sexta-feira, outubro 03, 2008

A histeria do costume

Como se previa, restam quatro clubes portugueses na Europa. Antes de uma análise pormenorizada da jornada, que prometemos para amanhã, é oportuno salientar que das 53 federações inscritas só seis têm mais de quatro representantes ainda em prova, ou seja, mais do que Portugal. Seis em 53.

Espero, honestamente, que Rui Oliveira e Costa seja leitor do 442, para me poder explicar como é que Portugal se apresta para ficar fora do top-ten do ranking, algo que aconteceu pela última vez - atente-se - há 26 anos.

O desempenho desolador dos clubes portugueses na Europa, tanta vez apregoado esta semana, resume-se a isto: mais do que nós, só Espanha, Inglaterra, Itália, Alemanha, França e Holanda.

kovacevic

17 comentários:

Filipe disse...

"como é que Portugal se apresta para ficar fora do top-ten do ranking"

Estamos em nono. O único país que temos hipóteses de ultrapassar é a Holanda. Em compensação podemos ser ultrapassados pela Turquia e Ucrânia. Com a Turquia estamos em empate técnico e a Ucrânia está com muito mais pedalada que os portugueses.

É contudo pouco provável, sobretudo depois do apuramento do Benfica. Mas convém que Porto e Sporting não facilitem face aos turcos e ucranianos.

LC disse...

Pois bem, ter lá mais equipas não é sinónimo de pontuar mais, especialmente com equipas em fases de grupos.
esta jornada trouxe-nos apenas 5 pts, ve la quantos fizeram turcos, ucranianos e holandeses.

katanec disse...

Caro Filipe, a ver se nos entendemos. Primeiro: que eu saiba, "nono" é dentro do top ten. Além disso, o nono e o sétimo, no figurino actual do ranking, são idênticos.

Segundo: "com a Turquia estamos em empate técnico". Isso é um palpite? Um desejo? Uma intuição? Neste momento, Portugal tem mais 3.129 pontos que a Turquia. Turquia essa que só tem duas equipas em prova, contra quatro portuguesas. Empate técnico?

Terceiro: a Ucrânia está a ter um bom ano, mas isso deriva em parte das prestações nas pré-eliminatórias. Contudo, mantém-se a quase 3 pontos de Portugal e tem menos equipas em prova (embora divida os pontos por quatro). Pode ultrapassar-nos? Pode. Mas mesmo assim Portugal ficaria pelo menos no top ten.

Conclusão: a possibilidade de ficarmos fora do "top ten" este ano é estatisticamente próxima de zero. Zero.

LC disse...

Aí estou completamente de acordo.

katanec disse...

Caro Lc, por favor, dá-nos o desconto. Nós não somos génios matemáticos, mas procuramos certificarmo-nos do que escrevemos.

Escreves que "esta jornada trouxe-nos apenas 5 pts, ve la quantos fizeram turcos, ucranianos e holandeses".

Esta jornada não nos trouxe 5 pts. Trouxe 7 (1 no ranking).

Os turcos fizeram 4 pts (1 no ranking). Igual a nós, portanto.

Os ucranianos fizeram 4 pts (1 no ranking). Igual a nós, portanto.

Apenas os holandeses fizeram bem melhor (9 pts, 1.5 no ranking). Mas os holandeses já estavam à nossa frente, em todo o caso.

Filipe disse...

Katanec, pensei que te estavas a referir ao artigo que falava em Portugal cair para décimo em 2010/2011! Nos últimos 4 anos estamos em empate técnico com a Turquia.

Esta época (que define as equipas que entram para o ano), concordo contigo que é muitíssimo pouco provável.

luissm disse...

Por acaso acho que foram 8 pontos. Julgo que a vitória do Vitória de Guimarães conta.

Filipe disse...

O Kiev empatou. O FC Metalist venceu. O Shaktar perdeu. Os ucranianos fizeram apenas três pontos (0.75)

katanec disse...

Obrigado Filipe, por reforçares ainda mais o meu comentário. Luissm, o Vitória só conta empate.

João disse...

Para efeitos de ranking o vitoria de guimarães empatou. Tal como aconteceu aqui há uns anos com o Nacional, que tinha ganho a um dos de Bucareste mas depois no prolongamento perdeu a eliminatória e os pontos para Portugal.

Aproveito para referir que ao contrario do que Cajuda referiu, o Vitoria fez o seu 54ºjogo na Europa. Basta contá-los:

69/70 (4)
Vitoria-Banik Ostrava 1-0 ; 1-1
Vitoria-Southampton 3-3 ; 1-5
70/71 (8)
Vitoria-AS Angoulême(FRA)3-0 ; 1-3
Vitoria-Hibernian 2-1 ; 0-2
83/84 (10)
Vitoria-Aston Villa 1-0 ; 0-5
86/87 (18)
Vitoria-Sparta Praga 2-1 ; 1-1
Vitoria-At Madrid 2-0 ; 0-1
Vitoria-Groningen 3-0 ; 0-1
Vitoria-B.Monchengladbach 2-2 ; 0-3
87/88 (24)
Vitoria-Tatabánya 1-0 ; 1-1
Vitoria-Beveren 1-0 ; 0-1
Vitoria-TJ Vítkovice 2-0 ; 0-2
88/89 (26)
Vitoria-Roda 1-0 ; 0-2
90/91 (28)
Vitoria-Fenerbahce 2-3 ; 0-3
92/93 (32)
Vitoria-Real Sociedad 3-0 ; 0-2
Vitoria-Ajax 0-3 ; 1-2
95/96 (36)
Vitoria-St Liege 3-0 ; 0-0
Vitoria-Barcelona 0-4 ; 0-3
96/97 (40)
Vitoria-Parma 2-0 ; 1-2
Vitoria-Anderlecht 1-1 ; 0-0
97/98 (42)
Vitoria-Lazio 0-4 ; 1-2
98/99 (44)
Vitoria-Celtic 1-2 ; 1-2
05/06 (50)
Vitoria-Wisla 3-0 ; 1-0
Zenit-Vitora 2-1
Vitoria-Bolton 1-1
Sevilha-Vitria 3-1
Vitoria-Besiktas 1-3
08/09 (54)
Vitoria-Basileia 0-0 ; 1-2
Vitoria-Portsmouth 2-2 ; 0-2

Cumprimentos, Joao Cruz

João disse...

Já agora e só para complementar a informação:

Vit Guimarães (Jogos: 54 Vitórias: 16 Empates: 11 Derrotas: 27 Participações na Taça UEFA: 11 Participações na Taça das Taças: 1 Participações na Taça das Feiras: 2 )
Melhor registo:Quartos de final Taça UEFA 1986/87
ESTREIA: 1969/70

Cumprimentos mais uma vez,João Cruz

Miguel disse...

Portugal vai perder 8.166, a Ucrânia vai perder 8.100 e a Turquia apenas vai perder 5.375.

Como Portugal tem uma vantagem de 3pontos sobre estes 2 países, apenas a Turquia está agora na nossa cola.

Os pontos de Portugal são a dividir por 7 e os deles são a dividir por 4.

Ou seja, tudo pode acontecer. Ainda é prematuro vir dizer que vamos saltar do top 10.

http://www.xs4all.nl/~kassiesa/bert/uefa/data/method3/crank2009.html

Filipe disse...

Miguel, esses pontos só saltam para definir 2010/2011, para definir 2009/20010 ainda contam (são os cinco últimos anos). Os comentadores fazem no entanto futurologia a duas épocas, quando se referem a cairmos do top 10 é para 20010/20011.

Convém não perder de vista Turquia e Ucrânia, mas não estamos assim tão mal como isso, pelo menos em relação aos turcos. Duas equipas nos grupos da UEFA é muito bom. Foi pena o calmeirão do Crouch ter chegado "com pernas" ao prolongamento.

leaoconselheiro disse...

Isto era inevitável. Não porque nos andemos a portar mal na Europa - não andamos - mas porque quando se começa a dividir por 5 ou 6 é muito dificil fazer pontos. Para isso era preciso ter uma segunda linha forte no futebol nacional o que, claramente, não existe.

Jaco disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
katanec disse...

Desculpem, mas as confusões continuam. Filipe, tens que estudar a matéria... :) O ranking deste ano não define a colocação de equipas no próximo ano, mas daqui a duas épocas. É assim que funciona.

Quanto a falarmos de 2011 é quase anedótico, porque faltam contar três épocas! Também podemos dizer que para o ranking de 2013 estamos em empate técnico com o Cazaquistão..

Caro leão, "era inevitável que isto acontecesse". "Isto" equivale a quê? Portugal continua no top ten; continua a ter uma equipa a entrar directamente na champions. Continua a poder ter 4/5 representantes na UEFA. Tem os três grandes no top 25 europeu.

Eu sinceramente não percebo o que se pretende... Que Portugal compita contra Inglaterra, Espanha, Alemanha? O nosso lugar natural é na segunda linha, contra holandeses, russos e talvez 2 ou 3 países que por razões circunstanciais ascendem no ranking (roménia hoje, talvez turquia ou ucrânia no futuro). Onde está a crise, a decadência de Portugal na Europa?

leaoconselheiro disse...

"Isto" é Portugal não ser capaz de manter o seu 6º lugar, mesmo havendo boas prestações nos últimos anos.

O que se pretende não sei. Acho que nada, realmente. O que eu pretendia era que o futebol português pensasse numa forma de elevar o seu nível médio que é cada vez mais baixo.