segunda-feira, setembro 08, 2008

Chalanix dixit

Aqui, a defender a intervenção da FPF: "deve fazer algo por esta juventude portuguesa, não só pelos brasileiros e argentinos, e de outras nacionalidades, porque qualquer dia, ou já actualmente, temos mais jogadores estrangeiros do que portugueses".

Todas estas intervenções são de louvar, mesmo que não se consiga (ou possa) fazer grande coisa sobre o assunto. Mas não há dúvida que o grande Chalana tem razão. Não consigo imaginar o que seria se, por exemplo, algum treinador do Benfica convocasse 6 portugueses em 18 jogadores. Como aconteceu nesta partida, a última oficial do Benfica na época passada. Mas isto são coisas de treinador estrangeiro, tipo Camacho... mas este já lá não estava... Tipo Quique... mas esse ainda não tinha chegado. Não me consigo lembrar do nome do treinador responsável por esta convocatória...

master kodro

26 comentários:

Filipe disse...

Isto está tudo prestes a ser ofuscado por algo que circula já pela internet: o Hulk jogou por três clubes em campeonatos que estão a decorrer.

Lá vamos voltar a levar com tudo o que é especialista na interpretação de uma obscura cláusula de transferências da FIFA.

BAD-RELIGION disse...

Coitado do Chalana... não tinha mais ninguem, eram os jogadores que ele tinha... e mesmo assim ganhou 3-0.

Isto cada vez está mais decadente, era limite de estrangeiros (e sim, brasileiros deviam ser estrangeiros) e meterem uma quantidade de clubes decente, qualquer dia parece a escocia :| já agora um incentivo a quem apostasse nas camadas jovens, e não é só dár guita para as manterem, porque todos têm camadas jovens apenas porque ganham mais guita das Camaras, pelo menos é o que acontece aqui em Abrantes, e agora vê-se, nem podem registar jogadores, claro! nunca usaram os jogadores das camadas jovens, iam buscar gajos que depois não tinham guita pra lhes pagar... enfim...

Ricardo disse...

Bad-religion,

És de Abrantes?

Offshore disse...

calma filipe
http://img154.imageshack.us/img154/9358/hulkinscrioqa7.jpg

Filipe disse...

Vê as regras da FIFA de 2008 em inglês, são essas que contam. Estão disponíveis aqui na FPF, página 9:

"Players may be registered with a maximum of three clubs during
one season
. During this period, the player is only eligible to play
official matches for two clubs. As an exception to this rule, a player
moving between two clubs belonging to associations with overlapping
seasons (i.e. start of the season in summer/autumn as opposed to
winter/spring) may be eligible to play in official matches for a third
club during the relevant season, provided he has fully complied with
his contractual obligations towards his previous clubs."

Tudo indica que o Hulk esteve registado em 4 clubes. Aí o regulamento não abre excepção nenhuma quanto a confederações. O Hulk jogou em dois clubes no Japão e foi transferido para um clube uruguaio de onde veio para o Porto, tudo nos últimos 5 meses.

Ou a FPF tem os regulamentos errados no seu site ou há algo a esclarecer. Também me parece estranho que o Porto não tenha acautelado isto. Contudo, é muito provável ter havido calinada da FPF noutra questão.

O Braga pode ter razões para ser ressarcido caso a questão do Hulk ter jogado por três clubes seja idêntica àquela que foi usada para vetar a inscrição de um dos seus jogadores, e se conclua não haver problemas com o Hulk.

leaoconselheiro disse...

Chalana... que saudades! Aquele 5-3, a recuperação de um segundo lugar que parecia perdido, as gargalhadas no flash interview!

... bem se calhar estou a ser injusto. O Quique também está a fazer um bom trabalho.

Filipe disse...

Leão Conselheiro não sejas mauzinho.

O Quique ainda não perdeu um jogo oficial... se o Sporting voltar a marcar 5 golos em 15 minutos aí podemos compará-lo ao Chalana.

Vitoria-1922 disse...

Orgulho Branco com "Cláudia Bragança"

Esta é uma história de sucesso… de uma jovem que tudo tem dado ao Vitória…

http://www.vitoria1922.com/orgulho-branco-com-claudia-braganca/

Jorge disse...

Quais e que sao esse quatro clubes pelos quais o Hulk esteve inscrito?

Pedro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pedro disse...

Vem aí bronca...

Não há connections, reports, campanhas nem nada?

hehehehehehe

master kodro disse...

Diz lá, pedro, o que te vai na alma. Percebeste alguma coisa ou queres que eu te explique?

androctonvs disse...

5 golos em 15 minutos... lol?

o primeiro golo dos gatinhos foi aos 66 minutos... e o último aos 90 (se é que já não passava da hora). gostava de conhecer a tua professora da primária... lol

foram apenas menos 4 minutos que o real precisou para vos espetar 5 bombocas há bem pouco tempo, à vossa equipa-maravilha desta época, antes de tirar o pé do acelerador... por pena

(e nunca estiveram empatados 3-3 a nove minutos do fim, que giro!)

Filipe disse...

Jorge, o Hulk em Março estava inscrito no Kawasaki Fontale. Essa época no Japão ainda está em curso.

Em Abril passou a jogar no Tokyo Verdy. Essa época no Japão ainda está em curso.

Em Julho foi comprado pelo Porto ao Rentistas. No comunicado à CMVM o Porto diz que foi daí que vieram os direitos desportivos. A época no Uruguai ainda está em curso.

O Porto é a quarta equipa. Nota que os regulamentos de 2005 definiam a questão do número de equipas e contratos de Julho a Junho do ano seguinte, mas isso já não acontece nos regulamentos de 2008, em que se usam as épocas desportivas, com a única ressalva da possibilidade de jogar por três equipas para confederações diferentes (e mesmo aí o Porto pode estar a violar o espírito da lei, que deixa entender que a autorização não é automática).

Isto é exactamente o caso do Braga (4 clubes), e a FPF aconselhou-os a não inscreverem o jogador. O caso dos jogos por dois clubes acontece também com o Ney do Estrela (era apenas o terceiro contrato, e a FPF disse que não havia problemas com a inscrição) mas que não o pôs a jogar e aguarda a decisão da FIFA (de acordo com aquilo que parece ser o espírito da lei).

Ora o Porto não perguntou nada a ninguém, nem aguarda pareceres. Ou há um erro do Porto ou a FPF deu bronca.

androctonvs nunca ouviste falar em exagero? Eu sou benfiquista, às vezes a melhor forma de responder às provocações é com humor.

Filipe disse...

Segundo o record o Porto pediu parecer à FIFA, logo a FPF terá dado bronca no caso do Braga e provavelmente também do Estrela.

androctonvs disse...

ok, sorry.

o record diz que o porto pediu parecer. é o record, por isso metam o saleiro todo.

aaaaaaaaaaaanyway, não é possível o jogador ter vindo do rentistas sem que tenha sido inscrito pelo clube?

Filipe disse...

Continuo a não perceber é como o certificado internacional do jogador veio do Uruguai...

androctonvs disse...

epá ele pode fazer passar o passe (...passe a expressão) por um clube sem que o tenha de inscrever... não?

Filipe disse...

Não é a questão do passe, é o certificado internacional. O clube tem que inscrever o jogador para solicitar o certificado internacional.

Tudo pode não passar de uma falsa questão devido a informações erradas da imprensa. Se o Hulk pertencia ao Rentistas antes da época e foi emprestado aos outros, ou ao Verdi e foi emprestado ao Kawasaki Fontale e voltou depois ao Verdi, só há três contratos. Aí a situação é diferente da do Braga mas é igual à do Estrela.

O departamento jurídico do Porto não deve andar a dormir, sobretudo depois do caso Mateus.

androctonvs disse...

já li que o jogador sempre pertenceu ao Rentistas... de fonte não oficial.

Jorge disse...

O passe do jogador pertencia ao Rentistas assim como poderia pertencer a um grupo de empresarios. O Rentistas nunca o inscreveu como jogador do seu plantel da mesma forma que uma qualquer outra entidade detentora do passe nao o faria.
De acordo com a informacao que obtive na internet o Hulk jogou no Kawasaki Frontale em 2005 e depois foi emprestado ao Consadole Sapporo em 2006 e ao Tokyo Verdy em 2007 (epoca passada na J-league). Em 2008, a epoca presente, jogou no Tokyo Verdy ja sem ser por emprestimo, por isso sem estar inscrito pelo Frontale.
Por isso parece-me que ele so esteve inscrito como jogador pelo Tokyo Verdi nesta epoca.
Acho que isto e mais uma prova do desespero de certas gentes que procuram a todo o custo obter vitorias fora de campo.
Contentem-se em porem camaras em cima de todos os jogadores adversarios para ver se apanham alguma coisa que possam mandar a liga.

Filipe disse...

Jorge, em Março (época presente) jogou pelo Fontale antes de ir para o Verdi.

Já agora, grupos de empresários não podem deter direitos desportivos de jogadores, apenas percentagens em futuras transferências. Tem sempre que haver um contrato com um clube e uma inscrição numa federação.

Jorge disse...

Quem e que detem o resto do passe do Hulk? Se nao podem ser empresarios tem de ser outro clube, e segundo o que tu dizes, se e outro clube entao o clube tem de estar inscrito como jogador desse clube.
Achas que isso faz sentido?
Acho que ha uma diferenca entre os direitos desportivos e o passe de um jogador, assim como ha uma diferenca entre ter os direitos desportivos e inscrever um jogador (vide caso do Mantorras na UCL), e outra diferenca entre inscrever um jogador e esse jogador jogar (vide caso do Mantorras no campeonato portugues ;) ).

Filipe disse...

Jorge, o Porto detém a totalidade dos direitos desportivos do Hulk, e possui um contrato de trabalho com o Hulk. Se emprestar o jogador estabelece um contrato de trabalho adicional mas mantém a totalidade dos direitos desportivos. O que a FIFA entende por registo é o fixar do contrato de trabalho que define os direitos desportivos, ou o contrato resultante do empréstimo desses direitos desportivos.

Quando há cedência ou empréstimo dos efeitos desportivos tem que haver novo registo, e se for entre federações diferentes é preciso enviar o certificado internacional. Para registar um jogador não é preciso inscrevê-lo numa prova.

O que os jornais costumam chamar passe é apenas um acordo entre clube e outra entidade (pode ser empresário ou clube) sobre a partilha de verbas a atribuir numa futura transferência. Isso não exige certificado internacional nem registo. Mas a crer na imprensa não foi o caso, o Uruguay enviou o certificado internacional do Hulk. É por isso que não percebo a história do Record.

Esta história é confusa exactamente pela forma como os jornais misturam as duas coisas. Para já estou céptico, seria uma burrada monumental avançar para isto sem certezas.

Filipe disse...

"Se nao podem ser empresarios tem de ser outro clube, e segundo o que tu dizes, se e outro clube entao o clube tem de estar inscrito como jogador desse clube."

Não, pois isso não é um contrato de trabalho, apenas um acordo financeiro entre instituições e ou indivíduos. Um clube, e até um banco por exemplo, podem deter direitos numa futura transferência.

Jorge disse...

Estas a confundir vinculos desportivos com vinculos contratuais ou economicos.
O Porto tem uma percentagem dos direitos economicos do Hulk e 100%, nao poderia ser de outra maneira, dos direitos desportivos, podendo assim registar o Hulk como jogador no seu plantel.
A outra percentagem pertence a uma outra entidade que tem 0% dos direitos desportivos do Hulk e nao precisa nem pode registar o jogador.