segunda-feira, julho 28, 2008

O que é que é isto ò meu?...

Muito me queixo desta pré-época do Vitória. Mas olhando para o onze inicial utilizado pelo Belenenses na partida contra o Mafra (com nove reforços), há mais quem tenha razões para apreensão. Aqui estão eles: Costinha; Baiano, Rodrigo Arroz, Matheus e China; Carciano; Mano, Edmilson e Maykon; Júnior Negão e Marcelo. Costinha e Mano sobrevivem. Não será demasiado?

master kodro

5 comentários:

BdB disse...

Haja calma! :) O suposto 11 titular nada tem a ver com esse:
Julio César ; Cândido Costa, Rodrigo Arroz, Carciano e China ; Gavilán, Vinicius, Ze Pedro e Silas ; Roncatto e João Paulo.

Muda um bocadinho a perspectiva, apesar de continuar a haver demasiados "ses".

E o grande "se" é o eixo da defesa, onde não sobra ninguém da época anterior. À partida, Arroz e Carciano partem em vantagem. Arroz tem escola pelo que mau não pode ser, e Carciano tem deixado boas indicações. Para além disso, Matheus tem algum curriculum e Vanderlei impressiona pelo físico (acreditem, é mesmo de mudar de passeio!).

China é um lateral esquerdo de qualidade, pelo que Alvim está suprido.

Para o lugar de Rúben entra o Vinicius, e esse à partida é craque e só é pena não termos capacidade para o segurar ou vir a fazer dinheiro com ele.

Na frente, no lugar de Weldon, deverá surgir o João Paulo Oliveira, que fez uma época anterior sempre em crescendo e que mostrou que quando a equipa precisava dos seus golos, eles apareciam.

Não será 11 para grandes aventuras no topo da tabela, mas deverá chegar para o meio sem problemas. E a questão dos golos... até um coxo como eu com o Silas e o Zé Pedro a dar bolas marca uns golitos! :)

master kodro disse...

Mas o Weldon é o Weldon... E o China...

O Weldon é que podia ser reforço do meu Vitória (e o Zé Pedro e o Silas)! Mas mesmo com os titulares que sobram (que vamos ver se serão todos titulares), parece-me muita gente.

BdB disse...

O Weldon é muita fruta, o Cruzeiro rejeitou 1,5 milhões o mês passado do Steaua. E ordenado upa upa.

Eu acho que o 11 será esse pelo facto de haver poucas opções credíveis e ter de se manter uma estrutura base.
- na baliza, Costinha dá confiança mas Júlio César chegou e encantou. Tem muito potencial, se o desenvolver será guarda-redes de topo (é um miúdo)
- Cândido não tem concorrência (Baiano nao deverá ter muitas hipoteses)
- China não tem concorrencia directo, só adaptações
- Silas, Gavilán, Roncatto e Zé Pedro são bons demais para se equacionar a sua saída
- Vinicius vem confirmando o rótulo de craque e o preço

Da Rocha disse...

Conclusão: o "futebol de areia", como lhe chamam os brasileiros, é um desporto cada vez mais popular. Só isso explica tanto brasileiro e até um Júnior Negão.

Como é, Luciano, será Mior ou pior?

master kodro disse...

Este vem do Tombense e não consta que tenha envergado a canarinha...