sexta-feira, outubro 03, 2008

E o Leixões vai ser campeão!

1. Costuma dizer-se, em determinados meios, que a objectividade é uma treta. Imbuído deste espírito, o Maisfutebol arrancou este delicioso naco de infotainment, em que descobre que Portugal está em 17º lugar do ranking de clubes da UEFA, se considerarmos apenas esta época. Vejam lá que os rapazes até deram conta que à nossa frente estão colossos como Chipre, Bielorrúsia e Sérvia. Notável. Obviamente, este momento de iluminação deu direito a ponto de exclamação no título. E presumo que terá sido festejado na redacção com garrafas de champanhe.

Infelizmente, nem tudo o que parece, é. Como explicar isto? Fácil: o Leixões lidera o campeonato português - tal como o Nacional da Madeira - e não é por isso apontado como provável campeão. Ou, sequer, como candidato a acabar à frente do Benfica, que segue em quarto lugar. Parece fácil de entender: se faltam 26 jogos para acabar a prova, é um nadinha irrelevante - para o resultado final - abrir a boca de espanto porque o Benfica está em quarto e o Leixões em primeiro. Da mesma forma, se faltam nove meses de competição na Europa, soa um tanto estúpido proclamar que Portugal é 17º e Chipre lidera. Não concordam?

Mais grave, no entanto, é o Maisfutebol ignorar a razão por que Chipre, Bielorrúsia e Sérvia, entre outros, mantêm a cabeça fora de água. E a razão é simples: fizeram toneladas de jogos nas pré-eliminatórias, enquanto os outros países assistiam no sofá. Convenhamos, é difícil arrecadar os mesmos pontos se uns jogam e os outros não.

Por exemplo, o Chipre: os seus representantes somam 14 jogos nas pré-eliminatórias. Portugal soma quatro (dois do Braga e dois do Vitória Guimarães). Dinamarca: 20 jogos nas pré-eliminatórias. Ucrânia: oito. Turquia: oito. Eslováquia: 12. Croácia: 14. Bielorússia: 10. Polónia: 12. Grécia: 10. Sérvia: 14 (e continuamos a falar do número de jogos nas pré-eliminatórias). Há aqui um padrão, não há?

Curiosamente, a Rússia, que realmente é um adversário inalcançável, está em 16º lugar. Ou seja, apenas um à frente de Portugal. Número de jogos dos clubes russos nas pré-eliminatórias: quatro. Vejam só: os mesmos que Portugal e menos que todos os outros referidos no parágrafo anterior. Isto sim merece um ponto de exclamação. Eureka, caramba!

kovacevic

2 comentários:

pitons na boca disse...

A razão é simples, o artigo deve ter sido escrito o ano passado, com se pode depreender da seguinte frase do próprio artigo:

"a exemplo do que sucedeu esta época e vai ainda acontecer em 2008/09"

Um bocadinho atrasados... resta saber se da cabeça ou não.

Filipe disse...

Exacto Kova, a pontuação inclui os jogos de qualificação e as bonificações da CL (3 por equipa).

Descontado as bonificações e jogos de qualificação eis a média de pontos que cada país amealhou:

Inglat. 27/9 3.000
Italia 22/8 2.750
Alemanha 22/8 2.750
Espanha 21/8 2.625
Holanda 14/6 2.333
França 15/7 2.143
Turquia 07/4 2.000
Russia 08/4 2.000
Portugal 12/7 1.714
Belgica 06/4 1.500
Ucrania 06/4 1.500
Chipre 04/3 1.333
Romenia 09/7 1.286
RepCheca 05/4 1.250
Noruega 06/5 1.200
...

Fomos o nono país a amealhar pontos nesta dupla ronda. Não é famoso, mas...