domingo, outubro 26, 2008

Cantinho do Vitória J6

Jornada 6, minuto 67, em vantagem, perante um adversário que parece incapaz de fazer mal a uma mosca (ao contrário do que sucedeu na primeira parte) Cajuda tira Fajardo, médio ofensivo, para pôr em campo o terceiro médio defensivo, Wénio. Dez minutos depois, sofre o empate. Onde é que eu já vi este filme?

Jornada 1, minuto 73, em vantagem, perante um adversário que parece incapaz de fazer mal a uma mosca, Cajuda tirou Marquinho, médio ofensivo, para pôr em campo o terceiro médio defensivo, Wénio. Nove minutos depois, sofre o golo do empate.

É matemático, mas Cajuda deve ser de letras. Hieróglifos, no caso.

O mais espantoso, depois desta exibição, foi ouvir da boca do treinador que a equipa está bem e organizada. Sim, de facto entrou com onze em campo e voltaram ao desenho da temporada passada, depois das experiências pouco conseguidas nos últimos jogos. Mas parece que desaprenderam, porque este jogo só não nos valeu uma derrota - que seria justa - porque o excelente Zé Pedro teve azar num par de lances. E agora, vem aí o inferno.

master kodro

3 comentários:

leaoconselheiro disse...

Mk,

eu ate nem gosto muito do homem mas... caramba!

Com o trajecto que ele tem no clube, com o plantel que tem e com um inicio de época que, sem ser deslumbrante, está perfeitamente dentro do que que é exigivel...

Podias dar-lhe uma folguita, não?

Esta mania (não é tua, é de todos) de centrar tudo nos treinadores já enjoa...

Vimaranes disse...

Plenamente de acordo MK em tudo, E como tu dizes, vem aí o Inferno e se não sairmos vivo dele...

Filipe disse...

O que é o inferno? O Leixões já jogou com Benfica e Porto e está em primeiro...