segunda-feira, outubro 27, 2008

Curtas europeias

1. Para o Chelsea, ainda pior do que a perda da liderança para o Liverpool (continuo a não acreditar na consistência dos vermelhos), foi a aproximação de Arsenal e Manchester United (apenas um ponto). Também o Hull empatou com os azuis na classificação e vai ser devidamente testado a meio desta semana.

2. Finalmente, à nona jornada, apareceu a primeira vitória do Tottenham. Pavlyuchenko abriu o caminho para aquilo que se espera que seja uma grande recuperação.

3. Em Itália, Mourinho deixou-se apanhar por Udinese e Nápoles, no topo, depois de empatar com o Génova. O equilíbrio é tal que o sexto, Catania, está a dois pontos da liderança.

4. Em Espanha, o Valência empatou mas não perdeu a liderança. Real e Barça venceram (Eto'o em grande), mas o grande espectáculo veio do Villarreal 4 x 4 Atletico Madrid, com Simão em grande destaque, incerto no marcador até ao fim.

5. Grande reviravolta do Bayern (de 0x2 para 4x2) frente ao Wolfsburg. O Hoffenheim é que não pára de surpreender, despachando o Hamburgo por 3x0 e agarrando a liderança. Hugo Almeida voltou a marcar um golo decisivo que valeu um ponto ao Werder Bremen.

master kodro

7 comentários:

Ricardo disse...

4. Grande Simão! Está nos quatro golos do Atlético.

5. Almeida passa por uma boa fase. Continua a não ser jogador.

Zé Luís disse...

MK, o Liverpool pode não te convencer, mas mereceu mais a vitória do que o M.U. quando empatou, a defender todo fechadinho, em Stamford Bridge.

E há quantos anos os reds não estavam, por esta altura, no 1º lugar?

Após duas derrotas nos jogos iniciais, se não estou em erro, Milan e Barça somam e seguem. Pode-se achar que é fácil, com aqueles jogadores, mas suportar a pressão que sofreram é de calibre de campeões. De resto, na Europa já marcaram as diferenças.

master kodro disse...

zé luis, eu não me canso de dizer que estou espantado. Mas também o estou com o Hull (mesmos pontos do Chelsea), com o Hoffenheim, Udinese, Nápoles, Leixões e Nacional. E quero continuar a espantar-me, mas ainda não acredito...

Zé Luís disse...

... era bom voltar a ver um Verona campeão, um Boavista, um Estugarda, um Mónaco, até um Liverpool - porra, já são 18 ou 19 anos sem o título.

Soube agora que o Redknapp trocou o Portsmouth pelo Tottenham. Ganhou, mas não prevejo melhoria substancial.

david disse...

Eu começo a acreditar no Liverpool. Grande jogo colectivo em Londres!

A Liga Espanhola promete ser espectacular. O Barça e o Real estão a jogar bom futebol, o Valência vai mantendo a consistência e há sempre duelos emotivos e como este Vilarreal - Atlético. O Simão continua a provar aquilo que eu já sabia: é um dos melhores jogadores portugueses da actualidade e poderia discutir um lugar a titular em qualquer equipa europeia. Sempre achei que é um jogador à medida do Mourinho...

Em Itália acredito que o Inter de Mourinho com maior ou menor facilidade será campeão.

Nuno disse...

1. Em Inglaterra, este ano, os 4 grandes estão em níveis muito semelhantes. Acredito que vá ser um campeonato disputado até ao fim e talvez seja o ano de Benitez.

2. Já era hora. O que eu quero ver agora é o que um treinador inglês retrógrado faz com o Modric. Arruma-o numa ala?

3. Em Itália, há competitividade como deve ser. Não é como em Inglaterra.

4. O Barcelona, metade das vitórias que tem, são goleadas das grandes. Mais um campeonato competitivo até ao tutano.

5. Isso, Master. Continua a bater na tecla. De tanto insistires, o Hugo Almeida ainda se transforma em jogador de futebol.

master kodro disse...

Não sou eu que estou a bater na tecla, nuno. É o Hugo Almeida que continua a marcar.