam ali jogadores no meio campo que não se chegavam á frente, n se aproximavam dos avançados, e o Danny, ainda que a ala, conseguiu alguns lances. No entanto, acho que a frente do ataque devia ser mm o Nani, o Ronaldo e o Quaresma.

O ódio ao Quaresma é facil de explicar. Ele é o puto da escola secundária que nos pregava cuecas sempre. Crescemos com esse trauma. Ninguem fica indiferente ao Quaresma, quer a finta resulta ou falhe, é amor ou ódio. O Quaresma esteve longe de um jogo positivo ontem, demorou a libertar a bola, e colava-se muito á linha no ataque. No entanto, feitas as contas finais, foi dos jogadores mais em jogo na fase final do encontro, fez a abertura para o Ronaldo num lance que podia ter dado golo não fosse o passe para o Nani um pouco atrasado. Teve um centro-remate algo desastrado, mas podia ter marcado um golão naquele lance que todos insistiram em que foi egoista, quando o ronaldo estava marcado por dois e o danny estava ainda a chegar de trás... tão n é de jogador chutar dali?

Fora isso, foi o esperado. Zingwa mais uma vez displicente na selecção (desde o início do euro...), a dupla de centrais do porto 2007 funcionou ao nível alto esperado, o P. Ferreira também cumpriu, o Meira não se mexeu dali, mas ontem resultou, os médios centro não saíram mm dali, do centro... Na frente, há muito para trabalhar, principalmente a nível das combinações. Nani falhou, mas é jogador, Ronaldo n tá bem, o Hugo Almeida não é para ser titular, mas o Queiroz já lá chega. Há Quaresma, mas ainda há Simão também. E, assim de surra, o Danny já justifica uma apostazinha a titular, quem sabe com o Deco...

cparis disse...

Queiroz inverteu a marcha logo de inicio. Tinha dito que para ele seriam chamados os que estivessem melhor, e na conovocatória não foi isso que se viu.
Se não estou em erro, Hugo Almeida jogou mais ontem do que no seu clube desde a última convocatória. Concordo com a sua utilização, só não posso concordar com a atoarda inicial do Queiróz que diz que com ele joga quem está melhor. Com ele joga quem lhe merece confiança, alias como com qualquer selecconador.
Quanto ao jogo, um empate fora contra um adversário directo é sempre um bom resultado.

master kodro disse...

Também não percebo essa questão da exibição pavorosa do Quaresma, mas vou voltar ao assunto amanhã.

Foi um jogo à Scolari, sem risco, sem rasgo, deprimente para quem tem alguns dos melhores jogadores do mundo.

Pedro disse...

"Com ele joga quem lhe merece confiança, alias como com qualquer selecconador"

Na mouche cparis, na mouche.